Reacção dos anfitriões do UEFA EURO 2020

O UEFA.com recolheu as reacções das 12 cidades que vão acolher jogos do EURO 2020, cuja conclusão acontece com as meias-finais e a final no Wembley Stadium, em Londres.

A map of Europe showing the 13 cities chosen to host UEFA EURO 2020
A map of Europe showing the 13 cities chosen to host UEFA EURO 2020 ©Getty Images for UEFA

Azerbaijão/Baku - três jogos da fase de grupos, um jogo dos quartos-de-final
Nazim Suleymanov, antigo avançado da selecção do Azerbaijão
Estou muito orgulhoso e feliz pelo nosso país. É muito importante poder acolher uma competição desta dimensão. Quero felicitar todas as pessoas ligadas ao futebol no Azerbaijão. Creio que a nossa selecção vai fazer boas exibições e resultados, para dar alegrias aos adeptos. As pessoas do Azerbaijão vão ter de unir esforços para receber o EURO 2020 da melhor forma.

Bélgica/Bruxelas - três jogos da fase de grupos, um jogo dos oitavos-de-final
Roger Vanden Stock, presidente do RSC Anderlecht
Este projecto pode dar nova imagem ao futebol belga. Existe enorme necessidade de uma nova infra-estrutura no nosso país. A imagem do país e da cidade irá beneficiar imenso com este projecto de construção.

François De Keersmaecker, presidente da Federação Belga de Futebol (URBSFA-KBVB)
Estou muito orgulhoso por a Bélgica ser uma das 13 federações do EURO 2020. Com Bruxelas como uma das cidades anfitriãs, podemos estar orgulhosos por esta importante competição voltar a realizar-se no nosso país.

©UEFA.com

Alemanha/Munique - três jogos da fase de grupos, um jogo dos quartos-de-final
Joachim Löw, seleccionador da Alemanha
Como treinador ainda não pensei no EURO 2020, só estou preocupado com os próximos dois anos e com a qualificação para o EURO 2016, em França. Considero que é uma óptima ideia envolver toda a Europa nesta competição. Munique será um palco fantástico.

Wolfgang Niersbach, presidente da Federação Alemã de Futebol (DFB)
Estou extremamente feliz. Pensem em todos os eventos que organizámos recentemente - o Campeonato do Mundo de 2006, o Mundial Feminino de 2011, a final da UEFA Champions League de 2012 e também a final desta época em Berlim -, e agora isto. É excelente o futebol alemão ter sido capaz de tudo isto. O nosso próximo projecto é apresentar uma candidatura ao UEFA EURO 2024, mas atingimos o nosso primeiro objectivo e estamos no mapa do EURO 2020.

Dieter Reiter, presidente da câmara de Munique
Felicito os meus colegas de Londres, que apresentaram uma candidatura excepcional. Tenho a certeza que vamos ter uma festa do futebol quando a selecção alemã jogar em Munique.

Hungria/Budapeste - três jogos da fase de grupos, um jogo dos oitavos-de-final
Sándor Csányi, presidente da Federação Húngara de Futebol (MLSZ)
Se nos qualificarmos teremos dois jogos em casa e podemos ainda disputar uma eliminatória em casa também. A nossa candidatura foi aceite devido aos vários projectos de estádios no país, o constante desenvolvimento das infra-estruturas do país e a posição geográfica de Budapeste, bem como os transportes públicos e excepcionais opções de alojamento.

©AFP/Getty Images

Carlo Tavecchio, presidente da Federação Italiana de Futebol (FIGC)
Poucos meses depois da final da UEFA Europa League, em Turim, e com Milão a receber a final da UEFA Champions League de 2016 e esta participação no EURO 2020, Itália vai ser uma referência do futebol europeu nos próximos anos. Para além disso, o formato do EURO 2020 vai ajudar a criar uma identidade comum entre os povos do nosso continente.

