1998: Poyet decide para o Chelsea

Recorde o triunfo do Chelsea na SuperTaça Europeia

Real Madrid CF 0-1 Chelsea FC

A vitória na SuperTaça Europeia foi o culminar de um ano memorável para Gianluca Vialli no comando técnico do Chelsea FC, com uma vitória, por 1-0, sobre o Real Madrid CF, no Mónaco.

Depois de ter vencido a Taça de Inglaterra e a Taça dos Vencedores das Taças, frente ao VfB Stuttgart, a equipa de Vialli conquistou o segundo troféu europeu no espaço de três meses, graças ao golo de Gus Poyet, aos 81 minutos.

A SuperTaça Europeia estreou um novo palco, o Stade Louis II, sendo também pela primeira vez disputada a uma mão, abandonando o anterior formato, para ser considerado o jogo de abertura do novo ano futebolístico.

Gianfranco Zola foi decisivo para a vitória na Taça dos Vencedores das Taças, ante o Estugarda, em Estocolmo, e iniciou a nova época a servir Poyet para o golo decisivo, batendo Bodo Illgner, a nove minutos do final.

Estas duas equipas já se haviam defrontado na final da Taça das Taças de 1971, com o Chelsea a vencer, por 3-2, no conjunto das duas mãos, mas parecia estar longe de repetir o feito, após um início de jogo bastante pressionante por parte dos campeões europeus.

O Real, vindo de conquistar a sétima Taça dos Campeões Europeus com um triunfo sobre a Juventus, em Amesterdão, causou perigo por duas vezes, primeiro por Raúl González e depois por Fernando Hierro, que rematou ao poste, a 12 minutos do intervalo.

Pierluigi Casiraghi e Zola estiveram sozinhos no ataque dos britânicos durante grande parte da partida, mas o clube de Londres surgiu melhor para o segundo tempo. Illgner travou o remate de Celestine Babayaro e Frank Leboeuf rematou ao poste, antes do golo de Poyet, já perto do fim.