Manchester United - Anderlecht: O que esperar

Manchester United e Anderlecht preparam-se para concluir o embate dos quartos-de-final e o repórter Ian Holyman analisa três aspectos que podem decidir a eliminatória.

©Getty Images

Manchester United e Anderlecht reencontram-se em Old Trafford, esta quinta-feira, com o embate dos quartos-de-final da UEFA Europa League em aberto.

O cabeceamento tardio de Leander Dendoncker, na quinta-feira passada, ditou um empate 1-1 em casa para a formação belga, agora à espera de alcançar um resultado surpresa, algo que o Manchester United tentará evitar a todo o custo. O UEFA.com analisa três aspectos que podem decidir o segundo jogo.

O factor Rashford
Marcus Rashford já não é um jogador desconhecido, mas o Anderlecht foi incapaz de travá-lo de forma conveniente e o jovem foi a principal ameaça do Manchester United, pouco acutilante nesse jogo a nível ofensivo. Descaído sobre o flanco, a sua forma de jogar directa e a capacidade para ultrapassar o adversário criaram vários problemas.

Resumo: Anderlecht 1-1 Manchester United
Resumo: Anderlecht 1-1 Manchester United

Um cruzamento seu proporcionou a Zlatan Ibrahimović uma boa oportunidade e um remate desviado permitiu a Henrikh Mkhitaryan inaugurar o marcador. Conseguirá o Anderlecht travá-lo na segunda mão? Será que o Manchester United vai potenciar o seu talento ao máximo? A resposta a estas perguntas podem valer a presença nas meias-finais.

Resumo: Último encontro entre Manchester United e Anderlecht
Resumo: Último encontro entre Manchester United e Anderlecht

Os extremos do Anderlecht
O início de cada parte pertenceu ao Anderlecht, impulsionado pelos seus extremos. Frank Acheampong, na esquerda, foi um dos destaques e caso Łukasz Teodorczyk, melhor marcador da equipa, estivesse em campo, um dos óptimos cruzamentos do ganês podia ter tido outro destino.

Massimo Bruno rematou mal na primeira ocasião de perigo do jogo, originada por outro cruzamento da esquerda, enquanto o centro de Ivan Obradović, do mesmo lado, ofereceu o golo a Dendoncker. Os pupilos de Weiler precisam de se basear nisso e aproveitarem as oportunidades que criarem em Old Trafford.

Zlatan Ibrahimović teve pouco protagonismo na primeira mão
Zlatan Ibrahimović teve pouco protagonismo na primeira mão©Getty Images

Zlatan procura redenção
Na única presença anterior no Estádio Constant Vanden Stock, Ibrahimović apontou quatro golos, em jogo da fase de grupos da UEFA Champions League 2013/14. Os adeptos belgas temeram que pudesse repetir o feito, mas ao invés ficaram satisfeitos por o antigo internacional da Suécia não ter encontrado forma de ultrapassar a dupla Bram Nuytinck/Serigne Mbodji.

Após Mourinho criticar os seus avançados, dizendo que pareciam estar a "disputar um amigável", o ponta-de-lança sueco vai tentar compensar a exibição menos conseguida, algo que deve deixar o Anderlecht em alerta máximo.