O "site" oficial do futebol europeu

2012: Sandie Toletti

Apesar de ter saído derrotada pela segunda vez numa final da prova, Sandie Toletti, da França, revelou-se a grande estrela da edição de 2011/12.
por Steven Rogers
2012: Sandie Toletti
Sandie Toletti festeja após marcar o golo do empate na meia-final frente à Suíça ©Getty Images

2012: Sandie Toletti

Apesar de ter saído derrotada pela segunda vez numa final da prova, Sandie Toletti, da França, revelou-se a grande estrela da edição de 2011/12.

A Alemanha conquistou em 2012 o seu terceiro triunfo no Campeonato da Europa Feminino de Sub-17, ao bater a França no desempate por penalties, mas foi a capitã da equipa derrotada quem deixou a maior marca no torneio em termos individuais.

Integrada na selecção francesa que chegou à final de 2010/11 e perdeu com a Espanha ao cair do pano, Sandie Toletti contribuiu com seis golos e cinco assistências nos seis jogos de qualificação das gaulesas em 2011/12 rumo à prova de Nyon. Na meia-final, revelou-se a principal impulsionadora da reviravolta das “bleuettes” frente à Suíça, que acabou numa vitória por 5-1 – um inteligente remate com o pé esquerdo, na esquina da área, valeu o golo do empate à equipa de Paco Rubio pouco depois de ter sofrido um golo contra a corrente do jogo.

Na segunda parte, a centrocampista do Montpellier Hérault SC continuou a comandar as operações, com dribles e cruzamentos como o que permitiu a Kadidiatou Diani marcar o quarto tento. Ainda acertaria na barra, de penalty, no último minuto, mas nessa altura já a equipa tinha os objectivos alcançados. Três dias mais tarde, num momento efectivamente decisivo, no desempate com a Alemanha, não falharia o seu pontapé.

A Alemanha começou a final decidida a não dar muito espaço no centro do terreno para as triangulações ao primeiro toque entre Toletti, Laura Blanchard e Ghoutia Karchouni, que tantos estragos tinham causado à Suíça. Mas, mesmo assim, foi Toletti quem teve espaço para a primeira ocasião de perigo da partida, aos 13 minutos, quando conseguiu rematar de longe à barra.

Em ambas as partidas esteve brilhante a servir jogo às avançadas Léa Declercq, Pauline Cousin e Diani. Esta última também se tornou merecedora de elogios pelas exibições realizadas, mas foi Toletti quem mais se distinguiu graças à excelente técnica, às desmarcações, à sua visão de jogo e ao seu dinamismo: sempre que a bola lhe chegava, sentia-se que algo de especial estava para acontecer.

O seleccionador da França, Rubio, comentou ao UEFA.com: “A Sandie pode não ter estado no seu melhor na final, mas é uma jogadora de muita classe, uma verdadeira líder na equipa, dentro e fora de campo. Sabe defender e sabe marcar; destaca-se em tudo. Também tem uma excelente atitude, aquele tipo de humildade que é necessário para evoluir. Não duvido que, dentro de quatro ou cinco anos, estará entre as melhores.”

Última actualização: 24-08-12 18.55CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores

http://pt.uefa.com/womensunder17/history/season=2012/goldenplayer/index.html#2012+sandie+toletti