O "site" oficial do futebol europeu

Guia de Tbilissi

A Boris Paichadze Dinamo Arena vai receber a SuperTaça Europeia da UEFA de 2015 a 11 de Agosto: a capital da Geórgia conta com herança futebolística nobre – e excelente culinária.
por Vakhtang Bzikadze
de Tbilissi
Guia de Tbilissi
Boris Paichadze Erovnuli Stadioni Dinamo Arena ©GFF

Guia de Tbilissi

A Boris Paichadze Dinamo Arena vai receber a SuperTaça Europeia da UEFA de 2015 a 11 de Agosto: a capital da Geórgia conta com herança futebolística nobre – e excelente culinária.

O estádio agora conhecido como Boris Paichadze Dinamo Arena foi inaugurado pela primeira vez em 1936, com uma capacidade para 23.000 espectadores. Após obras de modernização em 1976, esse número subiu para 75.000, apesar de ter descido para 54.000 desde que se tornou um recinto apenas com lugares sentados em 2007. Inicialmente com o nome em honra de Lavrenti Beria, antigo director de segurança da era soviética, e mais tarde Vladimir Lenin, ostenta o nome de Boris Paichadze – um ilustre jogador do FC Dinamo Tbilisi cuja carreira atingiu o auge nos anos 40 – desde que a Geórgia se tornou independente, em 1991.

Conteúdos relacionados

Quando a UEFA o escolheu para receber a SuperTaça Europeia da UEFA de 2015, em Tbilissi, muitos adeptos na cidade viram isso como uma oportunidade para ter alguma exposição ao exterior. O Dínamo podia ter disputado a SuperTaça Europeia da UEFA em 1981, após conquistar a Taça dos Clubes Vencedores de Taças, mas não conseguiu acordar uma data com o Liverpool FC, detentor da Taça dos Clubes Campeões Europeus  – e que tinha vencido por 3-0 em Tbilissi dois anos antes.

Uma das cidades anfitriãs do Campeonato Mundial Jovem da FIFA de 1985, Tbilissi não recebe jogos importantes há algum tempo, apesar de Kakha Kaladze, antigo jogador do Dínamo – actual vice primeiro-ministro da Geórgia – ter dado aos seus compatriotas motivos para sorrirem quando venceu a UEFA Champions League ao serviço do AC Milan, em 2003 e 2007. No entanto, países como Alemanha, Inglaterra, Itália e França testemunharam o ambiente intenso que pode ser gerado quando a Dinamo Arena recebe jogos de selecções.

O ano de 2015 será preenchido a nível de desporto em Tbilissi, com a capital georgiana a receber o Campeonato Europeu de Halterofilismo, o Grand Prix de judo, o Festival Olímpico Europeu Jovem, a Taça Tbilissi IRB em râguebi e o Campeonato do Mundo de Triatlo, bem como a SuperTaça Europeia da UEFA.

Fundada no século quinto, Tbilissi continua a ser o coração industrial e cultural da Geórgia, tal como um interface significativo para toda a região do Cáucaso. O seu nome deriva de uma antiga palavra georgiana que significa "calor". Segundo uma lenda local, um camponês atingido a tiro pelo Rei Vakhtang I caiu numa fonte e ferveu, algo que impressionou tanto o rei que este ordenou que uma cidade fosse construída naquele local. Ainda existem banhos termais quentes no bairro de Abanotubani, enquanto a famosa fortaleza Narikala e o Monte Mtatsminda oferecem vistas tremendas da cidade. A comida e vinho da Geórgia – e a música cantada à mesa que ocasionalmente a acompanha – têm uma brilhante, e merecida, reputação.

Como chegar
Avião – O Aeroporto Internacional de Tbilissi encontra-se a 20 quilómetros do centro da capital, ao qual se liga por intermédio de um serviço regular de autocarros e comboios. A Geórgia possui mais dois aeroportos internacionais, em Kutaisi (a 245 quilómetros de Tbilissi) e no porto de Batumi, no Mar Negro (a 380 quilómetros de distância).

Comboio – A Estação Central de Tbilissi é o maior interface ferroviário na Geórgia, situado a apenas dois quarteirões da Boris Paichadze Dinamo Arena. Serviços regulares para a capital são oriundos de Batumi (a Estação Makhinjauri encontra-se a 13 quilómetros do Aeroporto Batumi) e Kutaisi (a Estação Samtredia está a 15 quilómetros do Aeroporto Batumi).

Transportes públicos – As estações de metropolitano de Tsereteli e Sadguris Moedani I estão à mesma distância da Boris Paichadze Dinamo Arena. Autocarros regulares também vão fazer a ligação ao estádio na SuperTaça Europeia da UEFA.

Automóvel – a nova auto-estrada E60 liga Tbilissi às cidades no oeste da Geórgia. São precisas cinco horas para ir desde Batumi até à capital, tempo que desce para três horas se se vier de Kutaisi. Estradas localizadas nas margens do rio Kura tornam Tbilissi numa cidade confortável para se conduzir, com duas das dez pontes rodoviárias próximas do estádio.

http://pt.uefa.com/uefasupercup/season=2015/final/venueguide/index.html#guia+tbilissi

 

Trondheim 2016