Manchester United determinado em afastar Sevilha

O Manchester United de José Mourinho defendeu de forma muito organizada em Espanha e regressou de Sevilha com um nulo, por isso quer agora terminar o trabalho em Old Trafford.

Steven N'Zonzi, do Sevilha (à esquerda) num duelo com Romelu Lukaku, avançado do Manchester United, na primeira mão
Steven N'Zonzi, do Sevilha (à esquerda) num duelo com Romelu Lukaku, avançado do Manchester United, na primeira mão ©AFP/Getty Images

O Manchester United FC está determinado em eliminar o Sevilla FC, uma equipa que nunca conseguiu ultrapassar os oitavos-de-final da UEFA Champions League.

• A equipa de José Mourinho, vencedora do Grupo A, está nesta fase pela primeira vez desde 2013/14 e terá que melhorar o resultados que tem feito na recepção a clubes espanhóis, isto depois no nulo em Espanha a 21 de Fevereiro.

• O clube espanhol terminou no segundo lugar do Grupo E e, depois de Vincenzo Montella ter substituído Eduardo Berizzo como treinador em Dezembro, vai tentar atingir os quartos-de-final à quarta tentativa.

Retrospectiva

Manchester United 

• Esta é a décima presença do clube inglês nos oitavos-de-final (V6 D3) e a primeira vez participação desde que derrotou o Olympiacos FC em 2013/14 (0-2 fora, 3-0 em casa). Depois de ser eliminado nas duas primeiras vezes em que disputou esta ronda, o United só não seguiu em frente em uma das últimas sete participações.

• O registo do United em eliminatória a duas mãos com clubes espanhóis é de V6 D7.

Resumo: Sevilla 0-0 Manchester United
Resumo: Sevilla 0-0 Manchester United

• Este é o nono jogo europeu de United esta época e o terceiro frente a um adversário espanhol, já que começou a época com uma derrota 2-1 com o Real Madrid CF na SuperTaça Europeia, em Skopje, a 8 de Agosto. Um desaire que terminou com a série de 11 jogos sem derrotas do United (V8 E3) desde a derrota por 2-1 no terreno do Fenerbahçe SK na 4ª jornada da UEFA Europa League da época passada. A derrota em Istambul tinha sido a quinta em nove jogos europeus.

• Os “Red Devils” só não venceram um dos desafios no Grupo A. O único contratempo foi a derrota por 1-0 na quinta jornada no reduto do FC Basel 1893. Em casa venceram o Basileia por 3-0, o SL Benfica por 2-0 e o PFC CSKA Moskva por 2-1.

• As derrotas com Real Madrid e Basileia são os únicos desaires do United nos últimos 19 jogos europeus, em casa e fora (V13 E4). A derrota em Basileia terminou com a invencibilidade europeia fora de casa que durava há sete jogos (V5 E2) desde a derrota com o Fenerbahçe.

• A equipa de José Mourinho eliminou um adversário espanhol nas meias-finais da UEFA Europa League da época passada, tendo vencido por 1-0 em casa do RC Celta de Vigo na primeira mão graças a um livre marcado por Marcus Rashford. Os ingleses conseguiram o apuramento com um total de 2-1 depois do jogo em Old Trafford terminar com 1-1 no marcador, Marouane Fellaini fez o golo do United.

• A derrota na SuperTaça Europeia com o Real Madrid leva a que o United só tenha ganho dois dos últimos 12 jogos frente a clubes espanhóis, com quatro empates e cinco derrotas nesta série. Os “Red Devils” venceram cinco dos últimos 23 jogos com clubes da Liga espanhola (E10 D8).

• O United defrontou 51 vezes clubes da Liga espanhola e tem o registo de V13 E21 D17. Em casa averbaram V9 E10 D4, embora tenha perdido dois dos últimos quatro desafios e ganho apenas um dos últimos seis.

• O United disputou três finais frente a equipas espanholas, sempre frente ao FC Barcelona. Os ingleses conquistaram a Taça dos Vencedores das Taças de 1990/91 ao ganharem por 2-1 em Roterdão, mas foram derrotados em duas finais da UEFA Champions League, por 2-0 em Roma em 2008/09 e por 3-1 em Londres em 2010/11.

• A equipa de Mourinho deu ao clube inglês o pleno de títulos europeus ao conquistar a UEFA Europa League na época passada. O triunfo frente ao AFC Ajax em Estocolmo juntou-se à conquista da Taça dos Clubes Campeões Europeus em 19681999 e 2008 e à Taça dos Vencedores das Taças de 1991.

• O United venceu 11 das 15 eliminatórias nas provas da UEFA em empatou fora de casa na primeira mão, incluindo os últimos dois, mais recentemente frente ao RSC Anderlecht nos quartos-de-final da UEFA Europa League da época passada (1-1 fora, 2-1 em casa após prolongamento).

