O "site" oficial do futebol europeu

França aproveita factor-casa

Os gauleses venceram em casa naquela que foi a segunda conquista consecutiva de uma equipa anfitriã na prova, após baterem Espanha na final.
França aproveita factor-casa
France 2004 ©UEFA.com
SSI Err

França aproveita factor-casa

Os gauleses venceram em casa naquela que foi a segunda conquista consecutiva de uma equipa anfitriã na prova, após baterem Espanha na final.

A França assegurou que a fase final do Campeonato da Europa de UEFA de Sub-17 fosse conquistada pelo anfitrião pelo segundo ano consecutivo, após derrotar dramaticamente a Espanha na final da edição de 2003/04, realizada em Chateauroux.

A equipa de Philippe Bergeroo foi melhorando progressivamente ao longo do torneio realizado na região do Loire. Na primeira jornada, viu os seus intentos inicialmente frustrados pela Irlanda do Norte, antes de, nos últimos sete minutos, marcar por três vezes e vencer por 3-0. O outro jogo do Grupo A, entre a Espanha e a Turquia, terminou com o triunfo dos espanhóis por 1-0, enquanto no Grupo B, a Inglaterra bateu a Ucrânia por 2-0 e a Áustria impôs um nulo a Portugal, então detentor da prova.

A Inglaterra carimbou a sua passagem às meias-finais dois dias depois, graças a dois golos de Shane Paul, que ajudaram a equipa dirigida por John Peacock a dar a volta ao marcador e vencer por 3-1, resultado que deixou as esperanças dos portugueses por um fio. Um bis de Daniel Gramann, entretanto, deixou a Ucrânia ainda à procura do seu primeiro ponto, após a derrota com a Áustria, por 2-1. De volta ao Grupo A, a França manteve o seu registo totalmente vitorioso às custas da Espanha, graças a um triunfo por 1-0, enquanto Ergin Keles marcou dois dos cinco golos da Turquia frente à Irlanda do Norte.

A Espanha, ainda assim, assegurou a passagem às meias-finais mercê de um triunfo por 4-1 frente à Irlanda do Norte, muito por força do “hat-trick” de Pedraza, mas isso não foi suficiente para arredar a França da liderança do grupo, para mais depois de os golos de Hatem Ben Arfa e Jérémy Menez terem permitido um triunfo sobre a Turquia. A Inglaterra confirmou o primeiro lugar no Grupo B com uma vitória por 1-0 sobre a Áustria, que perdeu com Portugal na corrida pelo segundo lugar, graças a uma goleada da formação lusitana por 4-0, tendo o capitão Bruno Gama liderado a lista de marcadores com dois tentos.

A sorte dos detentores da prova expirou nas meias-finais, tendo Samir Nasri, Menez e Ben Arfa conseguido marcar na segunda parte, anulando a vantagem lograda por Bruno Moreira no primeiro tempo. Na segunda meia-final, Marcos García abriu o activo para a Espanha, tendo Kyel Reid empatado para a Inglaterra. Nos instantes finais da partida, Cesc Fabregas converteu uma grande penalidade de forma irrepreensível e deu o triunfo aos espanhóis.

Inglaterra e Portugal encontraram-se num "play-off" para o terceiro lugar, que apurava o vencedor para a UEFA-CAF Meridian Cup 2005. Num jogo emocionante, João Silva e James Walker marcaram por duas vezes cada, tendo as defesas tido bastantes dificuldades para se impor aos ataques adversários, mas a Inglaterra voltaria a perder num desempate por pontapés da marca de grande penalidade, desta feita por 3-2, após um empate (4-4).

Duas horas mais tarde, a França protagonizou um arranque perfeito na final, perante mais de 14 mil espectadores, tendo Kévin Constant aberto o activo logo nos primeiros segundos. Gerard Pique empatou para a Espanha com um golpe de cabeça, mas quando o jogo parecia caminhar para o prolongamento, Nasri rematou de longe e bateu o guardião espanhol, dando início aos festejos gauleses.

http://pt.uefa.com/under17/history/season=2004/index.html#franca+aproveita+factor+casa