O "site" oficial do futebol europeu

2009: Ramona Bachmann

As jovens Jordan Nobbs e Toni Duggan foram os destaques da selecção de Inglaterra campeã em 2009, mas a maior estrela na Bielorrússia acabou por ser a ponta-de-lança suíça Ramona Bachmann.
2009: Ramona Bachmann
A ponta-de-lança suíça Ramona Bachmann no jogo com a Inglaterra ©Sportsfile

2009: Ramona Bachmann

As jovens Jordan Nobbs e Toni Duggan foram os destaques da selecção de Inglaterra campeã em 2009, mas a maior estrela na Bielorrússia acabou por ser a ponta-de-lança suíça Ramona Bachmann.

As jovens Jordan Nobbs e Toni Duggan foram as jogadoras em maior destaque na selecção de Inglaterra que conquistou o título de 2009, mas a maior estrela da prova da Bielorrússia acabou por ser a ponta-de-lança suíça Ramona Bachmann.

A atacante de 18 anos era a grande esperança da Suíça, presenta na primeira na fase final em três anos. Bachmann passou a ser considerada um dos maiores jovens talentos da modalidade desde que foi contratada pelo Umeå IK, da Suécia, em 2007, tendo representado o seu país no Campeonato do Mundo Feminino de Sub-20 com apenas 16 anos.

Contribuiu para a excelente campanha de qualificação das suíças, mas temeu-se que Bachmann não estivesse ao seu melhor nível, pois chegou à Bielorrússia com um problema nas costas. A jogadora helvética falhou a partida de estreia, que se saldou numa goleada de 4-1 ao país organizador, mas as dúvidas quanto à sua aptidão física ficaram dissipadas no segundo desafio.

Os seleccionadores presentes na prova não hesitaram em apontar a Alemanha como a mais forte candidata à vitória final, mas as pentacampeãs não encontraram solução para travar a sensacional Bachmann. Rápida, talentosa e com enorme confiança, a pequena atacante revelou-se demasiado forte para as germânicas, tendo criado muitos problemas à defesa e contribuído com um golo para o triunfo por 3-0, resultado que abriu caminho à eliminação precoce das principais favoritas.

“Por vezes a Bachmann jogou sozinha contra toda a nossa defesa", admitiu a seleccionadora da Alemanha, Maren Meinert, que foi uma das melhores avançadas da história do futebol. "Não a conseguiram travar." O problema também foi sentido pelas defensoras da França e pelo adversário das meias-finais, a Inglaterra.

Apenas a combinação da boa exibição da guarda-redes inglesa com alguma falta de eficácia de Bachmann, possivelmente devido às ausências dos treinos devido à lesão, levaram a que não conseguisse marcar quando jogou muito desamparada no ataque da Suíça. No final, após a derrota por 3-0 com a Inglaterra, a atacante não conseguiu esconder as lágrimas, certamente ao recordar as oportunidades falhadas. Contudo, Bachmann teve a consolação de ter sido uma das estrelas da prova e de ter ajudado o seu país a alcançar a melhor classificação de sempre num Mundial Feminino de Sub-20.

Última actualização: 15-08-11 16.48CET

http://pt.uefa.com/womensunder19/history/season=2009/goldenplayer/index.html#2009+ramona+bachmann