O "site" oficial do futebol europeu

França imperial soma terceiro titulo Sub-19

A França protagonizou futebol de ataque cintilante rumo à vitória no EURO Sub-19, na Alemanha, cuja caminhada inclui um triunfo recorde por 4-0 contra a Itália na final.
França imperial soma terceiro titulo Sub-19
França ergue o troféu em Sinsheim, na Alemanha ©Sportsfile

França imperial soma terceiro titulo Sub-19

A França protagonizou futebol de ataque cintilante rumo à vitória no EURO Sub-19, na Alemanha, cuja caminhada inclui um triunfo recorde por 4-0 contra a Itália na final.

A França teve os seus melhores desempenhos quando mais deles precisou, marcando 12 golos nos últimos três jogos para vencer o Campeonato da Europa da UEFA, em Sub-19, pela terceira vez, derrotando a Itália na final por uma diferença recorde.

A equipa de Ludovic Batelli perdeu no primeiro jogo da prova, acabando por atingir o pico de forma na fase final da competição, batendo a Holanda para atingir as meias-finais, onde mediu forças e ganhou a Portugal. A França guardou o melhor para o fim com os golos a abrir de Jean-Kévin Augustin e de Ludovic Blas a serem seguidos pelos apontados pelo capitão Lucas Tousart e por Issa Diop, desmantelando a até então imperial defesa de Itália.

De tal forma se tem evidenciado o domínio da Espanha em Sub-19 – com sete títulos conquistados nos primeiros 14 anos da prova, incluindo 2015 – que a sua eliminação na fase de apuramento frente à Inglaterra foi um choque, ainda que esta seja a segunda vez em três anos que a selecção espanhola falha a fase final.

©Sportsfile

Jean-Kévin Augustin foi o melhor marcador

A Inglaterra levou essa boa forma para a fase final, bisando nos primeiros nove minutos da primeira jornada contra a França. Foi o primeiro de três triunfos consecutivos por 2-1 no Grupo B para a equipa de Aidy Boothroyd, enquanto a França respondeu em força à contrariedade inicial.

As vitórias impostas à Croácia (2-0) e à Holanda (5-1) valeu-lhe terminar no segundo lugar, com Augustin a marcar cinco desses golos – três contra os holandeses acabando por, ao somar seis no total, igualar o melhor registo da competição – e Kylian Mbappé outros três.

O Grupo A abriu com a anfitriã Alemanha a defrontar a Itália perante um recorde em Sub-19 de 54.689 pessoas no VfB Arena, em Estugarda. A maior parte dos adeptos ficou desiludido com o penalty perto do fim de Federico Dimarco que valeu a vitória por 1-0 à Itália, definindo a marca da selecção italiana. As esperanças da Alemanha acabaram na derrota por 4-3 com Portugal, apesar do “hat-trick” de Phillipp Ochs, acabando a selecção lusa por assegurar o primeiro lugar ao empatar 1-1 com a Itália, que ficou no segundo posto.

A Alemanha assegurou o terceiro lugar no grupo com um triunfo por 3-0 sobre a Áustria, disputando com a Holanda o jogo de apuramento para o Campeonato do Mundo Sub-20. Três golos perto do fim fizeram a jogo chegar aos 90 minutos empatado 2-2, após o que ambas as equipas puderam recorrer à quarta substituição no prolongamento no âmbito de uma experiência da UEFA. A Alemanha prevaleceu por 5-4 nos penalties após um empate 3-3.

Nas meias-finais, a Itália – cujos golos na fase de grupos haviam sido dois penalties e um livre directo – voltou a mostrar a sua qualidade nas bolas paradas. Dimarco voltou a marcar de grande penalidade e um maravilhoso livre directo valeu um triunfo por 2-1 sobre a Inglaterra, para quem o tardio autogolo de Alberto Picchi se revelou insuficiente.

Na outra meia-final, Portugal marcou primeiro, chegando à vantagem aos três minutos num cabeceamento de Pedro Pacheco antes de Mbappé se tornar no protagonista. O avançado do Mónaco assistiu Blas para o empate da França aos dez minutos, fazendo na segunda parte dois golos à boca da baliza. Para a França, contudo, o melhor ainda estava para vir.

http://pt.uefa.com/under19/history/season=2016/index.html#franca+soma+terceiro+titulo