Šašić vence Prémio de Melhor Jogadora

Célia Šašić, já retirada, venceu o Prémio Melhor Jogadora da UEFA na Europa 2014/15, batendo a forte concorrência de Amandine Henry e Dzsenifer Marozsán.

Célia Šašić recebe o Prémio de Melhor Jogadora da UEFA na Europa das mãos do Presidente da UEFA, Michel Platini
Célia Šašić recebe o Prémio de Melhor Jogadora da UEFA na Europa das mãos do Presidente da UEFA, Michel Platini ©AFP

Célia Šašić venceu o Prémio Melhor Jogadora da UEFA na Europa 2014/15, levando a melhor sobre Amandine Henry e Dzsenifer Marozsán.

Šašić, antiga avançada de FFC Frankfurt e Alemanha, que se retirou em Julho, terminou em primeiro lugar na votação levada a cabo por um júri composto por 18 jornalistas dedicados ao futebol feminino e escolhidos pelo Grupo European Sports Media (ESM). Šašić sucede a Nadine Kessler (2013/14) e Nadine Angerer (2012/13), antigas colegas na selecção alemã, num prémio que vai na sua terceira edição.

Šašić foi a melhor marcadora da edição anterior da UEFA Women's Champions League – que o 1. FFC Frankfurt conquistou – da Frauen-Bundesliga e do Campeonato do Mundo Feminino. Após receber o prémio das mãos de Michael Platini, Presidente da UEFA, no Mónaco, disse: "É incrível, mas também é um troféu para as minhas colegas, na selecção e no Frankfurt. Elas fizeram óptimas assistências, por isso também lhes pertence."

Processo de votação
• A lista inicial de 12 nomes foi decidida através de listas fornecidas por oito treinadores, os das equipas presentes nos quartos-de-final da edição 2014/15 da UEFA Women's Champions League, e os dos representantes europeus no Mundial Feminino. A primeira jogadora recebeu cinco pontos, a segunda quatro e assim sucessivamente.

• As 12 jogadoras mais votadas foram depois sujeitas a uma segunda ronda de votações, onde participou um painel de jornalistas.

• As três futebolistas com mais pontos na segunda ronda de votações seguiram para a ronda final, decidida através de voto electrónico no Mónaco.

Votação final
1 Célia Šašić (Alemanha – FFC Frankfurt, já retirada) 11
2 Amandine Henry (França – Olympique Lyonnais) 4
3 Dzsenifer Marozsán (Alemanha – FFC Frankfurt) 3

Outras posições na segunda ronda de votações
4= Verónica Boquete (Espanha – FFC Frankfurt, agora Bayern München) 8 pontos
4= Anja Mittag (Alemanha – Rosengård, agora Paris Saint-Germain) 8
6 Eugénie Le Sommer (França – Olympique Lyonnais) 7
7 Ramona Bachmann (Suíça – Rosengård, agora Wolfsburgo) 6
8 Wendie Renard (França – Olympique Lyonnais) 4
9 Caroline Seger (Suécia – Paris Saint-Germain) 3
10= Nadine Angerer (Alemanha– Portland Thorns) 2
10= Simone Laudehr (Alemanha– FFC Frankfurt) 2
12 Alexandra Popp (Alemanha– Wolfsburgo) 0

*a lista contou com 12 jogadoras, já que três terminaram empatadas na décima posição após a primeira ronda de votações

No total, 35 jogadoras receberam votos na eleição inicial (as que não foram incluídas na lista posterior de 12 estão listadas abaixo, pela ordem na qual terminaram):
13= Shirley Cruz Traña (CRC – Paris Saint-Germain)
13= Stephanie Houghton (ENG – Manchester City)
13= Louisa Nécib (FRA – Olympique Lyonnais)
16= Élodie Thomis (FRA – Olympique Lyonnais)
16= Fara Williams (ENG – Liverpool)
18= Laure Boulleau (FRA – Paris Saint-Germain)
18= Lucy Bronze (ENG – Liverpool e Manchester City)
18= Kim Little (SCO – Seattle Reign)
18= Lotta Schelin (SWE – Olympique Lyonnais)
18= Lia Wälti (SUI – Turbine Potsdam)
23= Camille Abily (FRA – Olympique Lyonnais)
23= Lena Goessling (GER – VfL Wolfsburg)
23= Kheira Hamraoui (FRA – Paris Saint-Germain)
23= Tabea Kemme (GER – Turbine Potsdam)
23= Nadine Kessler (GER – Wolfsburgo)
23= Manon Melis (NED – Gotemburgo)
23= Maren Mjelde (NOR – Gotemburgo e Avaldsnes)
30= Karen Bardsley (ENG – Manchester City)
30= Anna Blässe (GER – VfL Wolfsburg)
30= Kerstin Garefrekes (GER – FFC Frankfurt)
30= Caroline Graham Hansen (NOR – Wolfsburgo)
30= Marie-Laure Delie (FRA – Paris Saint-Germain)
30= Jodie Taylor (ENG – Washington Spirit e Portland Thorns)