O que torna o Colónia especial?

Regressado à Europa após 20 anos de ausência, o Colónia visita o Arsenal na primeira partida do Grupo H da UEFA Europa League. O UEFA.com foi saber o que motiva este clube.

Jonas Hector poderá ser uma das maiores ameçadas ao Arsenal na quinta-feira
Jonas Hector poderá ser uma das maiores ameçadas ao Arsenal na quinta-feira ©Getty Images

Fundação: 1948
Alcunha: Die Geißböcke (Os Bodes)

Palmarés nas provas de clubes da UEFA
• nenhum

Palmarés doméstico (mais recente)
Campeonatos nacionais: 3 (1978)
Taças da Alemanha: 4 (1983)

• O clube está ansioso por defrontar o Arsenal. O guarda-redes Timo Horn afirmou: "Para nós jogadores, enfrentar o Arsenal num jogo oficial é a maior das oportunidades." Os adeptos concordam: houve mais de 20 mil pedidos para os dois mil lugares destinados aos adeptos forasteiros no Arsenal Stadium para o jogo de quinta-feira, sendo que é justo dizer-se que os apoiantes do Colónia mostraram grande entusiasmo com todas as partidas fora de casa esta época - foram cerca de 13 mil os adeptos que mostraram interesse em se deslocarem à Sérvia para defrontar o Estrela Vermelha na sexta jornada.

• O futebol europeu tornou-se uma obsessão em Colónia. A estreia foi na Taça dos Campeões de 1962/63, o clube alemão foi figura regular nas provas da UEFA até 1997, altura em que atingiu à meia-final da Taça Intertoto. Desde aí, todas as boas temporadas pareciam ditar um regresso à Europa - até que um quinto lugar na época passada valeu, por fim, o regresso ao fim de 20 anos de ausência.

Hennes VIII: número de mulheres - desconhecido
Hennes VIII: número de mulheres - desconhecido©AFP

• O rosto do Colónia é o bode Hennes, presente em todos os jogos em casa. O nome veio de uma velha glória do clube, o médio e treinador Hennes Weisweiler (que orientou o Barcelona nos anos 1970s), sendo que o primeiro Hennes foi um presente ao clube dado por um dono de um circo local, em 1950. Hennes VIII tem sido a mascote do clube desde 2008.

Peter Stöger with the fans' favourite red-and-white pair
Peter Stöger with the fans' favourite red-and-white pair©Getty Images

• A sua forma esta temporada não tem dado muitas razões para sorrir, mas o treinador Peter Stöger espera que o desafio da UEFA Europa League inspire o Colónia a aumentar o seu nível de jogo. "O Arsenal é uma equipa talentosa, muito veloz. Esta jogo é uma recompensa pelo nosso bom desempenho a época passada, mas também poderá dar-nos algo de bom para a nossa participação na Bundesliga."

• É uma equipa sem estrelas – em especial desde que o atacante autor de 25 golos na época passada, Anthony Modeste, rumou à China – sendo que por tradição os pontos fortes do Colónia são a sua mentalidade como equipa e a resiliência na defesa. Cuidado com eles no contra-ataque: o lateral-esquerdo Jonas Hector é se calhar a sua maior estrela, enquanto Lehmann (sem nenhuma relação com o antigo guarda-redes do Arsenal, Jens) fornece visão e experiência a meio-campo.