Grandes reviravoltas na Europa League e na Taça UEFA

A recuperação do Mönchengladbach, de uma desvantagem de 3-0 na eliminatória com a Fiorentina, é a mais recente numa longa lista de reviravoltas notáveis na prova. O UEFA.com recorda algumas das melhores.

©Getty Images

O Borussia Mönchengladbach deu nas vistas na quinta-feira, ao recuperar de uma desvantagem de 2-0 no jogo e de 3-0 na eliminatória, para alcançar uma vitória por 4-2 na visita à Fiorentina, graças ao contributo do capitão Lars Stindl, autor de um "hat-trick" em 12 minutos. Andreas Christensen apontou o quarto tento e garantiu um resultado total de 4-3 para a equipa alemã, chocando os adeptos da casa no Stadio Artemio Franchi.

O triunfo também colocou o Mönchengladbach numa longa lista de equipas que deram a volta a desvantagens consideráveis na UEFA Europa League/Taça UEFA. O UEFA.com recorda algumas das ocasiões mais memoráveis.

Shelbourne 3-5 Rangers, primeira mão da primeira pré-eliminatória da Taça UEFA, 22 de Julho de 1998
O jogo de estreia de Dick Advocaat como treinador do Rangers passou de desastre à euforia com os visitantes a conseguirem recuperar de um mau arranque frente ao modesto adversário irlandês. Sergio Porrini fez um auto-golo logo aos sete minutos e perto da hora de jogo o Shelbourne já vencia por 3-0. A milionária equipa de Advocaat finalmente acordou. Jörg Albertz converteu a primeira de duas grandes penalidades e o suplente Gabriel Amato também marcou por duas vezes, com Giovanni van Bronckhorst a também contribuir para a reviravolta.

Basileia 2-3 Spartak, primeira mão dos 16 avos-de-final da UEFA Europa League, 17 de Fevereiro de 2011
St. Jakob-Park é conhecido um dos recintos mais difíceis de visitar no futebol europeu e o Spartak sentiu isso na pele quando Alexander Frei e Marco Streller marcaram na primeira parte e deixaram os anfitriões a vencer por 2-0 ao intervalo. Dmitri Kombarov reduziu a desvantagem aos 61 minutos e Artem Dzyuba rapidamente empatou, antes de o Basileia ficar em desvantagem numérica devido à expulsão de Xherdan Shaqiri. Depois foi a vez de o adolescente Jano Ananidze saltar do banco e confirmar o triunfo dos visitantes.

Ryan Donk marcou o golo do Club Brugge ao cair do pano
Ryan Donk marcou o golo do Club Brugge ao cair do pano©Getty Images

Maribor 3-4 Club Brugge, fase de grupos da UEFA Europa League, 30 de Novembro de 2011
O recente triunfo do Zenit foi quase uma cópia a papel químico da inesquecível vitória do Club Brugge sobre o Maribor, há cinco anos. Enquanto o terceiro golo da equipa eslovena aconteceu aos 51 minutos, o Brugge precisou de mais 23 minutos para iniciar a sua resposta. Mas quando começou, ela foi demolidora e resultou em três golos, incluindo um cabeceamento tardio de Ryan Donk, que valeu muitos elogios do treinador Christoph Daum à sua equipa. "Nunca duvidei dos meus jogadores", disse o técnico. "Dar a volta a uma desvantagem de três golos e vencer é muito mais agradável do que vencer por 3-0".

Odd 3-4 Dortmund, primeira mão do "play-off" da UEFA Europa League, 20 de Agosto de 2015
O Dortmund não esperava grande resistência dos noruegueses na luta por uma vaga na fase de grupos, mas aos 22 minutos o cenário era de pesadelo para os alemães. "O início de jogo foi um desastre, parecia uma anedota", recordou Mats Hummels, que fazia parte da defesa que sofreu três golos nos primeiros minutos, antes da reviravolta com dois golos de Pierre-Emerick Aubameyang e remates certeiros de Shinji Kagawa e Henrikh Mkhitaryan.

Jürgen Klopp reage ao triunfo do Liverpool sobre o Dortmund
Jürgen Klopp reage ao triunfo do Liverpool sobre o Dortmund©Getty Images

Liverpool 4-3 Dortmund, segunda mão dos quartos-de-final, 14 de Abril de 2016
Sete meses depois o desfecho foi outro, com o Dortmund a ser eliminado da prova depois de um excelente início em Anfield, após um empate a um golo na primeira mão. Mkhitaryan e Aubameyang marcaram nos primeiros nove minutos, Divock Origi fez a equipa da casa sonhar com um golo no início do segundo tempo, mas Marco Reus rapidamente aumentou para 3-1. O Liverpool estava condenado? Longe disso, Philippe Coutinho e Mamadou Sakho empataram o jogo, permitindo a Dejan Lovren dar o triunfo aos anfitriões com um cabeceamento em tempo de compensação.

Maccabi Telavive 3-4 Zenit, fase de grupos, 15 de Setembro de 2016
A presente edição já tinha visto uma recuperação fantástica, com o Zenit a passar de uma derriota por 3-0 para uma vitória por 4-3, alcançada nos últimos 14 minutos de jogo em Israel. Um bis de Haris Medunjanin e um golo de Vidar Orn Kjartansson colocaram o Maccabi a vencer por 3-0 ao fim de 70 minutos. No entanto, a finalização de Aleksandr Kokorin aos 77 reacendeu a esperança do Zenit, e logo a seguir à expulsão de Eli Dasa o suplente Maurício encurtou ainda mais a diferença. Giuliano fez o empate aos 86 minutos, mas o melhor estava guardado para o fim, com o também suplente Luka Djordjević a cabecear para o fundo das redes nos descontos. "Nunca tinha estado envolvido num jogo assim, e já ando nisto há bastantes anos!", disse o treinador Mircea Lucescu após a sua estreia europeia pelo Zenit.

Topo