França vence Espanha sob chuva torrencial

Pode ter parecido um desfecho previsível, com a França a conquistar o quarto título e a Espanha a disputar a terceira final consecutiva, mas o duelo em Senec foi bastante invulgar.

France celebrate
©Sportsfile

Pode ter parecido um desfecho previsível, com a França a conquistar o quarto título no Campeonato da Europa Feminino Sub-19 da UEFA e a Espanha a disputar a terceira final consecutiva, mas o encontro em Senec foi bastante invulgar.

O encontro começou com o sol a brilhar, mas quando Grace Geyoro colocou a França em vantagem já chovia intensamente. Ao intervalo caiu um aguaceiro fortíssimo e o encontro foi suspenso. Durante duas horas foram feitas várias tentativas para drenar o campo e começaram os preparativos para reatar a final no dia seguinte. Mas, finalmente, o relvado foi dado como praticável e, apesar de ainda estar a chover, a partida recomeçou.

Pouco depois, a guarda-redes francesa, Mylène Chavas, defendeu uma grande penalidade de Nahikari García e, tirando partido do relvado empapado, Marie-Antoinette Katoto aumentou para 2-0, com o seu sexto golo na Eslováquia e destacando-se como melhor marcadora da prova. Lucía García ainda reduziu, ao emendar um remate de Nahikari, que esteve perto de empatar nos minutos finais mas pontapeou a água na tentativa de acertar na bola.

Este foi o segundo jogo interrompido pela chuva numa fase final que foi quase sempre disputada sob sol intenso. O duelo entre Noruega e Eslováquia foi suspenso no início do segundo tempo, com um nulo no marcador, por o relvado estar alagado. No outro jogo do Grupo A, a França bateu a Holanda por 2-1 e ambas as equipas seguiram em frente. Na partida acima mencionada, o 0-0 foi mesmo o resultado final, pelo que a anfitriã Eslováquia somava assim o primeiro ponto num Europeu Feminino.

A estreante Eslováquia tinha sido goleada por Holanda e França (6-0), que se tinha estreado com uma derrota por 1-0 com a Noruega, mas a derrota por 1-0 diante da Holanda comprometeu as aspirações nórdicas.

A Espanha dominou o Grupo B, vencendo a Alemanha por 1-0, a Áustria por 4-0 (que fazia a estreia na fase final do EURO Feminino Sub-19) e a Suíça por 5-0. Nessa altura as suíças já estavam qualificadas, depois de terem derrotado a Áustria por 4-0 e a Alemanha por 4-2. As germânicas bateram as austríacas por 3-1 e ficaram no terceiro lugar, mas há cinco edições que não conquistam o título.

Nunca as meias-finais tiveram tantos golos, com as guarda-redes a serem batidas 11 vezes. A França chegou ao intervalo a perder com a Suíça, mas uma dupla substituição mudou o jogo, com Clara Mateo a marcar dois golos e a fazer uma assistência em apenas nove minutos, permitindo o triunfo por 3-1. A Espanha venceu a Holanda por 4-3 num encontro de elevada qualidade e com vários golos em remates de longe.

No entanto, a Espanha foi derrotada na final pelo terceiro ano consecutivo, tendo também alcançado as últimas três finais do Campeonato da Europa Feminino Sub-17 da UEFA, tendo somado apenas um título em 2015. Nuria Garrote, Nahikari e Andrea Sánchez fizeram parte das últimas três selecções Sub-19 de Espanha e já contam com quatro participações em Europeus dos escalões jovens, um recorde a nível masculino e feminino. Nahikari, com 22 jogos em fases finais, e Sánchez, com 40 encontros incluindo as fases de qualificação, também estabeleceram novos máximos.