O "site" oficial do futebol europeu

Torres brilha pela Espanha

O avançado Fernando Torres foi o herói da Espanha, ao apontar quatro tentos na Noruega, incluindo o que deu a vitória na final, ante a Alemanha.
Torres brilha pela Espanha
A Espanha sagrou-se campeã em 2002 ©Digitalsport

Torres brilha pela Espanha

O avançado Fernando Torres foi o herói da Espanha, ao apontar quatro tentos na Noruega, incluindo o que deu a vitória na final, ante a Alemanha.

Depois de uma história de provas de Sub-18 que remonta a 1948 e 18 Campeonatos da Europa desse escalão etário em mais de 20 anos, a competição foi reclassificada para jogadores de Sub-19 em 2001/02. Contudo, o seu formato manteve-se inalterado desde o último Europeu de Sub-18: uma ronda preliminar com 14 grupos, com os respectivos vencedores a disputarem um “play-off” a duas mãos, de forma a escolher os sete parceiros do anfitrião da fase final, a Noruega, que recebia o seu primeiro torneio continental masculino.

A fase final começou da pior maneira para a equipa da casa, que foi goleada, por 5-1, pela Eslováquia, com Nelly Viennot a actuar como árbitra auxiliar, tornando-se na primeira mulher a fazer parte de uma equipa de arbitragem numa prova masculina da UEFA. No outro jogo do Grupo A, a República Checa empatou a um golo com a Espanha. Dois dias depois, os eslovacos bateram os vizinhos checos por 5-2, enquanto a Espanha batia a Noruega por 3-0. Sabendo que apenas o vencedor do grupo seguiria em frente, a Espanha tinha que bater a Eslováquia, o que aconteceu, por 3-1. Os checos bateram os da casa, por 1-0, e juntaram-se à Eslováquia e à Espanha no Campeonato do Mundo de 2003.

O Grupo B começou da melhor maneira, com um jogo dramático em que Philipp Lahm e Mike Hanke marcaram já nos descontos para fazer o 3-3 final entre a Alemanha e a Inglaterra. A Irlanda bateu a Bélgica (2-1), mas baqueou por 3-0 ante os alemães, enquanto a Inglaterra viu a vitória fugir-lhe de novo nos derradeiros instantes, ao empatar a um golo com a Bélgica. A Alemanha venceu o grupo ao bater a Bélgica, por 2-1, agendando um encontro na final com a Espanha. A Irlanda ficou-se pelo segundo posto depois de bater a Inglaterra por 3-2, após estar a perder por 2-0 ao intervalo. Porém, o apuramento para o Mundial foi para a Inglaterra, que ultrapassou a Bélgica.

Para a partida do terceiro lugar, a Eslováquia bateu a Irlanda por 2-1, dando a volta ao resultado. Esse encontro foi seguido pela final, disputada também no Estádio Ullevål, em Oslo, ante 16,464 espectadores. Aí, Fernando Torres marcou o golo da vitória da Espanha no minuto 55, sagrando-se ainda o melhor marcador da prova, com quatro golos.

http://pt.uefa.com/under19/history/season=2002/index.html#torres+brilha+pela+espanha