Competição jovem para talentos emergentes

O Campeonato da Europa Feminino de Sub-17 da UEFA começou em 2007/08.

Celebration (Germany)
©Sportsfile

O Campeonato da Europa Feminino de Sub-17 da UEFA foi lançado na temporada 2007/08, tendo sido aprovado pelo Comité Executivo da UEFA a 22 de Maio de 2006.

A decisão de iniciar uma competição anual seguiu-se à edição inaugural do bienal Campeonato do Mundo Feminino de Sub-17 da FIFA, em 2008 - sendo que o torneio europeu funciona como fase de qualificação quando é no mesmo ano da fase final global - e também permitiu à UEFA realçar o seu empenho no futebol feminino e reconhecer o crescimento da modalidade.

A UEFA também esperava que este novo campeonato pudesse encorajar e motivar as federações sem envolvimento em competições europeias a fazerem-no.

As expectativas da UEFA foram excedidas quando 40 países se inscreveram no sorteio para a primeira fase de qualificação, a 19 de Fevereiro de 2007. Para a primeira época, ficou decidido que passavam quatro equipas à fase final, sendo que a UEFA desempenhou o papel de anfitriã na sua sede em Nyon, na Suíça. A Alemanha sagrou-se campeã à frente de França, Dinamarca e Inglaterra, e este quarteto apurou-se para o Campeonato do Mundo da categoria.

No ano seguinte, a Alemanha revalidou o título com uma goleada por 7-0 na final ante a Espanha, enquanto a França bateu a Noruega, por 3-1, no jogo do terceiro lugar. A Espanha conseguiu dar o último passo em 2010 ao vencer o desempate por penalties da final diante da República da Irlanda, selecção que eliminara a Alemanha nas meias-finais. A formação de Jorge Vilda defendeu depois com sucesso o troféu em 2011 ao bater a França graças a um golo nos instantes finais.

A Alemanha reconquistou o troféu 12 meses volvidos ao bater a Espanha na segunda fase de qualificação, antes de prevalecer na final num desempate por penalties uma equipa que, pela terceira vez, ficou no segundo lugar, a França, ainda assim vencedora depois do Campeonato do Mundo Feminino de Sub-17, no Azerbaijão. Em 2013, após a Alemanha ter falhado o apuramento pela primeira vez, a Polónia conquistou o seu primeiro título feminino ao vencer a Suécia na final, por 1-0.

Esse foi o último evento com quatro equipas em Nyon. A partir de 2013/14, a fase final aumentou para oito participantes, com um anfitrião diferente em cada ano. A Alemanha venceu igualmente a primeira edição da fase final alargada, em Inglaterra. A Espanha alcançou a glória em 2015, na Islândia, antes de perder em 2016 frente à Alemanha, nos penalties, perante mais de 10.000 espectadores, facto inédito na prova. Em 2017, na República Checa, as germânicas voltaram a levar a melhor sobre as espanholas e novamente no desempate por grandes penalidades.