O "site" oficial do futebol europeu

O campeão do costume

A Alemanha acrescentou ao título de Sub-18 o da primeira edição do Campeonato da Europa Feminino de Sub-19.

O campeão do costume

A Alemanha acrescentou ao título de Sub-18 o da primeira edição do Campeonato da Europa Feminino de Sub-19.

O Campeonato da Europa Feminino de Sub-19 nasceu na época 2001/02, substituindo a versão de Sub-18, devido à alteração dos escalões etários. A fase final do torneio contou, pela primeira vez, com oito equipas, sendo que a selecção anfitriã beneficiou de qualificação automática. A Suécia, que conquistara o título de Sub-18 em 1999 no seu território, foi eleita para receber o torneio.

Rússia de fora
Islândia e Israel venceram os primeiros encontros na versão de Sub-19 e seguiram em frente, juntamente com Escócia, País de Gales, Turquia e Bósnia-Herzegoniva. Na segunda ronda de qualificação, a Rússia foi batida pelas selecções da Bélgica e de Israel, em Moscovo, enquanto Suíça, Escócia, Holanda, Polónia, República Checa e Jugoslávia foram as equipas apuradas nos restantes grupos.

Trio apurado
As 16 selecções presentes na terceira fase de qualificação sabiam que apenas três das quatro segundas classificadas chegariam à fase final. Os primeiros dois grupos disputaram-se em Novembro. A França conseguiu o número máximo de pontos - nove - e a Suíça seis, deixando para trás Itália e Polónia, adversárias no Grupo A1. A Dinamarca e a Inglaterra classificaram-se no Grupo A3, com as britânicas a ultrapassarem a República Checa graças a um expressivo 3-0.

Alívio norueguês
A Suíça teve de esperar por Fevereiro, mas garantiu o apuramento, uma vez que a Noruega apenas somou cinco pontos, logo atrás da anfitriã Espanha, no Grupo A4. A Bélgica e a Jugoslávia ficaram pelo caminho. Em Março, com apenas um jogo por disputar no grupo que faltava, a Alemanha, detentora do ceptro, somava seis pontos e a Holanda quatro. Os holandeses necessitavam de vencer, mas a Alemanha triunfou, por 3-0 e, apesar da Finlândia ter garantido o segundo posto, a Noruega conseguiu o apuramento, beneficiando do facto de ter conquistado mais pontos.

Arranque emocionante
O dia de abertura da fase final reservou momentos de grande intensidade, com Barbara Müller a assinar o "hat-trick" que permitiu à Alemanha bater a França (3-2), enquanto Erika Vazquez Morales apontou, em período de descontos, o golo com que a Espanha venceu a selecção da casa, a Suécia (1-0). A Alemanha garantiu o apuramento para as meias-finais, ao vencer a Espanha por 2-0. No outro encontro, Suécia e França não foram além de um nulo. As anfitriãs acabaram por deixar a competição precocemente, ao perderem com a Alemanha, devido a um golo solitário de Anja Mittag, de apenas 16 anos de idade. Mais sorte teve a França, que derrotou a Espanha, por 2-1, e acompanhou as germânicas na passagem às meias-finais.

Inglaterra nas meias-finais
No Grupo B, a Inglaterra levou a melhor sobre a Noruega (3-1), vice-campeã de 2001, e a Dinamarca venceu confortavelmente a Suíça (3-0). Imparáveis, as nórdicas somaram novo triunfo, ao baterem as inglesas, por 2-1, enquanto a Noruega vencia a Suíça com o mesmo resultado. Não obstante a Inglaterra ter caído para o fundo da tabela, devido à derrota, por 4-3, com a Suíça, a vitória da Dinamarca sobre a Noruega (3-1) deixou três selecções empatadas em pontos. As britânicas acabaram por sair beneficiadas no desempate a três, rumando às meias-finais, na companhia da Dinamarca.

Mundial como consolação
Ambos os jogos das meias-finais foram decididos com apenas um golo - Anne Sabel lançou a festa germânica no jogo com a Inglaterra e Claire Morel decidiu a favor da França no duelo com a Dinamarca. Restou às equipas derrotadas a consolação de terem ficado automaticamente apuradas para a primeira fase final do Campeonato do Mundo de Sub-19, que se realizaria no ano seguinte, no Canadá, onde a Alemanha atingiu as meias-finais, enquanto as restantes selecções europeias se quedaram pelos quartos-de-final.

Alemanha bi-campeã
Mas, naquele momento, o grande desafio da Alemanha prendia-se com a defesa do título europeu em Helsingborg. Sandrine Roquet esteve na génese de uma vantagem madrugadora da França, mas Isabelle Bachor empatou antes do intervalo. Os tentos de Müller e Viola Odebrecht - que marcara o golo decisivo das germânicas no ano anterior - acabaram por resgatar mais um título para a Alemanha (3-1).

http://pt.uefa.com/womensunder19/history/season=2002/index.html#o+campeao+costume