O "site" oficial do futebol europeu

1984: Platini inspira França

1984: Platini inspira França
A França festeja a conquista do troféu em 1984 após derrotar a Espanha na final ©Getty Images

Duas semanas de futebol cintilante tornaram o Campeonato da Europa de 1984 no melhor até então, com uma larga percentagem do talento à solta a pertencer aos inspirados anfitriões.

A França já tinha brilhado na caminhada até às meias-finais do Campeonato do Mundo de 1982, mas dois anos volvidos a equipa de Michel Hidalgo parecia ainda mais bem preparada. O novo guarda-redes Joël Bats acrescentava qualidade entre os postes, enquanto Luis Fernandez era perfeito nos desarmes a meio-campo, juntando-se ao trio criativo formado por Michel Platini, Alain Giresse e Jean Tigana - naquele que ficou conhecido como "Le Carré Magique" (o quadrado mágico).

Sem dúvida alguma o mais talentoso grupo de médios de então, o papel principal do quarteto estava, no entanto, reservado para Platini. Elegante, inteligente, audacioso e com uma predilecção especial pelos grandes jogos, a estrela da Juventus também tinha uma impressionante veia goleadora. Abordou o torneio como melhor marcador da Serie A nas duas épocas anteriores, com os seus golos a revelarem-se fundamentais para uma equipa que se tinha revelado incapaz de produzir um goleador desde Just Fontaine.

Platini assinou o único golo no triunfo da França sobre a Dinamarca, por 1-0, antes de rubricar dois "hat-tricks" nas vitórias frente à Bélgica (5-0) e à Jugoslávia (3-2), ajudando os "bleus" a terminarem o Grupo 1 na liderança. Atrás deles, a Dinamarca garantiu a segunda posição, avançando para umas meias-finais que não se tinham disputado em 1980. Com uma equipa excitante onde pontificavam Preben Elkjær, Morten e Jesper Olsen, os dinamarqueses tinham grandes planos para a prova.

A Dinamarca viria a enfrentar a vencedora do Grupo 2, a Espanha, que registou dois empates a uma bola frente à Roménia e a Portugal, antes de Antonio Maceda Frances marcar um golo tardio que valeu a vitória frente à República Federal da Alemanha. Esse desaire ditou a eliminação dos alemães, permitindo a Portugal terminar no segundo lugar e reservar a presença numa emocionante meia-final em Marselha, frente aos anfitriões.

A Espanha avançou para a final após derrotar a Dinamarca no desempate por grandes penalidades, mas o torneio pertenceu à França e a Platini. Numa épica meia-final, Jordão forçou um prolongamento, antes de dar de forma sensacional uma vantagem de 2-1 para Portugal, estavam decorridos 98 minutos. No entanto, os "bleus" recusaram atirar a toalha ao chão e empataram por intermédio de Jean-François Domergue, antes de Tigana assistir Platini para o 3-2 a um minuto do apito final.

E se as esperanças francesas pareciam algo tremidas ao intervalo da final disputada no novo Parque dos Príncipes, Platini tratou de serenar os ânimos aos 57 minutos, quando o seu livre directo fez a bola passar por baixo do corpo do guarda-redes espanhol Luis Arconada. A França ainda viu Yvon Le Roux ser expulso, mas a vitória por 2-0 foi selada com um tento tardio de Bruno Bellone, assegurando dessa forma a conquista do seu primeiro grande troféu.

"Foi uma enorme alegria sagrarmo-nos campeões", explicou Platini. "Conseguir isso perante os nossos adeptos foi a cereja no topo do bolo".

Última actualização: 04-04-16 11.07CET

http:s//pt.uefa.com/uefaeuro/season=1984/overview/index.html#1984+platini+inspira+franca

1984

França

FrançaFrança

A final - 27-06-1984

Sabia que?

Outro facto
1 de 10

Estrela

1 de 1

Equipa do Torneio

 

Também neste ano

Vencedor da Taça dos Clubes Campeões Europeus: Liverpool FC (1-1, 4-2 nos penalties contra a AS Roma)

Futebolista Europeu do Ano: Michel Platini (Juventus)

Vencedor do Festival Eurovisão da Canção: Herreys (Suécia) cantando 'Diggi-Loo Diggi-Ley'

Vencedor da Bota de Ouro: Ian Rush (Liverpool FC)

Vencedor do Prémio Nobel da Paz: Desmond Tutu (activista anti-apartheid, África do Sul)

Campeão Olímpico dos 100m: Carl Lewis (Estados Unidos) com 9.99 segundos

Campeão do Mundo de Fórmula 1: Niki Lauda (Áustria) ao volante de um McLaren

Campeão Mundial de Boxe de Pesos Pesados: Gerrie Coetzee (África do Sul)

Óscar para melhor filme: Amadeus

Factos relevantes
14 de Fevereiro - Jayne Torvil e Christopher Dean sagram-se campeões Olímpicos de patinagem artística nos Jogos de Inverno que tiveram lugar em Sarajevo, com uma pontuação perfeita

8 de Maio - A URSS anuncia a decisão de não participar nos Jogos Olímpicos de Los Angeles

31 de Outubro - Indira Gandhi, Primeira-Ministra da Índia, é assassinada em Nova Deli

Nascimentos
Daniel Agger
Darren Bent
Darren Fletcher
Filip Hološko
Andrés Iniesta
Arjen Robben
Bastian Schweinsteiger
Martin Škrtel
Wesley Sneijder
Fernando Torres