O "site" oficial do futebol europeu

2013: Anton Mitryushkin

Batido por apenas uma vez em cinco jogos, o guarda-redes da Rússia, Anton Mitryushkin, defendeu ainda três grandes penalidades no desempate e ajudou a sua selecção a vencer o Europeu de Sub-17.
por Richard Binks
2013: Anton Mitryushkin
Anton Mitryushkin faz uma excelente defesa ao disparo de Andrea Palazzi na decisão da final por grandes penalidades ©Sportsfile

2013: Anton Mitryushkin

Batido por apenas uma vez em cinco jogos, o guarda-redes da Rússia, Anton Mitryushkin, defendeu ainda três grandes penalidades no desempate e ajudou a sua selecção a vencer o Europeu de Sub-17.

Até à final do Campeonato da Europa de Sub-17, eram vários os candidatos ao Jogador de Ouro. Federico Dimarco, Elio Capradossi e Mario Pugliese, da Itália, tinham sido consistentes até ali, tal como o defesa Dzhamaldin Khodzhaniyazov, da Rússia.

No entanto, com um desempenho irrepreensível no mais importante dos jogos, no qual exibiu excelentes reflexos, domínio nos lances pelo ar e boas defesas aos remates adversários, Anton Mitryushkin, o guarda-redes da Rússia, foi a escolha óbvia na entrega do troféu.

Após não sofrer golos ante a Itália nos 80 minutos da final – na qual parou o cabeceamento à queima-roupa de Alberto Cerri e fez uma defesa plena de reflexos para negar o golo a Luca Vido –, Mitryushkin guardou o melhor para o desempate por grandes penalidades. Deu o tom ao fazer uma das melhores intervenções que se pode ver a um guarda-redes, voando todo esticado para a direita para defender o poderoso disparo rasteiro de Davide Di Molfetta, antes de adivinhar as intenções de Giacomo Sciacca e Andrea Palazzi.

Três dias antes, Mitryushkin não só defendera o disparo de Mirza Halvadzic na épica vitória da Rússia na meia-final nas grandes penalidades, ante a Suécia, como também batera, com sucesso, um dos remates da marca dos 11 metros.

Para além dos feitos nos penalties, os desempenhos deste jogador de 17 anos fizeram-no mais que merecedor candidato ao galardão. Transmitindo enorme calma e confiança ao quarteto defensivo e comandando, com invulgar maturidade, a sua zona de influência em campo, Mitryushkin teve papel decisivo no registo recorde da Rússia de apenas um golo sofrido em 400 minutos jogados na Eslováquia.

Depois de não sofrer golos da Ucrânia e da criativa e perigosa Croácia, não conseguiu evitar o tento no derradeiro encontro do Grupo B, ante a Itália, autoria de Capradossi, o único a conseguir colocar a bola na baliza russa.

Última actualização: 26-08-13 11.54CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores

https://pt.uefa.com/under17/history/season=2013/goldenplayer/index.html#2013+anton+mitryushkin