O "site" oficial do futebol europeu

Soviéticos vencem em grande estilo

O Europeu de Sub-16 foi reformulado em 1984, tornando-se uma prova anual disputada por 16 selecções. A União Soviética conquistou o título na Hungria.
Soviéticos vencem em grande estilo
Andrey Kobelev marcou na final de 1985 ©Getty Images
SSI Err

Soviéticos vencem em grande estilo

O Europeu de Sub-16 foi reformulado em 1984, tornando-se uma prova anual disputada por 16 selecções. A União Soviética conquistou o título na Hungria.

O Campeonato da Europa de Sub-16 foi reformulado em 1984, passando de uma prova bi-anual para anual e disputada por 16 selecções, em vez das anteriores quatro. No entanto, teve uma coisa em comum com o formato anterior: em 1982/84, a República Federal da Alemanha, finalista vencida, melhorou a sua classificação conquistando o troféu e um ano depois a equipa que tinha derrotado nessa final, a União Soviética, sagrou-se campeã.

A Hungria foi escolhida como anfitriã de uma fase final alargada de quatro jogos em três dias para 28 jogos durante dez dias. Itália e RFA, vencedoras anteriores, garantiram a sua presença, tal como a URSS, finalista vencida em 1984, e a Jugoslávia, que tinha chegado às meias-finais das edições anteriores. A campanha da selecção anfitriã no Grupo A não começou bem - perdeu por 2-0 ante a URSS, enquanto a RFA empatou a um golo ante Portugal. Numa repetição da final de 1984, a URSS vingou-se da derrota sofrida frente aos alemães e ganhou por 2-0, o mesmo acontecendo com a Hungria sobre Portugal. Os soviéticos alcançaram resultado idêntico frente a Portugal, garantindo o apuramento para as meias-finais. A RFA, campeã em título cessante, terminou a sua participação com uma vitória sobre a equipa da casa, por 1-0.

A Espanha iniciou o Grupo B com uma vitória por 4-0 sobre a Suécia, que se revelou crucial nas contas finais. A Jugoslávia venceu a Itália por 1-0 e ambas empataram a zero frente à Espanha. E apesar de a Suécia ter vencido a Jugoslávia por 3-1 e a Itália por 5-2, a sua diferença de golos foi inferior à da Espanha. A República Democrática Alemã tinha sido afastada pela sua vizinha RFA nas duas edições anteriores da prova. Agora, no Grupo C, evitou o confronto com a campeã e seguiu em frente depois de empatar (1-1) frente à Holanda e à Noruega (0-0), somando uma vitória frente à Bulgária, por 1-0. A Noruega teve resultados idênticos, para além do empate a zero ante a Holanda, que a deixou pelo caminho devido ao menor número de golos marcados, enquanto as esperanças holandesas também terminaram com uma derrota por 4-2 frente à Bulgária. A Grécia não teve problemas no Grupo D, somando três vitórias frente a França, Escócia e Islândia.

Os jogos das meias-finais tiveram desfechos contrastantes; a Grécia eliminou a Espanha nas grandes penalidades, por 4-3, após um empate a zero, enquanto a URSS venceu a RDA por 5-3. A Espanha ficou em terceiro lugar do torneio depois de vencer por 1-0 em Budapeste, mas o troféu foi parar às mãos dos soviéticos com uma goleada por 4-0. As três melhores selecções europeias viajaram até à China para participarem na edição inaugural do Campeonato do Mundo de Sub-16. A Itália não passou da fase de grupos, a Hungria ficou-se pelos quartos-de-final, e a RFA disputou a final, mas foi derrotada pela Nigéria, por 2-0.

http://pt.uefa.com/under17/history/season=1985/index.html#sovieticos+vencem+grande+estilo