O "site" oficial do futebol europeu

Campeão na ronda de elite de olhos na Croácia

Publicado: terça-feira, 31 de Janeiro de 2017, 19.27CET
Portugal é o campeão da Europa Sub-17 em título, ganho em 2016, mas agora sem as grandes estrelas da conquista de há um ano, uma nova geração vai tentar chegar à fase final na Croácia.
Campeão na ronda de elite de olhos na Croácia
A festa de Portugal pelo título de 2016 ©Sportsfile

Caminho até à final

O Campeonato da Europa de Sub-17 da UEFA compreende três fases distintas: a fase de qualificação, a ronda de elite e a fase final. O formato mudou para 2014/15 com o alargamento da fase final de oito para 16 equipas.

Fase de qualificação
A fase de qualificação, disputada no Outono, engloba 13 grupos de quatro equipas que jogam num mini-torneio no mesmo local. As duas primeiras selecções de cada grupo passam à fase seguinte, bem como as quatro equipas terceiras classificadas que tenham conseguido melhor registo frente às duas primeiras dos respectivos agrupamentos.

Ronda de elite
Na ronda de elite, disputada no início da Primavera, essas 30 selecções, mais as duas cabeças-de-série – isentas até então –, disputam oito mini-torneios de quatro equipas cada. Os vencedores de cada grupo e os sete melhores segundos classificados com melhor registo frente ao primeiro e terceiro do seu agrupamento apuram-se para a fase final e juntam-se ao anfitrião.

Fase final
Na fase final do torneio, os participantes são divididos em quatro grupos de quatro selecções cada. Apuram-se para a fase a eliminar as duas melhores classificadas de cada agrupamento.

Mais detalhes, incluindo o critério de separação de equipas que terminem empatadas em pontos num grupo, ou após 80 minutos num jogo, podem ser encontrados nos regulamentos oficiais da competição (em inglês).

Publicado: terça-feira, 31 de Janeiro de 2017, 19.27CET

Campeão na ronda de elite de olhos na Croácia

Portugal é o campeão da Europa Sub-17 em título, ganho em 2016, mas agora sem as grandes estrelas da conquista de há um ano, uma nova geração vai tentar chegar à fase final na Croácia.

Portugal é o campeão europeu em título na categoria Sub-17. A conquista lusa, no Campeonato da Europa Sub-17 da UEFA de 2016, no Azerbaijão, aconteceu graças a uma vitória na final frente a Espanha, no desempate por grandes penalidades. E ditou o sorteio da ronda de elite que as duas formações ibéricas se vão encontrar de novo, na luta por um lugar na fase final, na Croácia.

Os oito primeiros de cada grupo e os sete segundos classificados com melhor registo frente a primeiro e terceiro do respectivo agrupamento juntam-se à anfitriã Croácia no torneio, a disputar de 3 a 19 de Maio. Em disputa por essas vagas com Portugal e Espanha vão estar Grécia e Polónia, que completam o Grupo 3. Antes disso, a turma lusa vai disputar, entre 10 e 14 de Fevereiro, o Torneio Internacional do Algarve, ante Inglaterra, Holanda e Alemanha.

Assim começa a defesa do título por parte da formação das “quinas”, que desta feita não será orientada pelo seleccionador campeão, Hélio Sousa, mas sim por José Guilherme. Uma mudança técnica que não retira ambição à equipa portuguesa, como se pode constatar pelas palavras do lateral-esquerdo de Portugal, Gonçalo Costa, ao “site” da Federação Portuguesa de Futebol. “Estamos a trabalhar nos aspectos que temos de melhorar. É uma preparação para a ronda elite. Queremos estar no Europeu”, afirmou o jogador do Sporting CP. José Guilherme corroborou da ideia após os primeiros treinos do ano. “O balanço dos trabalhos é muito positivo. Queremos afinar alguns pormenores a serem melhorados. O Torneio do Algarve vai ser importante para prepararmos a ronda de elite e surgirmos muito fortes e competitivos.”

Mas quais as reais hipóteses de Portugal chegar à Croácia e, mesmo, repetir o feito de há pouco menos de um ano? Portugal ficou no segundo lugar (atrás da Escócia) do Grupo 10 da fase de qualificação, que lhe deu acesso a esta ronda de elite, mas tal não deverá pesar nesta nova etapa. O factor-casa pode ser uma ajuda preciosa, pois a ronda de elite vai disputar-se em Portugal, entre 10 e 15 de Março, em três recintos: Estádio Municipal da Marinha Grande, Estádio Municipal da Nazaré e Estádio Municipal de Rio Maior. Para além, disso, Portugal possui um lote de jovens jogadores de qualidade.

A final do EURO Sub-17 ganha por Portugal

José Gomes, o melhor marcador do último Europeu da categoria, com sete golos registados no Azerbaijão (12 em toda a época internacional de 2015/16, e 16 no total, sendo o melhor de sempre), já não é opção para equipa, tal como outros nomes que deixaram a sua marca na competição, como Diogo Dalot e Rúben Vinagre, na defesa, Gedson Fernandes e Miguel Luís, no meio-campo, e Dju na frente de ataque. Mas outras promessas surgem, nomeadamente como os médios Afonso Sousa (FC Porto) e Bernardo Sousa (Sporting CP), ou os avançados Tiago Rodrigues (Sporting CP) e Umaro Embaló (SL Benfica).

Estes e outros jogadores tentarão manter o nível da equipa na competição, mas terão, certamente, de apontar agulhas para uma melhor finalização. Se só José Gomes marcou sete golos em seis jogos na fase final de 2016, esta selecção portuguesa registou exactamente o mesmo número de tentos na fase de qualificação (em 62 remates, o quarto registo mais alto), suficiente para o apuramento, mas longe do registo da selecção mais concretizadora, a Holanda, com 15, e a segunda com melhor pontaria, precisamente a adversária no Grupo 3 da ronda de elite, a Espanha, que soma 13. Em contraponto, Portugal sofreu apenas um golo.

Última actualização: 28-03-17 14.25CET

http://pt.uefa.com/under17/news/newsid=2438470.html#campeao+ronda+elite+olhos+croacia