O "site" oficial do futebol europeu

2011: Álex Fernández

Publicado: Segunda-feira, 8 de Agosto de 2011, 12.29CET
O médio Álex Fernández proporcionou uma ligação importante, apesar de discreta, entre a defesa e o ataque, na selecção espanhola que conquistou o título europeu de Sub-19, em 2011.
por Paul Bryan
2011: Álex Fernández
Álex em acção na vitória sobre a Irlanda, nas meias-finais ©Sportsfile
Publicado: Segunda-feira, 8 de Agosto de 2011, 12.29CET

2011: Álex Fernández

O médio Álex Fernández proporcionou uma ligação importante, apesar de discreta, entre a defesa e o ataque, na selecção espanhola que conquistou o título europeu de Sub-19, em 2011.

Posicionado bem no coração de uma Espanha muito eficaz, que conseguiu 16 golos no caminho para a impressionante vitória no Campeonato da Europa de Sub-19 de 2011, o médio Álex Fernández afirmou-se como uma ligação discreta, mas importante, entre a defesa e o ataque.

O jogador do Real Madrid CF chegou a Bucareste já com 30 participações em jogos da terceira divisão espanhola, representando o Castilla, filial do clube "blanco". Mas foi na sua estreia pelos seniores, num jogo em casa do Real Racing Club, em Santander, a contar para a La Liga, que teve o primeiro ponto alto da sua carreira. Confiante e cheio de segurança, Fernández respondeu ao desafio da selecção de Sub-19, frente a uma selecção belga reduzida a dez, em Mogosaia, e, apesar de o seu físico não ser muito poderoso, deixou bem vincado o seu talento nas disputas pela posse de bola e a inteligência do seu futebol, contribuindo para uma vitória da "la rojita" por 4-1.

No jogo seguinte, frente à Sérvia, a Espanha já vencia por 3-0 e voava para a vitória no grupo e para a presença nas meias-finais, quando entrou, aos 58 minutos, para o lugar do avançado Juanmi, e contribuiu para o resultado final de 4-0.

Para o último encontro da fase de grupos, com a Turquia, os espanhóis mudaram sete jogadores e Fernández usou a braçadeira de capitão na surpreendente derrota por 3-0 — mas isso não afectou a confiança dos espanhóis. Três dias depois, defrontaria a República da Irlanda nas meias-finais e controlou o meio-campo numa espectacular vitória por 5-0.

A final seria frente à República Checa, uma formação que colocaria bastantes mais problemas aos espanhóis. Apesar de ter alinhado de início ao seu nível habitual, Álex Fernández foi substituído aos 55 minutos, quando a sua equipa perdia por 1-0 e o treinador Ginés Meléndez tentava um alinhamento mais ofensivo, para recuperar terreno. Mas o rosto do médio não mostraria grande frustração no fim do encontro, pois a substituição produzira efeitos e os espanhóis venceram a final, no prolongamento, por 3-2, com dois golos de Paco Alcácer.

Não muito depois do Europeu, o treinador o Real, José Mourinho, reconheceu a maturidade de Álex, ao usá-lo (bem como ao seu irmão, Nacho) na vitória, por 2-1, frente ao Galatasaray AŞ, na pré-época, a contar para o Troféu Santiago Bernabéu. "O Álex vai ter a sua oportunidade, porque é um miúdo com muitas qualidades que pode ajudar-nos," disse Mourinho.

Última actualização: 11-10-11 12.13CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores

http://pt.uefa.com/under19/history/season=2011/goldenplayer/index.html#2011+alex+fernandez