O "site" oficial do futebol europeu

Espanha inicia defesa do título frente a Itália

Publicado: Quinta-feira, 31 de Maio de 2012, 12.02CET
O s vencedores dos dois últimos Mundiais encontram-se na primeira jornada do UEFA EURO 2012 e a Itália apresenta excelentes resultados nos jogos oficiais com o campeão da Europa.

rate galleryrate photo
1/0
counter
  • loading...

Estatísticas da prova

EspanhaItália

Golos marcados12
 
6
Total de tentativas92
 
109
Remates à baliza58
 
61
Remates para fora34
 
48
Remates interceptados18
 
27
Remates nos postes0
2
Cantos43
 
30
Foras-de-jogo21
 
16
Cartões amarelos11
 
16
Cartões Vermelhos0
 
0
Faltas cometidas81
 
89
Faltas sofridas102
 
97
 
Publicado: Quinta-feira, 31 de Maio de 2012, 12.02CET

Espanha inicia defesa do título frente a Itália

O s vencedores dos dois últimos Mundiais encontram-se na primeira jornada do UEFA EURO 2012 e a Itália apresenta excelentes resultados nos jogos oficiais com o campeão da Europa.

Os vencedores dos dois últimos Campeonatos do Mundo encontram-se na primeira jornada do Grupo C do UEFA EURO 2012. A Espanha não vence a Itália num jogo oficial desde o primeiro encontro, embora os campeões europeus tenham batido os italianos no desempate por grandes penalidades há quatro anos.

Confrontos directos
• Espanha soma oito vitórias, 11 empates e dez derrotas em 29 jogos com Itália, mas sete desses triunfos foram conseguidos em encontros particulares.

• Em dez jogos oficiais, a Espanha conseguiu apenas uma vitória, quatro empates e outras tantas derrotas, embora entre as igualdades esteja contabilizado o jogo dos quartos-de-final do UEFA EURO 2008, que os espanhóis venceram no desempate por grandes penalidades após 120 minutos sem golos. O único resultado positivo em 90 minutos de Espanha foi um triunfo por 2-0 no primeiro encontro com os italianos, nos Jogos Olímpicos de 1920.

• Se levarmos em conta os jogos disputados em fase finais de Campeonatos do Mundo e da Europa, o registo de Espanha frente à Itália é de apenas três empates e outras tantas derrotas, com duas dessas igualdades e um desaire a surgirem em Europeus.

• A Itália infligiu à Espanha uma das derrotas mais pesadas de sempre nos Jogos Olímpicos de 1928, conseguindo um triunfo por 7-1 no encontro de desempate disputado em Amesterdão, depois do jogo dos quartos-de-final ter terminado com 1-1 no marcador. Um desaire que só é igualado pela derrota por 7-1 com Inglaterra num jogo particular disputado a 9 de Dezembro de 1931.

• As duas equipas encontraram-se pela primeira vez num Campeonato da Europa em 1980 - a primeira edição que contou com dois grupos de quatro selecções – e o jogo terminou com um nulo. O actual seleccionador de Espanha, Vicente del Bosque, que totalizou 18 internacionalizações, terminou a carreira pela selecção nesse Europeu, mas não defrontou Itália.

• Na fase final de 1988, a Itália bateu a Espanha por 1-0, com Gianluca Vialli a marcar o único golo aos 73 minutos do encontro da segunda jornada do Grupo 1, disputado em Frankfurt.

• As dificuldades de Espanha frente à Itália também se fizeram sentir na fase final do Campeonato da Europa de Sub-21 de 1996, em Barcelona. Apesar de terem terminado com nove jogadores, os italianos, que contaram com Francesco Totti, bateram a Espanha por 4-2 no desempate, depois de o encontro ter terminado empatado a um golo. O guarda-redes Angelo Pagotto (que relegou Gianluigi Buffon para o banco), negou o golo a Raúl González no pontapé decisivo.

