O "site" oficial do futebol europeu

2002: Cech segura título para os checos


2002: Cech segura título para os checos
A República Checa venceu a edição de 2002 do Campeonato da Europa de Sub-21 ©Getty Images

2002: Cech segura título para os checos


Petr Čech foi o herói da República Checa no triunfo dos homens de Miroslav Bernánek sobre a França, por 3-1, no desempate por grandes penalidades, na final do Campeonato da Europa de Sub-21 em 2002. A fantástica exibição de Čech assegurou que a final terminasse sem golos e, no desempate, ainda efectuou mais duas defesa, antes de Jean-Alain Boumsong acertar na trave e terminar com as aspirações gaulesas.

França impressiona
A fase final começou com um triunfo da França sobre aqueles que viriam a ser os seus adversários na final e poucos seriam capazes de prever que as coisas mudariam tão dramaticamente após o jogo de abertura, realizado em Genebra. A França derrotou os checos, por 2-0, e passeou pelo Grupo B graças a bons jogos frente à Grécia e à Bélgica. A República Checa recuperou desse desaire inicial para derrotar a Bélgica, mas, seguidamente, foi travada pela Grécia, resultados suficientes para qualificar a equipa como segunda classificada, mas não deixou de ser um começo pouco auspicioso dos eventuais vencedores da competição.

Golos de Maccarone
O Grupo A foi mais renhido, com apenas dois pontos a separar a vencedora, Itália, da última classificada, Inglaterra, que não conseguiu corresponder às expectativas iniciais. Portugal também não cumpriu os respectivos objectivos e a sua derrota, por 2-0, com a anfitriã Suíça, viria a custar a presença nas meias-finais. A Itália iniciou a sua campanha com um empate a uma bola frente a Portugal, antes de um "bis" de Massimo Maccarone frente à Inglaterra ter terminado com as esperanças inglesas. Com este resultado, a Itália apenas necessitava de um ponto frente à Suíça para terminar no primeiro lugar. Um empate sem golos qualificou ambas as equipas.

Decisão através do "golo dourado"
A surpreendente campanha da Suíça terminaria nas meias-finais, onde os helvéticos foram derrotados pela França, por 2-0, graças a golos na segunda parte de Steed Malbranque e Pierre-Alain Frau, mas a segunda meia-final, entre a República Checa e a Itália, naquela que foi uma reedição da final de 2000, seria bem mais interessante. Após ter estado a perder por 2-0 e com o tempo já a escoar-se, Andrea Pirlo converteu uma grande penalidade, relançando os "azzurrini", antes de Maccarone voltar a marcar, levando o jogo para o prolongamento. Terminou aí, contudo, a recuperação italiana, já que Michal Pospíšil viria a marcar um "golo de ouro", sentenciando, assim, a partida.

"Grande guarda-redes"
A final não teve qualquer golo, tendo-se devido, em maior parte ao brilhantismo de Čech, cuja exibição ajudou a fazer esquecer as memórias da derrota dos checos na final de 2000. Para a França, jogadores como Sidney Govou, Malbranque e Péguy Luyindula prometeram muito para o futuro, mas o presente pertenceu ao gigante das redes checas. "Eles tinham um grande guarda-redes, não apenas em estatura, mas, também pela forma como jogou, que acabou por fazer a diferença", afirmou um decepcionado Raymond Domenech, após a derrota da sua equipa.

http://pt.uefa.com/under21/season=2002/overview/index.html#2002+cech+segura+titulo+para+checos

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • A palavra UEFA, o logótipo e o troféu do Campeonato da Europa de Sub-21 estão protegidos por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.