O "site" oficial do futebol europeu

2012: Elin Rubensson

A avançada sueca Elin Rubensson aumentou a sua reputação ao sagrar-se a melhor marcadora em Antália, mas foi o seu contributo para a equipa que a destacou do resto do grupo.
2012: Elin Rubensson
Elin Rubensson festeja depois de inaugurar o marcador frente à Dinamarca ©Sportsfile

2012: Elin Rubensson

A avançada sueca Elin Rubensson aumentou a sua reputação ao sagrar-se a melhor marcadora em Antália, mas foi o seu contributo para a equipa que a destacou do resto do grupo.

Melhor marcadora em Antália, com cinco golos, a avançada sueca Elin Rubensson alcançou novos níveis no Campeonato da Europa Feminino Sub-19 de 2012, mas foram as suas exibições empenhadas que deram nas vistas.

A jovem de 19 anos impulsionou a Suécia rumo à fase final, com oito golos em seis jogos, e chegou ao sul da Turquia rodeada de expectativa. Imediatamente afastou qualquer tipo de pressão, ao marcar de penalty frente à Inglaterra, na primeira jornada do Grupo B. Rubensson sempre falou com humildade; longe de monopolizar as luzes da ribalta, a sua prioridade era a equipa.

Frente à Sérvia, a avançado do Malmö FF marcou num cabeceamento majestoso e bisou após o intervalo, fintando Jasna Djordjević e picando a bola por cima da guarda-redes. Foi uma virtuosa exibição de serenidade, elegância e técnica, ao mesmo tempo que deu a conhecer uma faceta trabalhadora ao tentar encurtar a distância entre o meio-campo e o ataque.

De fora, por opção, para o jogo da última jornada, frente à Espanha, Rubensson regressou forte para atormentar a Dinamarca. Nas meias-finais, decorriam apenas seis minutos quando enganou as defesas e marcou, com uma finalização cheia de classe. No entanto, o melhor ainda estava para vir, com um soberbo livre, a 25 metros da baliza, que deixou Maria Christensen sem reacção e selou o apuramento da Suécia para a final.

Discreta durante grande parte do jogo decisivo, revelava valor acima da média de cada vez que tocava na bola; foi um quebra-cabeças com e sem a bola. Com a Espanha aparentemente confortável, a jogadora das grandes ocasiões recusou-se a desistir. Num lance por si conduzido, obrigou Dolores Gallardo a falhar o seu bom cruzamento, permitindo a Malin Diaz reagir rapidamente e garantir a conquista da Suécia.

O que se segue? "Quero representar a selecção principal numa grande competição. Talvez no Europeu do próximo ano. Sou uma pessoa ambiciosa e quero chegar até ao topo", disse ao UEFA.com.

Última actualização: 17-07-12 14.18CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Federações membro
Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/womensunder19/history/season=2012/goldenplayer/index.html#2012+elin+rubensson