Jogos anteriores importantes
10 de Agosto de 2011: Itália 2-1 Espanha (Montolivo 11, Aquilani 84; Xabi Alonso 37pen) - Stadio San Nicola, Bari, jogo particular
Itália:
Buffon, Chiellini, Criscito, Maggio, Ranocchia (Bonucci 77), De Rossi (Aquilani 65), Motta (Marchiso 46), Montolivo (Nocerino 74), Pirlo, Cassano (Balotelli 59), Rossi (Pazzini 59).
Espanha: Casillas (Valdés 46), Arbeloa, Albiol, Piqué (Busquets 45), Iraola (Villa 46), Cazorla (Mata 80), Javi Martínez, Xabi Alonso, Iniesta (Thiago 46), Silva, Torres (Llorente 15).

• No 19º e mais recente encontro particular entre os dois países, o único golo de Riccardo Montolivo em 32 jogos pelos seniores da Itália deram vantagem madrugadora à sua equipa em Bari. O jogador, de 27 anos, apontou três tentos nos Sub-21, incluindo um em Palencia a 10 de Outubro de 2006, numa vitória de 2-1 no "play-off", diante de uma selecção de Espanha na qual actuaram Raúl Albiol e David Silva. Esse triunfo levou os italianos até à fase final, na Holanda.

Thiago Alcántara fez a estreia por Espanha apenas 46 dias depois de ter apontado o golo que confirmou o triunfo por 2-0 sobre a Suíça na final do Campeonato da Europa de Sub-21. Thiago, que é filho do antigo internacional brasileiro Mazinho, nasceu em San Pietro Vernotico, Itália, quando o pai estava ao serviço do US Lecce.

22 de Junho de 2008: Espanha 0-0 Itália (após prolongamento, a Espanha venceu por 4-2 no desempate) - Ernst-Happel-Stadion, em Viena, quartos-de-final do UEFA EURO 2008
Espanha:
Casillas, Ramos, Puyol, Marchena, Capdevila, Iniesta (Cazorla 59), Senna, Xavi (Fábregas 60), Silva, Torres (Guïza 85), Villa.
Itália: Buffon, Zambrotta, Panucci, Chiellini, Grosso, Aquilani (Del Piero 108), De Rossi, Ambrosini, Cassano (Di Natale 75), Perrotta (Camoranesi 58), Toni.

• A Itália, de Roberto Donadoni, foi a única equipa que a Espanha, de Luis Aragonés, não bateu no UEFA EURO 2008, embora a Espanha tenha levado a melhor do desempate por grandes penalidades nos quartos-de-final. Iker Casillas defendeu os pontapés de Daniele De Rossi e de Antonio Di Natale, com Gianluigi Buffon a travar o remate de Daniel Güiza. Cesc Fàbregas converteu o nono pontapé e colocou a Espanha nas meias-finais.

09 de Julho de 1994: Itália 2-1 Espanha (D Baggio 25, R 88 Baggio; Caminero 58) - Foxboro Stadium, Boston, quartos-de-final do Campeonato do Mundo
Itália:
Pagliuca, Tassotti, Benarrivo, Albertini (Signori 46), Maldini, Costacurta, Conte (Berti 66), D Baggio, Massaro, R Baggio, Donadoni.
Espanha: Zubizarreta, Ferrer, Otero, Abelardo, Goikoetxea, Bakero (Hierro 65), Sergi (Salinas 60), Caminero, Alkorta, Nadal, Luís Enrique.

• Na última vitória de Itália sobre Espanha, um golo de Roberto Baggio deu o triunfo ao conjunto de Arrigo Sacchi sobre a equipa de Javier Clemente.

Guia de forma
• A Espanha, campeã da Europa e do Mundo, chega a esta fase final numa série de 14 vitórias consecutivas em jogos oficiais, após a surpreendente derrota, por 1-0, com a Suíça, no encontro de estreia no Campeonato do Mundo de 2010.

• A Espanha deu início a uma série de dez vitórias seguidas em Campeonatos da Europa após o último encontro com Itália, um nulo nos quartos-de-final do EURO UEFA 2008 que, como já foi referido anteriormente, acabou por vencer no desempate. Os espanhóis estão há 23 jogos sem perder nesta competição, desde que a Suécia venceu por 2-0 num encontro de qualificação para o UEFA EURO 2008 disputado a 7 de Outubro de 2006.

• A última derrota de Espanha na fase final de um Europeu foi frente a Portugal, por 1-0, nos quartos-de-final da edição de 2004.

• A Espanha e Itália não falham a presença na fase final de uma grande competição internacional desde o EURO '92, quando ambos os países não se qualificaram para a Suécia.

