Golo de Lipski é o terceiro mais rápido no EURO Sub-21

O golo de Patryk Lipski no primeiro minuto do jogo entre Polónia e Eslováquia, no Grupo A, foi o primeiro do torneio mas também um dos terceiros mais rápidos na história do EURO Sub-21.

Patryk Lipski (No10) marcou o primeiro golo da fase final de 2017, para a anfitriã Polónia
Patryk Lipski (No10) marcou o primeiro golo da fase final de 2017, para a anfitriã Polónia ©AFP/Getty Images

O golo do médio polaco Patryk Lipski frente à Eslováquia, na sexta-feira, logo aos 53 segundos, foi um dos terceiros mais rápidos na história da fase final do EURO Sub-21.

Golos mais rápidos na história do torneio*
41 segundos: David Rozehnal (República Checa 3-2 Itália, golo de ouro) – meias-finais de 2002
52 segundos: Martin Cranie (Inglaterra 3-3 Suécia, Inglaterra venceu por 5-4 nos penalties) – meias-finais de 2009
53 segundos: Fabian Frei (Suíça 2-0 Islândia) – fase de grupos de 2011
53 segundos: Patryk Lipski (Polónia 1-2 Eslováquia) – fase de grupos de 2017

O cabeceamento ao ângulo de Lipski, logo aos 53 segundos do jogo em Lublin, foi o mesmo tempo que Frei demorou para marcar pela Suíça frente à Islândia, em jogo do Grupo A da fase final de 2011, na Dinamarca.

Seis de seguida: Golos da selecção inglesa Sub-21 desde 2007
Seis de seguida: Golos da selecção inglesa Sub-21 desde 2007

O inglês Martin Cranie demorou menos um segundo para colocar o seu país no caminho rumo à vitória, diante da Suécia, nas meias-finais de 2009, mas ainda assim o remate certeiro do lateral-direito não é o mais rápido. Ironicamente, e tendo em conta toda a qualidade ofensiva que o torneio já conheceu, essa distinção pertence a outro defesa.

O defesa-central David Rozehnal facturou logo aos 41 segundos das meias-finais de 2002, frente à Itália, com a República Checa a eliminar os "azzurrini" antes de bater a França na final, após desempate por grandes penalidades, e erguer o troféu.

*Aplica-se a torneios num só local, disputados a partir de 1996

Topo