Jovem talento do UEFA.com: A pepita de ouro do Lyon

O Lyon está ter dificuldades para manter em segredo o jovem médio Houssem Aouar. "Ele quer ficar no Lyon e o Lyon quer continuar a contar com ele", garantiu o presidente do clube Jean-Michel Aulas.

Houssem Aouar depois de marcar esta época na UEFA Europa League
Houssem Aouar depois de marcar esta época na UEFA Europa League ©AFP/Getty Images

Nome: Houssem Aouar
Clube: Lyon
Posição: médio
Nacionalidade: francês
Idade: 19 (nascido a 30 de Junho de 1998)
Pé preferido: direito
Altura: 1,75 metros

O que dizem dele

"Estou impressionado pela forma como consegue manter a cabeça fria e controlar as emoções. Nem sempre conseguimos fazer o melhor em campo, mas ele nunca se esconde. É isso que distingue os grandes jogadores".
Bruno Génésio, treinador do Lyon

Aouar num jogo de pré-época em Celtic Park
Aouar num jogo de pré-época em Celtic Park©AFP/Getty Images

"É um jogador muito maduro, apesar de ainda ser um jovem. Tem muita técnica e percebe o futebol. É fácil jogar ao lado de jogadores assim". 
Nabil Fekir, médio do Lyon

"É perfeitamente natural que atraia a atenção dos maiores clubes da Europa, é um excelente jogador, mas quer ficar no Lyon e o Lyon quer continuar a contar com ele". 
Jean-Michel Aulas, presidente do Lyon

Retrospectiva

Veja Aouar a marcar ao Everton
Veja Aouar a marcar ao Everton

Contratado pelo Lyon aos nove anos, Aouar (pronunciado da mesma forma que "ao ar") é um médio versátil, que pode jogar no apoio ao avançado ou pelos flancos, mas que pela capacidade de passe e de transportar a bola se torna num verdadeiro organizador de jogo. Depois de ter feito a estreia como sénior na época passada na UEFA Europa League, o internacional de sub-21 tem vindo agora a jogar regularmente na Ligue 1 e na #UEL, integrando uma equipa do Lyon recheada de jogadores formados no clube e que querem disputar a final no seu estádio. Terá já suscitado também o interesse do Barcelona.

Alcunha

'La Pépite' (translation: the Gem, the Gold Nugget)

Discurso directo

"Estou muito orgulhoso de envergar a camisola nº 8 do Lyon. Estou a seguir os passos de grandes jogadores, mas não sinto qualquer pressão extra. É um número adequado ao meu estilo de jogo. Sei o que o Juninho (antigo nº 8 do Lyon) fez, vi jogos dele na televisão e no estádio. Era maravilhoso. Gostaria que as pessoas pensassem de mim aquilo que eu penso do Juninho".

Topo