• A Itália esteve imbatível na qualificação (oito vitórias e dois empates) e não perde um encontro oficial desde a derrota por 3-2 com a Eslováquia, no último encontro do apuramento para o Campeonato do Mundo de 2010. Os italianos estão há 13 jogos sem conhecer a derrota nos 90 minutos de desafios em Europeus. O último desaire verificou-se no encontro de estreia no UEFA EURO 2008, que a Holanda venceu por 3-0.

Ligações entre as equipas
• O espanhol David Silva e o italiano Mario Balotelli são colegas de equipa no Manchester City FC.

• O italiano Alberto Aquilani jogou no Liverpool FC ao lado dos espanhóis Fernando Torres e Pepe Reina na época de 2009/10.

• O italiano Antonio Cassano jogou no Real Madrid CF de Janeiro de 2006 até ao Verão de 2007, com os internacionais espanhóis Iker Casillas e Sergio Ramos como colegas de equipa.

• O espanhol Xabi Alonso marcou o golo do empate do Liverpool FC (na recarga após o guarda-redes Dida ter defendido a sua grande penalidade) na final da UEFA Champions League de 2005 frente ao Milan. O encontro terminou empatado a três golos, com o clube inglês a conquistar o troféu no desempate. O italiano Andrea Pirlo saiu derrotado da final de Istambul.

• Pirlo e Alonso voltaram a encontrar-se dois anos depois na final, quando o Milan venceu por 2-1 em Atenas. Pepe Reina foi titular na baliza do Liverpool, enquanto Álvaro Arbeloa entrou em jogo nos últimos minutos.

• Xavi Hernández marcou um golo à Juventus na segunda mão dos quartos-de-final da UEFA Champions League de 2002/03, mas foi o italiano Gianluigi Buffon que seguiu em frente, já que o clube de Turim impôs-se com um total de 3-2.

• O médio voltou a marcar a um clube italiano na fase de grupos da presente edição da UEFA Champions League, apontando o golo da vitória por 3-2 sobre o Milan, em San Siro.

• Andrés Iniesta e Antonio Nocerino marcaram pelo Barcelona e pelo Milan, respectivamente, na vitória do clube catalão, por 3-1, nos quartos-de-final da UEFA Champions League, após o nulo registado na primeira mão, em San Siro. Ignazio Abate jogou pelo Milan no mesmo jogo.

• Fabio Borini e Fernando Torres foram colegas de equipa no Chelsea FC entre Janeiro de 2011 e até Borini ter ingressado no Swansea City FC, por empréstimo, em Março.

• Piqué marcou apenas dois golos em jogos oficiais ao serviço do Manchester United, entre 2004 e 2008. O segundo valeu o empate a um golo em casa da AS Roma, na fase de grupos da UEFA Champions League, a 12 de Dezembro de 2007. Daniele De Rossi foi suplente utilizado pela equipa da casa.

• De Rossi e Cassano marcaram pela AS Roma frente ao Real Madrid, de Casillas, a 28 de Setembro de 2004, mas não foi suficiente para evitar a derrota do clube italiano por 4-2 no Santiago Bernabéu.

• Pirlo também marcou a Casillas quando o Milan foi vencer por 3-2 a Madrid, na fase de grupos da UEFA Champions League de 2009/10.

• O primeiro golo de Fernando Torres pela selecção principal de Espanha foi apontado no empate a um golo com Itália, num particular disputado em Génova, a 28 de Abril de 2004.

• O internacional italiano Thiago Motta nasceu no Brasil e começou sua carreira na Europa ao serviço do Barcelona. O médio assinou pelo Genoa CFC, em 2008, e pelo FC Internazionale Milano na época seguinte. Motta fazia parte do plantel do Barça quando os catalães conquistaram a UEFA Champions League em 2006 e voltou a vencer a prova em 2010, ao serviço do Inter, depois de ajudar a eliminar o Barça nas meias-finais, embora tenha sido expulso na segunda mão, em Camp Nou.

Última actualização: 03-06-12 11.33CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/news/newsid=1746507.html#italia+testa+espanha

  • © 1998-2013 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • A palavra UEFA, o logótipo da UEFA e todas as marcas relativas às competições da UEFA estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.