Alcunhas das equipas da UEFA Europa League: L a Z

Na segunda parte das alcunhas das equipas dos 16 avos-de-final, revelamos qual a ligação a uma ninfa grega, um compositor do século XVIII e uma águia para três clubes.

A Lazio e a sua mascote, uma águia, após conquistar a Taça de Itália em 2013
A Lazio e a sua mascote, uma águia, após conquistar a Taça de Itália em 2013 ©Getty Images

Lázio – Aquile ou Aquilotti (Águias)
Esta alcunha deve-se ao emblema do clube e remonta a 1900 e a Luigi Bigarelli, oficial de exército e atleta. Quando chegou a altura de escolher o emblema, a águia foi uma escolha imediata: um animal de porte altivo, representativo das legiões romanas.

Leipzig – RBL
Fundado em 2009, o clube tem uma alcunha associada ao seu proprietário, uma empresa austríaca de bebidas energéticas, mas visto ser alemão, também é tratado pela sua sigla, tal como outros rivais locais (FCB, BVB, VfB, HSV, S04).

Lokomotiv Moscovo – Zheleznodorozhniki (Ferroviários)
A pista está no nome. O Lokomotiv foi fundado como a equipa dos trabalhadores do terminal Passazhirskaya, em Moscovo, e do Ministério dos Transportes. E mesmo volvidos tantos anos, os Caminhos-de-Ferro russos continuam a ser o principal patrocinador do clube. Alguns adeptos utilizam uma variante da alcunha, com uma ligação óbvia à sua origem: Parovozi (comboios a vapor).

Ludogorets – Águias
Em tempos, a equipa búlgara era conhecida como Lobos, mas há muitos anos trocou o animal terrestre por um aéreo. Ninguém sabe ao certo quais os motivos, mas uma teoria que circula é que a cidade gémea russa de Razgrad é Orel, cuja tradução é "águia".

Lyon – Les Gones (Putos)
Não há história da origem, mas a alcunha transmite uma ideia de juventude e, por estar escrita no dialecto local, é instantaneamente reconhecida como sendo de Lyon.

Marseille – Les Phocéens (Fócios)
Uma referência à origem da cidade mediterrânica, que em 600 AC foi estabelecida como uma colónia grega por colonos de Foceia.

Nápoles – Partenopei
Vem de Parthenope, o antigo nome da cidade. Na mitologia grega, Parthenope foi uma das sereias que se lançou no mar e se afogou após não conseguir seduzir Ulisses com os seus cânticos. A cidade recebeu o nome em sua honra, pois a lenda diz que o corpo deu à costa na pequena ilha de Megaride.

Nice – Aiglons (Águias)
A águia faz parte do brasão da cidade francesa desde o século XV, um emblema imperial relacionado com o poder da Casa de Saboia. O OGC, formado em 1904, aproveitou a deixa.

Östersund – nenhuma
O Östersund tem apenas 21 anos, nascido da fusão de equipas locais (nomeadamente Ope, IFK Östersund, Östersund/Torvalla e Frösö), com o objectivo de criar um clube de referência na gélida "Vinterstaden" (cidade invernosa). ÖFK começa a emergir como alcunha, mas ainda não está totalmente assimilado.

Partizan – Crno-beli (Black and Whites)
A formação de Belgrado experimentou combinações de vermelho, azul e branco antes de o destino a atrair para o preto e o branco. Após um amigável frente à Juventus em 1957, na América do Sul, o presidente da Juve, Umberto Agnelli, doou dois conjuntos de camisolas e, 60 anos volvidos, o Partizan continua a envergar essas cores.

Plzeň – Viktoriáni
A alcunha deriva do nome completo do club, Viktoria Plzeň. Perdurou mesmo quando a equipa checa prescindiu da parte que homenageia a deusa romana da Vitória, durante 40 anos, até voltar a incorporá-la, em 1992. Na temporada seguinte subiu de divisão.

Real Sociedad – Txuri-urdin
O clube de San Sebastian, no País Basco, veste de azul e branco, e a sua alcunha é simplesmente essas cores em Euskera (basco), a língua da região.

A alcunha musical do Salzburgo
A alcunha musical do Salzburgo©Getty Images

Salzburgo – Die Mozartstädter
A principal potência futebolística austríaca tem uma alcunha mais comum, inspirada pela bebida energética que a patrocina, mas também é conhecida como Die Mozartstädter, um nome aplicado a todas as pessoas naturais de Salzburgo, como homenagem ao compositor Wolfgang Amadeus Mozart.

Spartak Moscovo – Narodnaya komanda (Equipa das Pessoas)
O Spartak nunca esteve ligado a um departamento estatal como o seu rival citadino. Ao invés, tinha adeptos de todos os estratos sociais, independentemente do estatuto ou profissão. Por isso não é surpresa que se tenha tornado no clube russo mais popular e assim continue.

Sporting – Leões
Esta alcunha deve-se ao leão presente no emblema do clube, adoptado do brasão de uma influente família portuguesa. A equipa também é conhecida como "verde-e-brancos", com os fundadores a escolherem o verde para simbolizar esperança no futuro do clube.

A alcunha do Villarreal inspirada pelos Beatles
A alcunha do Villarreal inspirada pelos Beatles©Getty Images

Villarreal – Submarino Amarillo (Submarino Amarelo)
Um grupo de adeptos iniciou a associação do clube aos Beatles durante um jogo no El Madrigal, em 1968, entoando o refrão de Yellow Submarine mas com a letra "Amarillo es el Villarreal/amarillo es/amarillo es" (Amarelo é o Villarreal, amarelo é, amarelo é).

Zenit – Sine-Belo-Golubye (Azul Celeste)
A Wikipedia sugere Zenitchiki (artilheiros anti-aéreos), mas ninguém usa essa alcunha. Ainda se ouve Zenitovtsy (aqueles que são do Zenit), mas Sine-Belo-Golubye é mais popular. Mas a maior parte do tempo serve apenas Zenit.

Topo