2012: Falcao arrasa Chelsea

O Atlético de Madrid conquistou a sua segunda SuperTaça Europeia em três anos graças a uma grande exibição de Falcao, que arrasou por completo o campeão europeu Chelsea.

Club Atlético de Madrid celebrate
©Getty Images

Chelsea FC 1-4 Club Atlético de Madrid
(Cahill 75; Falcao 6, 19, 45, Miranda 60)

O campeão europeu Chelsea FC não teve resposta para um brilhante Falcao, com o ponta-de-lança colombiano a assinar um estupendo "hat-trick" que ajudou o Club Atlético de Madrid a conquistar a sua segunda SuperTaça Europeia em três anos, naquela que foi a última edição da prova com jogo no Mónaco.

O Chelsea encontrava-se, ainda, em estado de graça, depois de, três meses antes, ter conquistado o primeiro título de campeão europeu de clubes do seu historial, mas viu Falcao marcar por três vezes nos primeiros 45 minutos no principado e não conseguiu assim chegar a novo troféu continental.

Se a partida já estava, então, praticamente decidida ao intervalo, o xeque-mate ao Chelsea foi dado em definitivo à passagem da hora de jogo, por intermédio de Miranda, que em boa posição não teve dificuldades em bater Petr Čech e assinar assim o quarto golo da turma madrilena. A 15 minutos do apito final, Gary Cahill acabou por marcar aquele que viria a ser o último golo da SuperTaça Europeia no Stade Louis II, 15 anos depois de os "blues" se terem tornado no primeiro clube a aí erguer o troféu.

O treinador do Atlético, Diego Simeone, resumiu o que todos os que assistiram ao jogo pensaram em relação à actuação de Falcao, ao afirmar: "Estou sem palavras. Nem sou capaz de descrever aquilo a que assisti. O que ele tem vindo a fazer é inacreditável. É um jogador que, por mais alto que se lhe fixe a fasquia, ele fixa-a ainda mais alto e supera-a."

O então treinador do Chelsea, Roberto Di Matteo, acrescentou: "Dissemos, antes do jogo, que ele era um dos melhores avançados do futebol europeu e ele provou-o com aquele segundo golo. Foi, sem dúvida, um remate fantástico."

Topo