Real Madrid bate United e revalida conquista da SuperTaça Europeia

Casemiro e Isco marcaram os golos que permitiram ao Real Madrid bater o Manchester United por 2-1 e Skopje e vencer a Supertaça Europeia da UEFA pela quarta vez em quatro anos.

O Real Madrid conquistou a quarta SuperTaça Europeia da UEFA da sua história – e a terceira nos últimos três anos –, ao bater o Manchester United, por 2-1, em Skopje, na ARJ Macedónia, com golos de Casemiro e de Isco.

Chegado há poucos dias de férias, Cristiano Ronaldo começou o encontro no banco de suplentes do Real, que, mesmo assim, assumiu desde logo o controlo do jogo. Com o United sem imaginação quando em posse de bola e erros no processo defensivo, o primeiro golo dos "merengues" passou a ser uma questão de minutos.

Casemiro (16) abriu a primeira brecha na defesa inglesa quando, acorrendo a um canto de Toni Kroos, cabeceou à barra e, dois minutos volvidos, na ressaca a um alívio incompleto, atirou do limite da grande área sobre o travessão.

A equipa de José Mourinho viu-se a perder aos 24 minutos, altura em que Casemiro completou o leque de oportunidades ao surgir na área a desviar para o fundo das redes um passe longo de Dani Carvajal.

Em cima do intervalo, Romelu Lukaku provocou, de cabeça, a primeira ameaça a Keylor Navas, mas foi De Gea a brilhar no recomeço, evitando com um desvio felino (48) o golo a Kroos, antes de Isco (52), após combinar com Gareth Bale, surgir na sua cara a ampliar o marcador.

A resposta surgiu em dose dupla com Paul Pogba (54) e Nemanja Matic (62) a testarem os reflexos de Navas, surgindo na recarga Lukaku a falhar o alvo na primeira e a marcar na segunda. Pelo meio, na área contrária, Bale (61) elevou para duas as bolas “merengues” na barra.

Cristiano Ronaldo começou o jogo como suplente e entrou perto do fim
Cristiano Ronaldo começou o jogo como suplente e entrou perto do fim©Getty Images

Cristiano Ronaldo entrou finalmente em campo aos 83 minutos a render Benzema, ainda a tempo de festejar o facto de o Real Madrid ter ganho o troféu pela quarta ocasião após 2002, 2014 e 2016 e de se ter tornado na primeira equipa a erguer a taça em anos consecutivos desde o Milan em 1989 e 1990.

Figura: Isco (Real Madrid)
Cérebro de todo o jogo madrileno, Isco foi fundamental na ascensão do Real Madrid na partida e revelou-se decisivo quando fez o segundo golo da equipa espanhola. Após a sua saída, o Real Madrid não voltou a ser o mesmo.

Momento: Segundo golo do Real
Enorme na forma como se exibiu em campo, Isco combinou com Bale (52) antes de surgir na cara de De Gea a atirar para o fundo das redes, tornando a recuperação do United ainda mais difícil.

Topo