Retrospectiva do Marselha - Atlético

Duas vezes vencedor da UEFA Europa League, o Atlético defronta o Marselha, finalista derrotado na Taça UEFA em 1999 e 2004.

O troféu da UEFA Europa League
O troféu da UEFA Europa League ©Getty Images

A final de 2018 da UEFA Europa League, em Lyon, junta os vencedores das edições inaugurais das duas principais provas de clubes da UEFA desde que estas ganharam a sua actual designação. O Atlético Madrid ganhou a primeira edição da UEFA Europa League, em 2010, enquanto o Marselha foi o vencedor da primeira edição da UEFA Champions League, em 1993.

• Dois clubes com uma assinalável tradição nas provas europeias, Marselha e Atlético chegam a esta final por caminhos distintos. A turma francesa entrou em cena na terceira pré-eliminatória da prova, enquanto o Atlético começou a sua campanha europeia na fase de grupos da UEFA Champions League.

• O Marselha carimbou o seu passaporte para o Stade de Lyon com um triunfo por 3-2 no conjunto das duas mãos sobre os austríacos do Salzburgo 3-2, numas meias-finais muito equilibradas, com Rolando a saltar do banco para apontar já no prolongamento o golo decisivo (2-0 em casa, 1-2 fora). O Atlético, por seu lado, bateu o Arsenal por 2-1 no total das duas mãos na outra meias-finais, com Diego Costa a marcar o golo da vitória por 1-0 em Madrid, na segunda mão, depois de um empate 1-1 em Londres no primeiro jogo.

• Esta é a segunda final de uma prova da UEFA que o Atlético vai jogar em Lyon; a turma madrilena tentará fazer melhor do que na primeira ocasião, quando se viu derrotada por 3-0 pelo Dínamo Kiev na decisão da Taça dos Vencedores das Taças de 1986, no Stade de Gerland.

• O Atlético já assegurou um lugar na fase de grupos da UEFA Champions League 2018/19 - bónus concedido aos vencedores da UEFA Europa League - através da classificação na Liga espanhola, ao passo que o Marselha está a um ponto dos lugares de acesso na Ligue 1 com um jogo para o final do campeonato.

Atlético - Marselha: os golos do embate de 2008
Atlético - Marselha: os golos do embate de 2008

Encontros anteriores
• O único anterior frente-a-frente entre os dois clubes teve lugar na fase de grupos da UEFA Champions League 2008/09, com o Atlético, então orientado por Javier Aguirre, a bater o Marselha, treinado por 2-1 em casa antes de um nulo no Stade Vélodrome. O Atlético qualificou-se para os oitavos-de-final atrás do Liverpool, com o Marselha a terminar no terceiro lugar e a seguir para a Taça UEFA, onde atingiria os quartos-de-final.

• O Marselha venceu apenas quatro dos seus últimos 15 jogos contra equipas espanholas nas provas da UEFA, tendo perdido oito. Contudo, duas dessas vitórias tiveram lugar já nesta edição da UEFA Europa League, nos oitavos-de-final, frente ao Athletic Club (3-1 em casa, 2-1 fora); esse triunfo fora de portas foi o seu primeiro em solo espanhol ao fim de sete tentativas.

• Dos oito desaires faz parte a derrota por 2-0 ante o Valência na final de 2004 da Taça UEFA, em Gotemburgo. O OM levou depois a melhor sobre um adversário espanhol na final de 2005 da Taca Um, quando bateu o Deportivo La Coruña por 5-3 no total das duas mãos (0-2 fora, 5-1 casa).

• O registo do Atlético frente a equipas francesas nas provas de clubes da UEFA é de 6V E5 1D. Essa única derrota teve lugar no terreno do Lens (2-4), na quarta eliminatória da Taça UEFA de 1999/2000 – um resultado que acabou ditar a eliminação da turma madrilena, depois de uma igualdade 2-2 na primeira mão, na capital espanhola.

• O Atlético, contudo, não vence um clube de França em solo francês desde Setembro de 1961, quando triunfou por 3-2 em casa do Sedan na primeira eliminatória de uma campanha vitoriosa na Taça dos Vencedores das Taças. Porém, conquistou a SuperTaça Europeia no Stade Louis II, no Mónaco, em 2010 e 2012.

Os vencedores espanhóis da UEFA Europa League
Os vencedores espanhóis da UEFA Europa League


• O Marselha venceu oito dos nove jogos que disputou em casa esta temporada na prova, mas venceu apenas um dos nove que disputou fora do Stade Vélodrome – o já referido triunfo por 2-1 em Bilbau.

