O "site" oficial do futebol europeu

2016: José Gomes

José Gomes apontou sete dos 15 golos de Portugal no Europeu de Sub-17 de 2016, tendo terminado a prova como melhor marcador da fase final e de sempre da competição.
por Wayne Harrison
2016: José Gomes
José Gomes (à direita) comemora depois de marcar pela segunda vez à Áustria ©Sportsfile

2016: José Gomes

José Gomes apontou sete dos 15 golos de Portugal no Europeu de Sub-17 de 2016, tendo terminado a prova como melhor marcador da fase final e de sempre da competição.

As exibições realizadas por José Gomes no Azerbaijão não surpreenderam os observadores que acompanham habitualmente a UEFA Youth League.

O avançado nascido na Guiné-Bissau marcou sete golos pelo Benfica na edição de 2015/16 da competição destinada a jogadores de sub-19, um número que repetiu em apenas 16 dias em Baku.

A equipa de Hélio Sousa mostrou toda a sua classe no Azerbaijão e deu a Portugal o segundo título europeu de sub-17, 13 anos depois de uma formação que contava com João Moutinho, Miguel Veloso e Vieirinha ter vencido a competição em casa.

Sete golos que permitiram que fosse o melhor marcador da fase final de 2016, mas também o goleador máximo de sempre em Europeus de Sub-17. Um assunto a que voltaremos mais à frente.

©Sportsfile

Gomes, tal como Portugal, não precisou de muito tempo para deixar a sua marcar na prova, apontando dois golos nos primeiros 16 minutos na goleada de 5-0 aos anfitriões, na primeira jornada, perante uma assistência recorde em jogos de sub-17 de 33.000 pessoas.

Gomes marcou nos três desafios seguintes em que foi titular - foi poupado no último desafio de Portugal na fase de grupos, no qual, com a equipa de Hélio Sousa já apurada, só jogou apenas os últimos minutos - até que Espanha fez um excelente trabalho na final, conseguindo limitar os estragos do atacante de 17 anos.

A sua capacidade como ponta-de-lança na área é confirmada pelo facto de ter marcado cinco dos sete golos com remates de cabeça. Os outros dois foram uma emenda à boca da baliza e uma grande penalidade. Gomes, que já tinha marcado cinco golos na fase de qualificação, surge normalmente a concluir sempre que os colegas cruzam para a área.

Veja o ''hat-trick'' de José Gomes à Áustria

A Áustria sentiu isso na pele nos quartos-de-final, quando Gomes fez um “hat-trick”. O Nº 9 marcou pela terceira vez aos 47 minutos em mais uma goleada por 5-0, atingindo os 16 golos e ultrapassando o espanhol Paco Alcácer como o melhor marcador de sempre da prova.

As atenções estiveram todas centradas em Gomes, mas o seleccionador Hélio Sousa preferiu destacar o colectivo quando foi questionado sobre as qualidades do avançado. "Estou muito satisfeito com os 18 jogadores", afirmou UEFA.com. "Foram incríveis em todos os aspectos durante esta competição. O José Gomes não é mais importante que os outros 17 colegas".

Gomes não tinha noção que tinha acabado de fazer história e afirmou: "Não, não sabia, mas sou um avançado e a minha obrigação é marcar golos, por isso estou muito satisfeito. Quero continuar a trabalhar, evoluir em todos os treinos e jogos, de forma a chegar à equipa principal do Benfica".

Última actualização: 28-05-16 1.26CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Perfis das equipas

https://pt.uefa.com/under17/history/season=2016/goldenplayer/index.html#2016+jose+gomes