O "site" oficial do futebol europeu

O 2016 incrível de Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo lesionou-se no começo da final, mas provou ser também uma inspiração fora das quatro linhas como o seria em campo num triunfo inesquecível de Portugal.
O 2016 incrível de Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo festeja a vitória de Portugal no UEFA EURO 2016 no banco ©AFP/Getty Images

O 2016 incrível de Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo lesionou-se no começo da final, mas provou ser também uma inspiração fora das quatro linhas como o seria em campo num triunfo inesquecível de Portugal.

Forçado a sair por lesão na primeira parte da final, a possibilidade de Cristiano Ronaldo ganhar o seu primeiro Campeonato da Europa da UEFA parecia desvanecer, mas numa prova onde se tornou o jogador mais internacional de sempre por Portugal – e igualou o registo de Michel Platini de nove golos em partidas de fases finais de europeus – mostrou ser também inspirador mesmo fora das quatro linhas. O avançado e o seleccionador Fernando Santos estiveram em destaque, em especial após o tento de Eder que daria a vitória, já no prolongamento, numa altura em que parecia que Portugal tinha dois treinadores.

Sobre o momento da vitória...
Ganhámos à França e estou muito feliz. Este é um dos momentos mais felizes da minha carreira. Sempre disse que queria ganhar um troféu com a selecção nacional e fazer história e consegui. Graças a Deus as coisas correram-nos bem.

Isto era algo que queria há muito tempo, desde o [EURO] 2004. Pedi a Deus por outra possibilidade. O povo português merece isto; os nossos jogadores merecem isto. Infelizmente as coisas não me correram bem. Lesionei-me nos primeiros minutos. Mas sempre acreditei nestes jogadores. Eles têm a qualidade e a capacidade, juntamente com a estratégia do nosso treinador para ganhar.

Sobre a derrota na final de 2004 com a Grécia...
Foi um momento difícil. Sabíamos que tínhamos uma ocasião única de sermos campeões da Europa mas o futebol é assim mesmo. O futebol sempre me ensinou muitas coisas: nada é certo. O que é verdade hoje pode ser mentira amanhã; uma equipa pode ser muito boa um dia e horrível no outro. Tudo isto faz parte. Se aconteceu foi porque Deus assim o quis e temos de pensar no futuro.

Sobre bater o recorde de internacionalizações de Luis Figo em França...
É algo que muito me orgulha. Era um objectivo meu ser o jogador mais internacional e o melhor marcador da selecção nacional.

Sobre ganhar apesar de algumas exibições menos conseguidas...
Acreditámos desde o começo. Tivemos momentos difíceis, mas é como sempre digo: é melhor começar mal e terminar da melhor maneira.

Com muito trabalho, humildade e espírito de sacrifício, que sempre tive na minha carreira, estas tipo de coisas podem acontecer.

Última actualização: 21-06-17 11.17CET

Informação relacionada

Perfis dos jogadores
  • SSI Err
Federações membro
Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/uefaeuro/season=2016/history-maker/index.html#o+2016+incrivel+cristiano+ronaldo