O "site" oficial do futebol europeu

Dinamarca vence pela primeira vez

A Dinamarca destacou-se pelos seus bons desempenhos fora de casa, para alcançar o seu primeiro Campeoinato da Europa Feminino de Sub-18.
Dinamarca vence pela primeira vez
Os adeptos dinamarqueses fizeram a festa em 1998 ©Sportsfile

Dinamarca vence pela primeira vez

A Dinamarca destacou-se pelos seus bons desempenhos fora de casa, para alcançar o seu primeiro Campeoinato da Europa Feminino de Sub-18.

Apesar de se terem disputado várias competições femininas envolvendo selecções jovens dos países nórdicos antes do surgimento do Campeonato da Europa Feminino de Sub-18, o primeiro jogo oficial a este nível decorreu a 23 de Setembro de 1997, altura em que a Suécia defrontou a Ucrânia, na primeira ronda de um torneio para 26 equipas.

Conteúdos relacionados

A Suécia venceu por 8-0 em Sandviken − Petra Johnsson marcou no minuto sete e Therese Lundin faria um "hat-trick" − e venceria o grupo depois de derrotar a Lituânia por 19-0, encontro em que Lundin faria cinco golos. Nos dois meses seguintes, os restantes lugares nos quartos-de-final foram ocupados por Noruega, Rússia, Dinamarca, Alemanha, Holanda, Itália e França.

A França foi a única equipa que atingiu esse patamar sem somar o máximo de pontos, derrotando a Inglaterra na diferença de golos depois de ambas as equipas terem terminado sem derrotas. Os encontros dos quartos-de-final foram disputados a duas mãos, em Abril e Maio de 1998. A Alemanha, liderada por Silvia Neid, foi a primeira a apurar-se, depois de derrotar a Noruega por 2-1 fora, seguindo-se por uma vitória por 3-2 em casa, seis dias depois.

Quatro dias mais tarde, foram conhecidos os outros três semi-finalistas. A Suécia derrotou a Itália por 1-0 em casa e 4-0 em Perugia, enquanto a França começou por ganhar à Rússia por uma bola de diferença em casa, para voltar a vencer em Selyatino, mas por 2-0. A eliminatória mais disputada seria entre a Holanda e a Dinamarca, com vitória das nórdicas fora, por 2-1, a dar a volta à eliminatória, depois da derrota caseira por 1-0.

A Dinamarca capitalizou com este moralizador triunfo. Depois de empatar a zero com a Alemanha em casa, na primeira mão da meia-final, um tento de Signe Højen Andersen garantiria o triunfo em Flensburg, no minuto 57. A final não seria escandinava, por culpa da França que derrotou, nas grandes penalidades, a Suécia, por 5-3, depois dos 2-0 registados em cada uma das mãos.

Ao contrário das edições seguintes, a final seria a duas mãos. Desta feita, a Dinamarca começaria por fazer a diferença em casa, com golos de Majbritt Knudsen no minuto seis e 86 a garantirem a vitória, na primeira mão, em Åbenrå. Uma semana depois, em Niederbronn-les-Bains, Lydie Devaud colocou a França, logo aos dez minutos, mas Gitte Pedersen faria o empate antes do intervalo.

O golo de Karina Pedersen no minuto 73 quase que garantiu o triunfo das nórdicas e, apesar de Isabelle Le Denmat e Ellen Pogeat terem marcado para as da casa, a França precisava de mais dois golos quando soou o apito final, que confirmou a Dinamarca como primeira campeã da Europa, por um total de 5-4.

http://pt.uefa.com/wunder18/history/season=1998/index.html#dinamarca+vence+pela+primeira