• Segundo classificado do Grupo I, atrás do Salzburgo, equipa que viria a afastar nas meias-finais, o Marselha eliminou o Braga 3-1 nos 16 avos-de-final (3-0 casa, 0-1 fora), o Athletic nos oitavos-de-final e o RB Leipzig nos quartos-de-final (0-1 fora, 5-2 casa).

• Finalista vencido da Taça UEFA em 1998/99 e 2003/04, o Marselha está na final da UEFA Europa League pela primeira vez, ao fim de quatro presenças desde que a prova ganhou esta designação.

• O Marselha começou por afastar os belgas do Oostende na terceira pré-eliminatória, afastando depois os eslovenos do Domžale nos "play-off". Apontou apenas quatro golos na fase de grupos, mas somou já 16 na fase a eliminar.

• Proveniente da UEFA Champions League, onde terminou a fase de grupos atrás de Roma e Chelsea, o Atlético eliminou sem dificuldades FC København nos 16 avos-de-final (4-1 fora, 1-0 casa) e Lokomotiv Moscovo nos oitavos-de-final (3-0 casa, 5-1 fora). Levou a melhor no duelo ibérico com o Sporting CP nos quartos-de-final (2-0 casa, 0-1 fora) e afastou depois o Arsenal.

• Vencedor da UEFA Europa League em 2010 e 2012, o Atlético está de volta à competição ao fim de cinco anos. Na anterior ocasião em que se viu relegado da UEFA Champions League para a UEFA Europa League, em 2009/10, acabou por erguer o troféu.

Resumo: Salzburgo 2-1 Marselha (2-3 no total, após prolongamento)
Resumo: Salzburgo 2-1 Marselha (2-3 no total, após prolongamento)

Anteriores finais
• O Marselha já disputou seis finais de provas de clubes da UEFA no passado. O Atlético Madrid disputou doze, seis delas nas últimas nove temporadas.

• Os triunfos do Marselha tiveram lugar em 1992/93, na UEFA Champions League, quando bateu o Milan por 1-0 em Munique, e na Taça Intertoto de 2005. O Atlético venceu a Taça dos Vencedores das Taças em 1962 (3-0 em Estugarda na finalíssima frente à Fiorentina, em Glasgow) e a UEFA Europa League em 2010 contra o Fulham, em Hamburgo (2-1 após prolongamento) e 2012, já com Diego Simeone ao leme, contra o Athletic Club, em Bucareste (3-0). A turma madrilena venceu ainda por duas vezes a SuperTaça Europeia e a ganhou a Taça Intertoto em 2007.

Marseille (2V 3D)
1990/91, Taça dos Campeões Europeus 0-0 frente ao Estrela Vermelha (3-5 nos penalties)
1992/93, UEFA Champions League, 1-0 frente ao Milan
1998/99, Taça UEFA, 0-3 frente ao Parma
2003/04, Taça UEFA, 0-2 frente ao Valência
2005. Taça Intertoto, 5-3 no total das duas mãos frente ao Deportivo La Coruña

Atlético (6V 6D)
1961/62, Taça dos Vencedores das Taças, 3-0 frente à Fiorentina na finalíssima
1962/63, Taça dos Vencedores das Taças, 1-5 frente ao Tottenham
1973/74, Taça dos Campeões Europeus, 0-4 na finalíssima frente ao Bayern Munique
1985/86, Taça dos Vencedores das Taças, 0-3 frente ao Dínamo Kiev
2004, Taça Intertoto, 2-2 no total das duas mãos contra o Villarreal (1-3 nos penalties)
2007, Taça Intertoto, 2-2 no total das duas mãos contra o Gloria Bistriţa (vitória nos golos fora)
2010, UEFA Europa League, 2-1 frente ao Fulham (após prolongamento)
2010, SuperTaça Europeia, 2-0 frente ao Internazionale
2012, UEFA Europa League, 3-0 frente ao Athletic Club
2012, SuperTaça Europeia, 4-1 frente ao Chelsea
2014, UEFA Champions League 1-4 frente ao Real Madrid (após prolongamento)
2016, UEFA Champions League 1-1 frente ao Real Madrid (3-5 nos penalties)

• Esta é a nona final da UEFA Europa League desde que a prova ganhou tal designação. Nas anteriores oito foi apontado um total de 21 golos, numa média de 2,625 por jogo. A vitória pela maior margem foi alcançada pelo Atlético, quando bateu o Athletic Club por 3-0 em 2012; a final com mais golos foi a de 2015, quando o Sevilha bateu o Dnipro por 3-2.

• Simeone é o único treinador não europeu - e não ibérico – a ter ganho a UEFA Europa League.

