O "site" oficial do futebol europeu

2006: Isabel e Monique Kerschowski

Não é caso único duas gémeas alinharem no mesmo clube ou selecção, mas ambas marcarem na final de uma grande competição é algo especial.
por Paul Saffer
2006: Isabel e Monique Kerschowski
Isabel & Monique Kerschowski (Germany) ©Sportsfile

2006: Isabel e Monique Kerschowski

Não é caso único duas gémeas alinharem no mesmo clube ou selecção, mas ambas marcarem na final de uma grande competição é algo especial.

Não é caso único duas gémeas alinharem no mesmo clube ou selecção, mas ambas marcarem na final de uma grande competição é algo especial.

Carreiras paralelas
Monique e Isabel Kerschowski nasceram no dia 22 de Janeiro de 1988, em Berlim, sendo que depois de subirem os vários escalões do BSC Marzahn ingressaram no 1. FFC Turbine Potsdam, em 2005. Estrearam-se pela Alemanha a 26 de Abril desse ano, num jogo da fase de qualificação para o Campeonato da Europa de Sub-19 frente à Suécia e logo mostraram dotes de finalizadoras, garantindo a presença da sua selecção na fase final de 2006. E foi nesse torneio, realizado na Suíça, que a dupla provou o seu valor.

Prémio
Isabel, que ao contrário da sua irmã tinha jogado de forma regular pelo Potsdam nas épocas anteriores, foi a primeira a brilhar, tendo sido eleita Melhor em Campo graças à exibição na vitória sobre a Dinamarca, por 2-0. Mas até ao final da fase de grupos nenhuma delas tinha marcado. Tudo isso mudou nas meias-finais frente à campeã Rússia.

Golos nas meias-finais
Ambas tinham alinhado um ano antes, na derrota nas meias-finais frente ao mesmo adversário, na Hungria, mas na repetição desse desafio Isabel foi titular e Monique ficou no banco de suplentes. Ao intervalo o resultado era 0-0, mas depois Monique entrou em campo para fazer dupla com a irmã no ataque e, aos cinco minutos da etapa complementar, já tinha feito o segundo golo da sua equipa, depois de a suplente Ann-Christin Angel inaugurar o marcador. Isso elevou a fasquia para Isabel que, a 18 minutos do fim, no seguimento de uma jogada individual, selou o resultado final de 4-0. O treinador Maren Meinert deixou transparecer a rivalidade existente entre as duas irmãs ao comentar após o jogo: "Estou feliz por as duas Kerschowskis terem marcado; caso contrário teria sido um problema!"

Repetir feitos passados
A dupla foi titular na final frente à França, com Isabel na frente de ataque e Monique no flanco direito. E a primeira aproveitou ao máximo as suas características de ponta-de-lança aos 13 minutos, num soberbo remate acrobático. No início da segunda parte voltou a facturar, assistida por Nadine Kessler, ao contornar a guarda-redes Véronique Pons. Cabia a Monique responder e fê-lo a 15 minutos do fim, num remate que sofreu um desvio, apesar de Isabel – que acertou no poste quando podia ter feito o "hat-trick" – ter recebido a distinção de Melhor em Campo. As duas vão estar de regresso na Islândia e enquanto Isabel contabiliza oito golos na fase de qualificação, Monique acertou nas redes adversárias em quatro ocasiões.

Última actualização: 14-08-11 15.49CET

http://pt.uefa.com/womensunder19/history/season=2006/goldenplayer/index.html#2006+isabel+monique+kerschowski