O "site" oficial do futebol europeu

Origens

O Campeonato da Europa transformou-se numa enorme história de sucesso e goza actualmente do estatuto de um dos maiores eventos desportivos do Mundo, mas a criação do torneio, há cinco décadas, foi mais difícil do que seria de esperar.
Origens
Henri Delaunay ©AFP

Origens

O Campeonato da Europa transformou-se numa enorme história de sucesso e goza actualmente do estatuto de um dos maiores eventos desportivos do Mundo, mas a criação do torneio, há cinco décadas, foi mais difícil do que seria de esperar.

O Campeonato da Europa transformou-se numa enorme história de sucesso e goza actualmente do estatuto de um dos maiores eventos desportivos do Mundo, isto apesar da criação do torneio, há cinco décadas, ter sido mais difícil do que seria de esperar.

Os torneios entre federações já tinham começado noutros continentes quando a ideia de uma competição europeia para selecções nacionais começou a tomar forma na década de 1950. Foram vários os motivos para o surgimento relativamente tardio de um torneio para o continente europeu - por exemplo, para além das diferentes opiniões e círculos de interesses em toda a Europa, havia receios de que uma competição dessa natureza ameaçasse o estatuto do Campeonato do Mundo organizado pela FIFA.

Na altura do nascimento da UEFA, em 1954, o principal impulso do Campeonato da Europa vinha do prestigiado jornal desportivo francês L'Equipe, que propunha uma competição com eliminatórias a duas mãos disputadas a meio da semana, à noite. O principal apoio do desejo francês por um torneio dessa natureza veio de Henri Delaunay, primeiro Secretário-Geral da UEFA e antigo secretário-geral da Federação Francesa de Futebol. Em 1927, Delaunay propôs à FIFA, em conjunto com o austríaco Hugo Meisl, a criação de uma Taça da Europa, a ser disputada em paralelo ao Campeonato do Mundo, que envolveria uma competição de apuramento de dois em dois anos.

Delaunay escreveu, após a assembleia inaugural da UEFA em Basileia, em 1954, que a ideia era promover uma competição aberta a todas as federações europeias. Afirmou que um comité composto por três membros teria a responsabilidade de analisar este difícil problema. Delaunay insistiu ainda que a competição não deveria levar a um número infinito de jogos, nem deveria interferir com o Campeonato do Mundo e que os participantes não deveriam ser obrigados a encontrar sempre os mesmos adversários no mesmo grupo.

Após a morte de Henri Delaunay, em 1955, o seu filho Pierre juntou-se aos jornalistas franceses na luta pelo início da Taça das Nações Europeias. Pierre Delaunay foi subsequentemente nomeado secretário do Comité de Organização da Taça das Nações Europeias e pôde, portanto, observar de perto o nascimento da competição que o seu pai tanto desejara. Depois do acordo para levarem avante o torneio, a nova competição recebeu o nome de Taça Henri Delaunay, em reconhecimento dos seus extraordinários serviços à causa do futebol europeu.

O torneio inaugural teve a participação de cerca de metade das federações filiadas na UEFA - 17 no total, mais uma do que o mínimo exigido. A República da Irlanda seria eliminada pela Checoslováquia num "play-off" de qualificação (as duas equipas encontraram-se por sorteio). O primeiro jogo propriamente dito foi disputado no dia 28 de Setembro de 1958 no Estádio Central de Moscovo - a URSS derrotou a Hungria por 3-1, tendo Anatoli Ilyin marcado o primeiro golo da equipa da casa aos quatro minutos - e a competição inaugural decorreu ao longo de 22 meses, entre 1958 e 1960. De pequenas bolotas nascem grandes carvalhos...

Última actualização: 07-09-14 12.28CET

http://pt.uefa.com/uefaeuro/history/background/index.html

 
SSI Err