O "site" oficial do futebol europeu

Introdução

Introdução
Relatório técnico

Introdução

A expansão e desenvolvimento do futebol feminino foi o tema de destaque do Campeonato da Europa Feminino de Sub-19 da UEFA de 2015, o primeiro torneio feminino da UEFA a ter lugar em Israel.

Na preparação para a fase final, as anfitriãs levaram as suas melhores jogadoras Sub-19 para a academia nacional, onde treinaram nove vezes por semana de forma a melhorarem as suas capacidades e depois entraram com uma equipa na principal Liga nacional feminina do país. Antes do derradeiro jogo na fase de grupos, frente à Dinamarca, a evolução das jogadoras foi avaliada pela internacional francesa Laura Georges, que assistiu a uma sessão de treino das israelitas para servir de inspiração à equipa.

©Sportsfile

Laura Georges à conversa com jovens jogadoras de Israel

A Federação Israelita de Futebol recebeu as oito selecções finalistas e respectivas delegações, para além do staff da organização da UEFA e do Comité Local de Organização (LOC), na cidade costeira de Herzliya, a norte do distrito de Telavive. A planificação do torneio foi facilitada pela experiência adquirida dois anos antes, quando Israel recebeu a fase final do Campeonato da Europa de Sub-21 da UEFA, em Netanya, um dos quatro recintos escolhidos para esse torneio e palco da final, entre Suécia e Espanha, numa repetição do desafio decisivo de 2012. Os restantes estádios – em Lod, Ramla e Rishon Lezion – encontravam-se a menos de uma hora de distância do "quartel-general" do torneio.

Um número de 48 selecções (recorde igualado) tinha marcado presença no torneio em 2014/15 e as qualidades das selecções finalistas foram apreciadas por um excelente número de espectadores nos estádios, com mais de 2000 pessoas a assistirem ao vivo a cada um dos três jogos da selecção da casa e 7230 na final, registo que significa novo recorde na competição.

Se futebolistas e treinadores beneficiam com as experiências vividas em competições internacionais, o mesmo pode ser dito em relação às árbitras presentes no torneio. Ao todo, 16 elementos – seis árbitras, sete árbitras assistentes, duas quarto-árbitras e uma árbitra de reserva – formaram as equipas de arbitragem em Israel, com a finlandesa Lina Lehtovaara a dirigir a final.

A equipa técnica da UEFA presente no local contou com duas treinadoras com considerável experiência internacional. Hope Powell (Inglaterra) e Hesterine de Reus (Holanda) realizaram as observações que estão na base deste relatório técnico, o qual serve como registo permanente do que foi a fase final do torneio e, ao mesmo tempo, de indicador para os treinadores que trabalham na área do desenvolvimento de jogadores em toda a Europa, mostrando-lhes as tendências emergentes do futebol. Para além da acção dentro de campo, a fase final teve igualmente com reuniões junto das equipas sobre temas como o combate antidoping e a integridade do jogo, com o intuito de garantir que o futebol continua a ser forte não a nível táctico, mas também a nível moral.

Editorial
John Atkin
Martyn Hindley

Administração/coordenação
Stéphanie Tétaz

Observadores técnicos
Hesterine de Reus
Hope Powell

Fotografia
Pat Murphy (Sportsfile)

Multimédia
Noah Broad
James Mason

Gráficos
Twelfth Man

http://pt.uefa.com/womensunder19/season=2015/technical-report/index.html#introducao