Retrospectiva do İstanbul Başakşehir - Braga

O İstanbul Başakşehir precisa de interromper a série de maus resultados em casa nas competições europeias se quiser acompanhar o Braga, que recebe na última ronda, nos apurados do Grupo C.

Ahmed Hassan é abraçado pelos colegas após marcar pelo Braga na segunda jornada frente ao Başakşehir
Ahmed Hassan é abraçado pelos colegas após marcar pelo Braga na segunda jornada frente ao Başakşehir ©AFP/Getty Images

O İstanbul Başakşehir precisa de interromper a série de maus resultados em casa nas competições europeias se quiser acompanhar o SC Braga, já qualificado para os 16 avos-de-final e que recebe na última ronda, nos apurados do Grupo C.

• Para seguir em frente, o clube turco precisa de ganhar e esperar que o Ludogorets perca com o já eliminado Hoffenheim, enquanto o Braga garante o primeiro lugar com uma vitória ou se o Ludogorets não vença na Alemanha.

Confrontos anteriores
• O Braga ganhou o primeiro jogo europeu entre ambos – que também foi a estreia do Başakşehir frente a um adversário português –, tendo ganho por 2-1 em casa na segunda jornada, com um golo tardio de Fransérgio a ser decisivo após tentos de Ahmed Hassan e Emre Belözoğlu para cada lado. O veterano internacional turco tornou-se no quinto jogador mais velho a marcar na UEFA Europa League, com 37 anos e 21 dias.

• O Braga está em vantagem nos 11 encontros frente a equipas turcas: V7 E1 D3. Após ter ganho os três primeiros jogos na Turquia, as duas últimas deslocações, ambas na UEFA Europa League, terminaram sem vitórias: derrota frente ao Fenerbahçe, por 1-0, em 2015/16, e empate 1-1 com o Konyaspor na época passa.

Guia de forma
• O İstanbul Başakşehir nunca venceu em casa nos cinco encontros realizados na UEFA Europa League (E3 D2). Ganhou apenas dois dos 15 jogos europeus já disputados (E6 D7).

• O Braga sofre golos na Europa há 21 jogos, mas não perdeu nos últimos seis realizados fora (V2 E4).

• Derrotado pelo Sevilha no "play-off" da UEFA Champions League, o İstanbul Başakşehir faz a época de estreia numa fase de grupos de competições europeias.

• Quinto classificado em Portugal na época passada e finalista vencido da UEFA Europa League em 2010/11, o Braga está presente na fase de grupos pela terceira temporada seguida. A não qualificação para os 16 avos-de-final, na época passada, terminou o registo perfeito dos cinco apuramentos do Braga, em cinco tentativas, para a fase a eliminar da Taça UEFA/UEFA Europa League.

Ligações e curiosidades
• A viagem entre Braga e Istambul é de cerca de 3100km.

• Mossoró, do Başakşehir, jogou no Braga entre 2008 e 2013, tendo alinhado na derrota com o Porto na final da UEFA Europa League 2010/11.

• O outro brasileiro do Başakşehir, Júnior Caiçara, também jogou em Portugal, no Gil Vicente (2010–12).

• Bruno Viana, jogador do Braga, e Manuel da Costa, defesa do Başakşehir e antigo internacional pelas camadas jovens de Portugal, foram companheiros de equipa no Olympiacos (2016–17) até ao Verão transacto.

• Fransérgio assinou quatro golos na fase de grupos e antes disso nunca tinha marcado na Europa.

• Ricardo Ferreira e Marcelo Goiano, ambos do Braga, cumprem castigo na sexta jornada.

• Em risco de suspensão: Júnior Caiçara, Mevlüt Erdinç, Gökhan Inler (İstanbul Başakşehir); Raúl Silva, Ricardo Esgaio (Braga).

Os treinadores
• Abdullah Avcı levou a Turquia ao triunfo no Campeonato da Europa de Sub-17 da UEFA de 2005, antes de assumir a liderança do Başakşehir, pela primeira vez, entre 2006 e 2011. Regressou em 2014 após passagem sem sucesso como seleccionador principal da Turquia.

• No comando técnico desde Abril de 2017, Abel Ferreira foi anteriormente o treinador do Braga B. Lateral-direito, fez a formação no Penafiel e passou por Vitória SC, Braga e Sporting, pelo qual ganhou duas Taças de Portugal, antes de retirar-se em 2011.

Topo