O "site" oficial do futebol europeu

Dez jogadores a seguir da fase final Sub-19

Publicado: Segunda-feira, 25 de Julho de 2016, 9.00CET
O UEFA.com escolheu os dez talentos que se destacaram na fase final de Sub-19 na Alemanha, incluindo o máximo goleador Jean-Kévin Augustin e um jogador da selecção de Portugal.
por Andrew Haslam, Elvir Islamović, Matthias Rötters e Daniel Thacke
Dez jogadores a seguir da fase final Sub-19
Manuel Locatelli festeja triunfo da Itália na meia-final ©Sportsfile

Caminho até à final

O Campeonato da Europa de Sub-19 da UEFA consiste em três fases distintas: a fase de qualificação, a ronda de elite e a fase final.

Fase de qualificação
A fase de qualificação, disputada no Outono, é composta por 13 grupos de quatro equipas, que jogam em mini-torneios num só local. As duas primeiras classificadas seguem em frente.

Ronda de elite
Na ronda de elite, disputada no início da Primavera, essas 26 equipas qualificadas juntam-se às duas cabeças-de-série, isentas até esta fase, em sete mini-torneios compostos por quatro selecções. Os vencedores dos grupos juntam-se então aos anfitriões na fase final.

Fase final
As sete equipas apuradas e a anfitriã são divididas em dois agrupamentos de quatro formações jogando umas contras as outras. Passam às meias-finais as duas primeiras classificadas e as vencedoras destes confrontos disputam a final.

Mais detalhes, incluindo o critério de separação de equipas que terminem empatadas em pontos num grupo ou após o prolongamento num jogo, podem ser encontrados nos regulamentos oficiais da competição (em inglês).

Publicado: Segunda-feira, 25 de Julho de 2016, 9.00CET

Dez jogadores a seguir da fase final Sub-19

O UEFA.com escolheu os dez talentos que se destacaram na fase final de Sub-19 na Alemanha, incluindo o máximo goleador Jean-Kévin Augustin e um jogador da selecção de Portugal.

Jean-Kévin Augustin (França)
O avançado do Paris Saint-Germain liderou a equipa com serenidade e fez uma boa ligação com Kylian Mbappé. Autor de cinco golos na fase de qualificação, ficou em branco na fase seguinte mas depressa voltou aos golos na fase final, marcando nos três jogos da fase de grupos, incluindo um “hat-trick” diante da Holanda. O seu impressionante golo de abertura na final fê-lo igualar o recorde de seis tentos na prova.

Steven Bergwijn (Holanda)
O dinâmico avançado do PSV destacou-se no torneio com dois bons golos na vitória da jovem selecção “laranja” por 3-1 diante da Croácia. Confortável em ambos os flancos, os dois tentos resultaram a partir daí e o ritmo e poder do jogador de 18 anos assegurou que nenhuma defesa podia relaxar enquanto esteve em campo.

Josip Brekalo (Croácia)
A nova contratação do Wolfsburgo foi o jogador mais perigoso da selecção, tendo tido bons desempenhos no lado esquerdo ao mesmo tempo que procurou surgir ao meio sempre que teve oportunidade. Rápido e excelente com bola, fez o primeiro golo da Croácia na prova e procurou sempre estar em jogo. 

Federico Dimarco (Itália)
O jogo da Itália girou em torno da exploração dos lances de bola parada e o lateral do Internazionale foi uma peça-chave. Marcou grandes penalidades contra a Alemanha, Portugal e na meia-final contra a Inglaterra, onde ainda apontou um maravilhoso livre directo que levou a Itália à final.

©Sportsfile

Diogo Gonçalves, de Portugal

Diogo Gonçalves (Portugal)
Rápido e pensar e a executar, Diogo Gonçalves foi uma ameaça constante na selecção de Portugal a jogar na posição 10. O jovem jogador do Benfica deu nas vistas na fase de grupos frente à Áustria e à Itália, desencadeando os contra-ataques da sua equipa de uma forma lúcida e inteligente.

Manuel Locatelli (Itália)
Foi descrito pelo seu capitão, Filippo Romagna, numa palavra: "Qualidade". O seu momento de maior destaque foi o fabuloso golo de livre directo frente à Áustria.   

Kylian Mbappé (França)
Formou uma parceria frutuosa com Augustin, com a dupla a marcar os oito golos da França na fase grupos. Foi autor de uma exibição virtuosa na derrota na meia-final imposta a Portugal, assistindo para o primeiro golo de Ludovic Blas e apontando os dois restantes.  

©Bongarts

O alemão Phillipp Ochs saudado após marcar à Holanda

Phillipp Ochs (Alemanha)
A melhor exibição do médio do Hoffenheim ocorreu na derrota na fase de grupos contra Portugal, em que fez um “hat-trick”. Dono de uma técnica que poucos outros jogadores na prova mostraram ter, marcou também no jogo de apuramento para o Campeonato do Mundo Sub-20 frente à Holanda. Tendo apontado duas grandes penalidades contra Portugal, não havia dúvidas sobre quem iria marcar na decisão por penalties.

Xaver Schlager (Áustria)
O coração da selecção da Áustria, forte tanto a atacar como a defender. O médio do Salzburgo teve o seu melhor desempenho na segunda jornada contra a Itália, onde fez o golo da Áustria e pareceu ter um duelo privado com o guarda-redes contrário Alex Meret nos instantes finais.

Dominic Solanke (Inglaterra)
Bem conhecido graças aos seus desempenhos na UEFA Youth League, o avançado do Chelsea formou uma forte dupla com Isaiah Brown e marcou à França e à Holanda na fase de grupos.  

Última actualização: 25-07-16 20.56CET

Informação relacionada

Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/under19/news/newsid=2392993.html#dez+jogadores+seguir+fase+final+sub