O "site" oficial do futebol europeu

Equipa de futuro

Publicado: Sexta-feira, 27 de Junho de 2008, 12.30CET
O treinador da Rússia, Guus Hiddink, acredita que as boas exibições no EURO 2008™ podem ser de grande utilidade no futuro.
por Paul Bryan
de Ersnt-Happel-Stadion
Equipa de futuro
Apesar do afastamento do torneio, Guus Hiddink referiu alguns aspectos positivos conseguidos pela sua equipa ©Getty Images
 
Publicado: Sexta-feira, 27 de Junho de 2008, 12.30CET

Equipa de futuro

O treinador da Rússia, Guus Hiddink, acredita que as boas exibições no EURO 2008™ podem ser de grande utilidade no futuro.

O treinador da Rússia, Guus Hiddink, acredita que as boas exibições realizadas no UEFA EURO 2008™ potenciaram um orgulho na sua equipa que pode ser de grande utilidade para o desafio que se segue: a fase de qualificação para o Mundial 2010.

"Muito orgulhoso"
O técnico de 61 anos guiou a sua equipa de forma sábia a vitórias frente à Grécia, Suécia e Holanda, até ao confronto frente à Espanha, nas meias-finais, em Viena, e apesar de a Rússia ter sucumbido no Ernst-Happel-Stadion somente na segunda parte, quando sofreu os golos de Xavi Hernández, Daniel Güiza e David Silva, que terminaram com o seu sonho de glória europeia, Hiddink realçou que o orgulho deve ser a emoção dominante no futuro. "Isto significa o fim do torneio para nós, e estamos desiludidos por isso", disse o holandês. "Quando estivermos mais calmos, vamos constatar que estamos muito orgulhosos, não só pelos resultados que conseguimos, mas também pela forma como a equipa jogou nesta competição. Não vou procurar apresentar desculpas que justifiquem esta derrota, mas ficou provado que a Rússia ainda tem algumas limitações quando se trata de escolher jogadores, pois o lote de recursos à disposição não é muito extenso".

"Experiência de jogo"
A desilusão foi particularmente sentida por Hiddink, que já antes tinha sido derrotado em partidas das meias-finais de grandes torneios de selecções, como foi o caso do Mundial 1998, com a Holanda, e do Mundial 2002, com a Coreia do Sul. No entanto, num tributo aos vencedores, admitiu que os seus jogadores falharam nos momentos mais importantes. "As grandes equipas sabem quando devem fazer uso da sua experiência, e quanto mais um jogo se prolonga, mais elas sabem que têm melhores qualidades. Passou-se isso quando orientei a Coreia do Sul, e aconteceu o mesmo agora com a Rússia. Se conseguirmos manter o resultado a zero, está tudo bem, mas se sofremos um golo e não chegamos ao empate nos dez ou 15 minutos seguintes, a equipa tem de adoptar uma atitude mais aberta e ofensiva, o que torna as coisas ainda mais difíceis frente a um adversário mais experiente".

"Descansar um pouco"
A Rússia começou a sua participação nesta fase final com uma derrota por 4-1, precisamente frente ao mesmo adversário do jogo das meias-finais, e poucos apostariam que chegasse a esta fase da competição tendo em atenção esse resultado negativo. Hiddink deu nova vida à sua equipa, com duras sessões de treino orientadas à porta fechada, tentando provocar nos jogadores a resposta certa para as dificuldades impostas, e reconhece que, uma vez mais, a reacção por parte desta jovem selecção foi decisiva. "Depois da forma como jogámos neste torneio, estou confiante em relação ao futuro desta equipa, mas agora vamos descansar um pouco e depois concentrarmo-nos na fase de qualificação para o Mundial 2010, que principia em Setembro, num grupo que se afigura difícil e do qual faz parte a Alemanha", explicou. "A primeira preocupação é que os jogadores têm de descansar um pouco, já que o campeonato russo está prestes a recomeçar. A equipa pode retirar ilações importantes deste torneio e que devem ser benéficas durante a fase de qualificação".

 
Última actualização: 27-06-08 11.32CET

Informação relacionada

Perfis das equipas

http://pt.uefa.com/uefaeuro/finals/news/newsid=728151.html#equipa+futuro

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras UEFA e EURO 2016, o logótipo do UEFA EURO 2016 e os slogans e troféu do UEFA EURO estão protegidos por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.