O "site" oficial do futebol europeu

2012: Max Meyer

O dinâmico 10 da Alemanha, Max Meyer, constituiu-se o principal motor da sua selecção, que atingiu a final do Campeonato da Europa de Sub-17.
por Dan Ross
2012: Max Meyer
O alemão Max Meyer em acção na final contra a Holanda ©Sportsfile

2012: Max Meyer

O dinâmico 10 da Alemanha, Max Meyer, constituiu-se o principal motor da sua selecção, que atingiu a final do Campeonato da Europa de Sub-17.

Max Meyer revelou-se como a estrela da selecção da Alemanha que atingiu a final do Campeonato da Europa de Sub-17 de 2012, situação que acabou por não constituir qualquer surpresa.

Os seus grandes desempenhos na fase de qualificação, onde apontou três golos nos seis jogos disputados pela Alemanha, colocaram em Meyer o rótulo de um dos jogadores a seguir no torneio. A sua cotação aumentou na Eslovénia, onde liderou a sua equipa na conquista de quatro triunfos, baqueando apenas, de forma dramática, na final, ante a Holanda.

Este "playmaker" de 16 anos milita no FC Schalke 04, que o colocou a jogar nos Sub-19, no início do ano, depois do talentoso médio-atacante ter apontado 11 golos em 17 jogos pela equipa de Sub-17. Aí marcaria por quatro vezes em sete presenças. Regressado ao seu escalão para o Europeu, Meyer rapidamente se destacou. A sua exibição na segunda parte contra a Geórgia, salvou a sua selecção, que não esteve nos seus dias, com um colocado remate a garantir os três pontos.

Meyer e os colegas derrotaram a seguir a Islândia por 1-0, garantindo logo a vitória no grupo a uma jornada do fim, aumentando a confiança do 10 alemão para o jogo contra a França. O guardião Oliver Schnitzler defendeu primeiro uma grande penalidade com Meyer, depois, a resolver a contenda a favor dos alemães.

No minuto 54, recebeu um passe de Marian Sarr e finalizou rasteiro, com êxito. No minuto seguinte, numa oportuna finalização, Meyer faria o segundo, depois de centro atrasado de Julian Brandt. A seguir seria decisivo no terceiro, depois de ganhar um ressalto na linha de meio-campo e isolar, de primeira, Max Dittgen, que finalizaria, coroando aquele que foi o seu melhor desempenho no torneio.

Cheio de confiança, Meyer esteve de novo fantástico na meia-final, contra a Polónia. Em outra grande exibição, combinou muito bem com Marc Stendera e armou várias oportunidades de golo para os seus avançados. Na final, no entanto, as coisas seria diferentes. Marcado pelo tenaz capitão da Holanda, Nathan Ake, Meyer apenas esporadicamente apareceu em jogo e teve uma acção muito limitada.

Depois da derrota da sua selecção, nas grandes penalidades, Meyer não escondia a desilusão, mas o maior elogio à estrela alemã viria do seu marcador na final, Ake. "Meyer foi, claramente, o melhor jogador", disse, depois do encontro. "Ele é rápido e muito perigoso. O meu treinador disse-me para o seguir para onde quer que ele fosse para as nossas hipóteses aumentarem". Grande elogio, sem dúvida.

Última actualização: 24-08-12 18.57CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/under17/history/season=2012/goldenplayer/index.html#2012+max+meyer