Holanda/Amesterdão - três jogos da fase de grupos, um jogo dos oitavos-de-final
Bert van Oostveen, director do futebol profissional na Federação Holandesa de Futebol (KNVB)
Tínhamos de fazer parte de uma competição que vai ser disputada em 13 cidades europeias. Se levarmos em linha de conta a nossa ambição, os nossos adeptos e o impacto que o futebol tem na Holanda, tínhamos de estar entre as cidades anfitriãs. Há milhões de holandeses que gostam de futebol e que, certamente, gostam de ver a nossa selecção nas fases finais. Os adeptos holandeses são apreciados em todos os países que visitam, pois criam excelente ambiente. Eles merecem que uma competição tão importante com esta regresse à Holanda 20 anos depois [do UEFA EURO 2000].

República da Irlanda/Dublin - três jogos da fase de grupos, um jogo dos oitavos-de-final

Tony Fitzgerald, presidente da Federação Irlandesa de Futebol (FAI)
Conseguir um evento desta dimensão é uma grande motivação para todos os voluntários que mantêm o futebol a funcionar em toda a Irlanda. Agradeço à UEFA pelo reconhecimento da qualidade da nossa candidatura e estamos ansiosos por ajudar os parceiros do futebol irlandês a lançar as bases para um ano marcante para todos nós.

John Delaney, dirextor-executivo da FAI
Quero agradecer a Michel Platini e ao Comité Executivo da UEFA pela decisão de concederem esta honra à Irlanda perante forte concorrência de toda a Europa. A FAI vai celebrar o 100º aniversário em 2020 e esta oportunidade única de acolher alguns jogos da fase final no nosso estádio será um grande impulso para o futebol irlandês e para todo o país.

©AFP/Getty Images

Rússia/São Petersburgo - três jogos da fase de grupos, um jogo dos quartos-de-final
Nikolai Tolstykh, presidente da Federação Russa de Futebol (RFS)
É muito bom que a comunidade do futebol nos tenha confiado estes jogos do UEFA EURO 2020. É um sinal de confiança em nós por parte do futebol europeu. Estávamos ansiosos, pois tínhamos fortes concorrentes.

Nikita Simonyan, primeiro vice-presidente da RFS
Estávamos optimistas que São Petersburgo teria a honra de acolher jogos do UEFA EURO 2020, porque toda a gente sabe que esta cidade sabe organizar grandes eventos.

Escócia/Glasgow - três jogos da fase de grupos, um jogos dos oitavos-de-final
Stewart Regan, directo-executivo da Federação Escocesa de Futebol (SFA)
É uma notícia maravilhosa e gostaria de agradecer a todos os que estiveram envolvidos desde o início nesta fantástica candidatura. Acredito que o Hampden Park, em Glasgow, vai preparar uma festa de aniversário adequada para o Campeonato da Europa e sei que todo o país vai fazer com que seja uma ocasião para mais tarde recordar.

Shona Robison, Secretária de Estado do Desporto da Escócia
A visita do EURO 2020 a Glasgow vai ser sensacional para o futebol e para a Escócia. Os adeptos de toda a Europa vão querer viver o ambiente incrível de festa, vamos ter oportunidade de escutar o famoso “Hampden Roar” bem alto e em muitas línguas diferentes. Independentemente das selecções que nos visitem, centenas de milhares de adeptos terão oportunidade de sentir a famosa hospitalidade escocesa.

Espanha/Bilbau - três jogos da fase de grupos, um jogo dos oitavos-de-final
Ángel María Villar Llona, presidente da Federação Espanhola de Futebol (RFEF)
Quero expressar a minha profunda satisfação pela escolha de Bilbau. Não apenas por ser historicamente uma das cidades pioneiras no desenvolvimento do futebol, mas também porque é um local onde está garantida uma enorme paixão pelo futebol, o desporto preferido dos habitantes locais. O facto de a cidade ter sido escolhida é o reconhecimento das suas qualidades e podem ter a certeza que os jogos disputados em San Mamés serão um enorme sucesso. Todos nós devemos estar felizes com esta escolha.

O UEFA.com tem reacções separadas da Federação Inglesa de Futebol (FA) depois do Wembley Stadium ter sido escolhido para acolher as meias-finais e a final.