O "site" oficial do futebol europeu

Portugal mantém fasquia elevada

Portugal tornou-se no primeiro país a conquistar o título europeu de Sub-16 em edições consecutivas, quando, em 1996, triunfou na Áustria, feito nunca mais igualado.
Portugal mantém fasquia elevada
Petit foi internacional por Portugal em 57 ocasiões ©Getty Images
SSI Err

Portugal mantém fasquia elevada

Portugal tornou-se no primeiro país a conquistar o título europeu de Sub-16 em edições consecutivas, quando, em 1996, triunfou na Áustria, feito nunca mais igualado.

Portugal tornou-se no primeiro país a conquistar o título europeu de Sub-16 em edições consecutivas, quando, em 1996, triunfou na Áustria, feito nunca mais igualado.

Todos os semifinalistas de 1995 – Portugal, Espanha, Alemanha e França – regressaram no ano seguinte. A anfitriã Áustria e Portugal, detentor do título, integraram o Grupo A. Portugal começou bem e derrotou a Polónia por 3-0, mas a Áustria perdeu por 1-0 diante da República da Irlanda. De seguida, os anfitriões empataram sem golos com a Polónia – ambas as equipas terminaram o jogo reduzidas a dez elementos – , enquanto os portugueses derrotaram os irlandeses por 2-0 e garantiram um lugar nas meias-finais. A Irlanda superiorizou-se à Polónia por 1-0 e também rumou aos quartos-de-final, uma vez que o empate (2-2) ante a anfitriã deixou Portugal no primeiro lugar do agrupamento. A Grécia concluiu o Grupo B na primeira posição e teve a companhia da Alemanha nos quartos-de-final, selecção que derrotara na primeira jornada, por 2-1. Os helénicos bateram depois a Roménia por 1-0 e qualificaram-se, tendo assegurado a conquista do grupo com um empate (1-1) frente à a Ucrânia. Os germânicos golearam  a Ucrânia por 6-1 e asseguraram a segunda posição graças ao triunfo por 4-1 ante os romenos.

A França dominou o Grupo C a seu bel-prazer, tendo batido Croácia, Espanha e Suíça. Nos quartos-de-final, teve a companhia da Croácia, que recuperou da derrota na primeira jornada com triunfos frente à Suíça e Espanha. Michael Owen marcou o segundo golo de Inglaterra na vitória sobre a Eslováquia, em jogo da primeira ronda do Grupo D. Depois, dois golos de Owen bateram o futuro companheiro de equipa do inglês no Newcastle United FC, o turco Emre Belözoglu, e valeram o apuramento dos ingleses para os quartos-de-final. No entanto, o grupo viria a ser conquistado por Israel, que recuperou de uma derrota por 3-0 contra a Turquia na primeira jornada e bateu a Eslováquia por 2-0, tendo depois feito o mesmo à Inglaterra, por 2-1. Yossi Benayoun abriu o activo em ambos os encontros.

Ao contrário do que acontecera um ano antes, os quatro vencedores de grupos passaram os quartos-de-final. Portugal – muito por força de um "hat-trick" de Simão Sabrosa – derrotou a Croácia por 5-1, com todos os golos a surgirem na primeira parte, enquanto apenas um bastou para a Grécia derrotar a Inglaterra. Israel perdia ao intervalo por 2-0 ante a Alemanha, mas acabou por ganhar por 3-2 no prolongamento, ao passo que França e Irlanda continuaram empatadas após 100 minutos, antes de os "bleus" se superiorizarem no desempate por penalties. Nas meias-finais, Portugal derrotou a Grécia, reduzida a dez elementos logo a partir dos 17 minutos, por 3-0. Um golo de Roland Vieira aos 53 minutos deu à França o triunfo sobre Israel, que depois derrotaria os gregos, por 3-2, na luta pela medalha de bronze. Na final realizada em Viena, um golo de Petit aos 43 minutos deu o título a Portugal frente à França.

http://pt.uefa.com/under17/history/season=1996/index.html#portugal+mantem+fasquia+elevada