Real Madrid - Manchester United: confrontos anteriores

De um "hat-trick" de Ronaldo a dois bis de Raúl González, passando por George Best e Bobby Charlton, os golos sempre estiveram na ordem do dia nos confrontos entre Real Madrid e Manchester United.

Ronaldo num famoso encontro entre as equipas nos quartos-de-final da temporada 2002/03 da UEFA Champions League
Ronaldo num famoso encontro entre as equipas nos quartos-de-final da temporada 2002/03 da UEFA Champions League ©Getty Images

2012/13 UEFA Champions League, oitavos-de-final
Real Madrid 1-1 Manchester United
Manchester United 1-2 Real Madrid
Aquela que seria a última eliminatória europeia de Alex Ferguson como treinador do United começou de forma prometedora, quando Danny Welbeck colocou os "red devils" na frente do marcador, em Espanha. No entanto, seria um dos antigos jogadores de Ferguson a fazer a diferença para o Real Madrid. Cristiano Ronaldo, depois de ter empatado a primeira mão, teve um regresso de sonho a Old Trafford ao marcar o golo que apurou os "merengues" para os quartos-de-final à custa do seu antigo clube, reduzido a dez após a expulsão de Nani numa altura em que o United vencia por 1-0.

O segundo
O segundo

2002/03 UEFA Champions League quartos-de-final
Real Madrid 3-1 Manchester United
Manchester United 4-3 Real Madrid
Dez anos antes, outro Ronaldo deixou o relvado de Old Trafford ovacionado de pé ao ser substituído no minuto 67 na partida da segunda mão. O brasileiro completara há pouco o seu "hat-trick", ao colocar os espanhóis na dianteira por 3-2, com um fantástico remate em arco sem qualquer hipótese para Fabien Barthez. Dois golos do futuro jogador do Real Madrid, David Beckham, deram o triunfo aos ingleses na partida, mas a eliminatória já estava há muito decidida.

1999/2000 UEFA Champions League, quartos-de-final
Real Madrid 0-0 Manchester United
Manchester United 2-3 Real Madrid
Um nulo na primeira mão deixou tudo para decidir em Old Trafford, onde, numa partida emocionante, Raúl González bisou diante do detentor do troféu. Os dois tentos de Raúl, quase de seguida, cimentaram a vantagem dos visitantes após o intervalo, iniciada com um autogolo de Roy Keane, a meio da primeira parte. Beckham e Paul Scholes marcaram, mas já era tarde de mais, pelo que o Real Madrid continuou a caminhada até final de Paris, onde ergueria o nono título de campeão europeu.

1967/68 Taça dos Clubes Campeões Europeus, meias-finais
Manchester United 1-0 Real Madrid
Real Madrid 3-3 Manchester United
Vitorioso na primeira mão graças a um tento solitário de George Best, o United recuperou de uma desvantagem de 3-1 na segunda mão para garantir a presença na final de Wembley. Best voltou a marcar no encontro decisivo: vitória sobre o Benfica, por 4-1, após prolongamento. 

1956/57 Taça dos Clubes Campeões Europeus, meias-finais
Real Madrid 3-1 Manchester United
Manchester United 2-2 Real Madrid
O golo de Tommy Taylor na primeira mão deu esperança ao United para o regresso a casa. Contudo, Raymond Kopa e José Hector Rial resolveram praticamente a eliminatória em Inglaterra. Taylor, de novo, e Bobby Charlton responderam para os comandados de Matt Busby, mas seria o Real a seguir em frente rumo à conquista do segundo título europeu.

Topo