• O Atlético igualou o recorde de três finais do Sevilha e procura igualar agora o recorde de três vitórias da turma andaluz.

• Esta é a sétima presença de clubes espanhóis em finais da UEFA Europa League e a primeira de um clube francês.

• Três das oito anteriores edições da prova foram vencidas por clubes vindos da fase de grupos da UEFA Champions League.

• Nunca houve uma expulsão em finais da UEFA Europa League.

• Quatro jogadores já bisaram em finais da prova, mas nunca nenhum conseguiu apontar um "hat-trick".

• Falcao é o único jogador a ter marcado em duas finais da UEFA Europa League.

A glória do Atlético na Europa League em 2010
A glória do Atlético na Europa League em 2010

Ligações e curiosidades
• Nunca nenhum clube francês venceu a Taça UEFA ou a UEFA Europa League; Bastia (1977/78) e Bordeús (1995/96) foram as outras equipas francesas para além do Marselha a terem jogado finais da prova.

• O capitão do Marselha, Dimitri Payet, soma sete assistências nesta UEFA Europa League, o máximo da competição.

• Adil Rami venceu a prova pelo Sevilha em 2015/16.

• Luiz Gustavo é o único jogador a ter alinhado de início em todos os 14 jogos disputados pelo Marselha desde o arranque da fase de grupos desta UEFA Europa League. Bouna Sarr também esteve nos 14 jogos.

• Este vai ser o 19º jogo da turma marselhesa nesta UEFA Europa League, superando a mais longa campanha europeia de sempre da história do clube (17 jogos desde a pré-eliminatória da UEFA Champions League à final da Taça UEFA, em 2003/04.

• Vitolo e Kevin Gameiro, do Atlético, estiveram ambos nas três conquistas da UEFA Europa League por parte do Sevilha (2013/14, 2014/15, 2015/16).

• Filipe Luís, Gabi, Diego Godín, Juanfran, Koke e Saúl já faziam parte da equipa do Atlético que, também sob as ordens de Simeone, venceu a prova em 2011/12.

• Fernando Torres venceu a UEFA Europa League pelo Chelsea em 2012/13.

• Torres e Rami foram colegas no Milan em 2014/15.

• Gameiro somou quatro golos em 12 jogos contra o Marselha enquanto alinhou no campeonato francês.

• Luiz Gustavo e Filipe Luís já jogaram juntos na selecção do Brasil.

Melhores momentos da final de 2004: Valência 2-0 Marselha
Melhores momentos da final de 2004: Valência 2-0 Marselha

• Griezmann nasceu em Macon, localidade situada a apenas 61Km de Lyon.

• O treinador do Marselha, Rudi Garcia, tem antepassados espanhóis e fala fluentemente a língua espanhola.

• Gameiro, Griezmann e Lucas Hernández são colegas de Rami, Payet, Florian Thauvin e Steve Mandanda na selecção francesa.

• Simeone cumpre o segundo de quatro jogos de castigo, depois de ter sido expulso na primeira mão das meias-finais, ante o Arsenal.

Desempates por penalties em provas da UEFA
• Marselha: 2V 1D:
3-5 frente ao Estrela Vermelha, 1990/91, final da Taça dos Campeões Europeus
4-1 frente ao Germinal Beerschot, 2005/06, primeira eliminatória da Taça UEFA
7-6 frente ao FC Twente, 2008/09, 16 avos-de-final da Taça UEFA

• Atlético: 2V 4D:
6-7 frente ao Derby, 1974/75, segunda eliminatória da Taça UEFA
1-3 frente à Fiorentina, 1989/90, primeira eliminatória da Taça UEFA
1-3 frente ao Villarreal, 2004, final da Taça Intertoto
3-2 frente ao Leverkusen, 2014/15, oitavos-de-final da UEFA Champions League
8-7 frente ao PSV Eindhoven, 2015/16, oitavos-de-final da UEFA Champions League
3-5 frente ao Real Madrid, 2015/16, final da UEFA Champions League

Treinadores
• Ao leme do Marselha desde Outubro de 2016, Rudi Garcia, antigo médio, guiou o Lille à "dobradinha" em França em 2010/11. Mais tarde conduziu a Roma a dois segundos lugares consecutivos na Serie A.

• Diego Simeone é treinador do Atlético desde Dezembro de 2011. Contabiliza cinco troféus pelo clube, entre eles a UEFA Europa League de 2011/12. Antigo médio-defensivo internacional argentino, representou o Atlético também como jogador, festejando a conquista da "dobradinha" em Espanha em 1995/96.

Topo