O "site" oficial do futebol europeu

2014/15: Stefanie Sanders

por Patrick Hart
2014/15: Stefanie Sanders
Stefanie Sanders ©Sportsfile

2014/15: Stefanie Sanders

A Espanha foi campeã na Islândia, mas a Alemanha não saiu do Campeonato da Europa Feminino de Sub-17 de 2015 de mãos a abanar, já que a atacante Stefanie Sanders foi a melhor marcadora da prova.

A ponta-de-lança do SV Werder Bremen marcou seis golos nos quatro jogos da fase final, que juntou aos quatro apontados nos três desafios da qualificação, e destacou-se num lote de atacantes fortes que contribuíram para que este fosse o Europeu Feminino de Sub-17 com mais golos de sempre.

A exibição realizada na terceira jornada foi fundamental para que a Nº9 da Alemanha fosse a maior contribuinte para o total de 45 golos marcados nos 15 encontros da fase final (superando os 37 em 16 jogos da edição de 2013/14). Sanders fez a assistência para o primeiro golo frente a Inglaterra e depois marcou por quatro vezes, com destaque para uma jogada individual no final do encontro em que fintou duas defesas e a guarda-redes britânica na área, sendo decisiva num triunfo que a equipa de Anouschka Bernhard precisava para garantir a qualificação no Grupo A.

Os observadores técnicos da UEFA presentes na Islândia estabeleceram comparações com a lendária Birgit Prinz, mas a jovem que completou 17 anos pouco antes do início da prova fez a sua própria apresentação: "Sou rápida e muito perigosa frente à baliza. São as minhas principais características".

Forte e rápida, Sanders tinha aberto a conta pessoal na goleada de 5-0 imposta pelas alemãs à anfitriã Islândia, quando impressionou ao marcar dois golos, mas foi o “hat-trick” frente à Inglaterra que lhe deixou a melhor recordação. "Foi no quarto golo, quando eu estava a atacar e as jogadoras inglesas iam caindo", explicou ao UEFA.com.

Essa soberba jogada individual serviu para mostrar a velocidade, força e determinação de Sanders. A alemã transformou um passe longo para o ataque num dos melhores golos em transição do Europeu e mostrou toda a fibra e instinto goleador das atacantes que estiveram presentes na Islândia, onde brilharam também a espanhola Lucía García (cinco golos), as suíças Géraldine Reuteler (três) e Amira Arfaoui (dois) e a norueguesa Ingrid Kvernvolden (dois). Jarmo Matikainen, membro da equipa técnica da UEFA, destacou: "São muito mais do que goleadoras, são atacantes que causam impacto no jogo".

Sanders ficou em branco no duelo com a guarda-redes suíça Nadja Furrer nas meias-finais e as campeãs em título viram esfumar-se o sonho de vencer o quinto europeu feminino de sub-17. Sanders chegou à fase final depois de ter apontado dois golos nos primeiros oito jogos pela equipa principal do Bremen, que subiu à Frauen-Bundesliga, e agora quer deixar a sua marca no campeonato da Alemanha em 2015/16, explicando que pretende " um dia chegar à selecção A da Alemanha e ser uma das figuras da Bundesliga feminina". Depois do que fez na Islândia, todos os sonhos são legítimos.

Última actualização: 21-08-15 15.30CET

http://pt.uefa.com/womensunder17/history/season=2015/goldenplayer/index.html#201415+stefanie+sanders