O "site" oficial do futebol europeu

Olympique Lyonnais

Publicado: Segunda-feira, 1 de Abril de 2013, 13.21CET
O presidente do Lyon, Jean-Michel Aulas, investiu fortemente na sua equipa feminina, e esta recompensou-o em 2011, com a conquista do primeiro troféu europeu do clube.
Olympique Lyonnais
Olympique Lyonnais players celebrate with the trophy ©AFP/Getty Images
Publicado: Segunda-feira, 1 de Abril de 2013, 13.21CET

Olympique Lyonnais

O presidente do Lyon, Jean-Michel Aulas, investiu fortemente na sua equipa feminina, e esta recompensou-o em 2011, com a conquista do primeiro troféu europeu do clube.

Fundação: 1970 (como FC Lyon)
Alcunha: Les Fenottes (As Raparigas)

Melhor desempenho: vencedor em 2011 e 2012

Palmarés nacional
• Campeonato: 11 (1991*, 1993*, 1995*, 1998*, 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013)
• Taça de França: 4 (2003*, 2004*, 2008, 2012)
*como FC Lyon

16 avos-de-final: PK-35 Vantaa 7-0 (f), 5-0 (c), total: 12-0
Oitavos-de-final: FK Zorkiy Krasnogorsk 9-0 (f), 2-0 (c), total: 11-0
Quartos-de-final: FC Malmö 5-0 (c), 3-0 (f), total: 8-0
Meias-finais: FCF Juvisy Essonne 3-0 (c), 6-1 (f), total: 9-1

História
• O FC Lyon foi fundado em 1970 e ganhou quatro campeonatos e duas Taças de França, antes de ser agregado pelo principal clube da cidade, em 2004. Os jogos mais importantes são realizados no Stade de Gerland.

• O presidente do Olympique Lyonnais, Jean-Michel Aulas, concedeu recursos invejáveis à equipa feminina, e em 2006/07, um conjunto que incluía as internacionais francesas Camille Abily, Sonia Bompastor e Sandrine Dusang, mais as brasileiras Simone e Katia, sagrou-se campeão francês.

• Isso significou a estreia nas competições europeias, em concreto na Taça UEFA Feminina, e o Lyon igualou o melhor registo da França ao chegar até às meias-finais, sendo eliminado pelo Umeå IK sem perder qualquer jogo, devido aos golos fora.

• Também completou a "dobradinha" gaulesa nessa temporada, e na sua segunda campanha europeia, em 2008/09, voltou a atingir as meias-finais, sendo afastado pelo FCR 2001 Duisburg, apesar de ter revalidado o título de campeão francês.

• Em 2009/10, o Lyon deu nas vistas na nova UEFA Women's Champions League, batendo o Umeå para chegar à final, onde perdeu frente ao 1. FFC Turbine Potsdam nos penalties, após 120 minutos sem golos em Getafe. No entanto, um ano depois, ganhou por 2-0 ao Potsdam, em Londres, adicionando o título europeu ao quinto campeonato francês consecutivo. Doze meses depois, voltou a ganhar a UEFA Women's Champions League, batendo o 1. FFC Frankfurt por 2-0 em Munique.

Principais jogadoras
Existe bastante qualidade em todo o plantel, incluindo um largo contingente de internacionais francesas: a guarda-redes Sarah Bouhaddi, as defesas Laura Georges e Sonia Bompastor, a centrocampista Camille Abily, a criativa Louisa Nécib, e as avançadas Eugénie Le Sommer e Élodie Thomis. Combinam com talentos estrangeiros como a avançada sueca Lotta Schelin e a avançada suíça Lara Dickenmann. E como se isso não bastasse, no Inverno recrutou a extrema norte-americana Megan Rapinoe e a avançada japonesa Shinobu Ohno.

Treinador: Patrice Lair

Data de nascimento:
16 de Junho de 1961
Nacionalidade: Francesa
Carreira como jogador: Stade Briochin, US Avranches, Périgueux Foot, ES Arpajon-sur-Cère, US Saint-Malo, Trélissac FC, ESA Brive, Stade de Reims
Carreira como treinador: Périgueux Foot B, US Saint-Malo B, USA Pouancé (jogador-treinador), RC Doué-la-Fontaine (jogador-treinador), Pouzauges AC (jogador-treinador), Trélissac FC Sub-15/Sub-17, ESA Brive B, Stade de Reims B (adjunto), Angoulême Charentes FC (adjunto), CS Villeneuve-Saint-Germain, Montpellier Hérault SC (feminino), Espoirs de Savalou, Rwanda (director técnico), Olympique Lyonnais (feminino)

Patrice Lair iniciou a sua carreira de jogador como lateral, no seu clube local em Saint-Brieuc, antes de representar várias equipas de escalões inferiores. Pendurou as chuteiras no Stade de Reims e decidiu concentrar-se na carreira de treinador, vocação que adquiriu quando ainda jogava. Lair treinou diversas equipas jovens a nível nacional e internacional, antes de se evidenciar na equipa feminina do Montpellier.

Esteve no comando da equipa durante dois anos, guiando o clube até às meias-finais da edição 2005/06 da Taça UEFA Feminina na sua época de estreia, na altura o melhor desempenho da França. Foi nomeado treinador do Lyon em 2010, substituindo Farid Benstiti, e voltou a revelar-se um sucesso imediato, sagrando-se campeão francês e conquistando o primeiro título europeu na sua campanha de estreia, antes de repetir o feito na temporada seguinte.

Última actualização: 29-04-13 15.29CET

Informação relacionada

Federações membro
Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/womenschampionsleague/news/newsid=1945364.html#olympique+lyonnais

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • A palavra UEFA, o logótipo e o troféu da UEFA Women's Champions League estão protegidos por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.