Eficácia de Portugal derrota Sérvia

Um golo de cabeça oportuno de Gonçalo Guedes e uma finalização de classe de Bruno Fernandes permitiram a Portugal bater a Sérvia, por 2-0, no primeiro jogo do Grupo B do EURO Sub-21.

Aqui a disputar um lance com o sérvio Nemanja Antonov, Gonçalo Guedes abriu caminho ao triunfo de Portugal
Aqui a disputar um lance com o sérvio Nemanja Antonov, Gonçalo Guedes abriu caminho ao triunfo de Portugal ©Sportsfile

Portugal começou da melhor maneira a participação no Grupo B do EURO Sub-21 de 2017 ao derrotar a Sérvia, por 2-0, em Bydgoszcz.

Finalista vencido de 2015, a selecção portuguesa podia ter tido um início de sonho, já que logo aos quatro minutos Rúben Neves acertou no poste, após livre de Bruno Fernandes para a área. Com um trio ofensivo muito móvel, Portugal dominou os acontecimentos, embora sem chegar ao golo, enquanto a Sérvia, com Andrija Živković, do Benfica, de início, ameaçou aos 26 minutos. Uroš Djurdjević escapou-se nas costas de Rúben Semedo, mas acertou mal na bola e o remate na passada, frente a Bruno Varela, saiu ao lado.

Mas a resposta lusa não podia ter sido melhor. Diogo Jota desmarcou Daniel Podence na esquerda e este, perto da linha-de-fundo, cruzou para defesa incompleta de Vanja Milinković-Savić, com Gonçalo Guedes a facturar de cabeça para a baliza deserta.

Na segunda parte, a possante equipa sérvia procurou recuperar do prejuízo, enquanto Portugal tentava criar perigo com saídas rápidas para o ataque, mas o melhor que conseguiu foi quando o cabeceamento de Marko Grujić, na área, passou a centímetros do poste. Nesta altura de pressão da Sérvia, a coesão e entreajuda da equipa de Rui Jorge veio ao de cima.

Depois de um remate perigoso de Iuri Medeiros, Portugal sentenciou a partida perto do fim, aos 87 minutos. Renato Sanches picou a bola para a desmarcação de Bruno Fernandes e o capitão de Portugal fez um golo de classe com um toque subtil a desviar a bola do alcance de Milinković-Savić.

Figura
Gonçalo Guedes foi sempre um perigo constante para os sérvios, graças à sua técnica e velocidade capacidade física, a que juntou um golo pleno de oportunidade.

Momento
Com falhas na concretização e numa altura em que tentava evitar a derrota, a Sérvia ficou definitivamente arredada da discussão do resultado com o bonito segundo golo de Portugal,.