Luis Muriel do Sevilha (à esquerda) depois de ver David de Gea negar-lhe o golo
Luis Muriel do Sevilha (à esquerda) depois de ver David de Gea negar-lhe o golo©AFP/Getty Images

• 

• Este total inclui nove duelos em que o jogo da primeira mão, fora de casa, terminou em 0-0. O registo do United nestes casos é de V6 D3 com vitórias nos últimos três duelos, mais recentemente frente ao Olympique de Marseille nos oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2010/11 (2-1 em casa).

• O registo do United em três desempates por grandes penalidades nas competições da UEFA é de V1 D2:
6-5 frente ao Chelsea FC, final da UEFA Champions League de 2007/08 
3-4 frente ao FC Torpedo Moskva, primeira eliminatória da Taça UEFA de 1992/93
4-5 frente ao Videoton FC, quartos-de-final da Taça UEFA de 1984/85.

Sevilha 

• A equipa espanhola saiu derrotada das três presenças nos oitavos-de-final. Em 2007/08 foi batida por 3-2 pelo Fenerbahçe SK no desempate por grandes penalidades depois de um resultado total de 5-5 (2-3 fora, 3-2 em casa); Dois anos depois, foi afastada com um total de 3-2 pelo PFC CSKA Moskva (1-1 fora, 1-2 de casa) e há 12 meses foi eliminada pelo Leicester City FC por 3-2 (2-1 em casa, 0-2 fora).

• O registo do clube espanhol em 16 jogos fora de casa é de E1 D2.

• O Sevilha nunca ganhou em seis deslocações a Inglaterra (E3 D3), embora na última visita tenha conseguido empatar 2-2 no reduto do Liverpool FC na primeira jornada desta época.

• O clube andaluz não conseguiu ganhar fora de vasa no Grupo E e sofreu a derrota mais pesada de sempre na UEFA Champions League ao perder por 5-1 no terreno do Spartak na terceira jornada. Terminaram a campanha com um empate 1-1 em casa do NK Maribor que garantiu o segundo lugar do grupo.

Manchester United frente a rivais espanhóis: golos clássicos de Messi, Ronaldo e Beckham
Manchester United frente a rivais espanhóis: golos clássicos de Messi, Ronaldo e Beckham

• O Sevilha perdeu apenas dois dos últimos 11 jogos fora de casa nas competições da UEFA (V3 E6): no Spartak e um desaire por 2-0 no terreno do Leicester na segunda mão dos oitavos-de-final da época passada, que ditou uma eliminação com um total de 3-2.

• O registo do Sevilha em eliminatórias a duas mãos frente a clubes da Premier League é V1 D1. Para além da eliminação na época passada frente ao Leicester, afastou o Tottenham Hotspur FC, com um total de 4-3, nos quartos-de-final da campanha vitoriosa na Taça UEFA de 2006/07 (2-1 em casa, 2-2 fora).

• O Sevilha venceu apenas três das seis eliminatórias europeias em que empatou em casa na primeira mão, mais recentemente frente ao FC Shakhtar Donetsk nos oitavos-de-final da Taça UEFA de 2006/07 (2-2 em casa, 3-2 fora após prolongamento); O clube acabou por conquistar o troféu nesse ano.

• O Sevilha conseguiu por duas vezes seguir em frente nas três ocasiões em que empatou 0-0 em casa na primeira mão, o mais recente foi frente Ao FSV Mainz 05 na primeira eliminatória da Taça UEFA de 2005/06 (2-0 fora ); Mais uma vez, os espanhóis ergueram o troféu.

• O registo do Sevilha em desempates por grandes penalidades nas competições da UEFA é de V5 D1:

5-4 frente ao Athletic Club, quartos-de-final da UEFA Europa League de 2015/16

4-2 frente ao SL Benfica, final da UEFA Europa League de 2013/14 

4-3 frente ao Real Betis Balompié, oitavos-de-final da UEFA Europa League de 2013/14

2-3 frente ao Fenerbahçe SK, oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2007/08

3-1 frente ao RCD Espanyol, final da Taça UEFA de 2006/07

4-3 frente ao PAOK FC, primeira eliminatória da Taça UEFA de1990/91

Ligações entre jogadores e treinadores

• Mourinho venceu sete dos oito jogos com o Sevilha como treinador do Real Madrid entre 2010 e 2013, tendo perdido o outro. O Real Madrid marcou 23 golos nesses oito jogos e sofreu apenas seis.

De Gea reage a uma sensacional defesa
De Gea reage a uma sensacional defesa

• Jogaram em Espanha:
David de Gea (Club Atlético de Madrid 2008–11)
Eric Bailly (RCD Espanyol 2013–15, Villarreal CF 2015–16)
Ander Herrera (Real Zaragoza 2008–11, Athletic Club 2011–14)
Juan Mata (Real Madrid Castilla 2006/07, Valencia CF 2007–11)
Zlatan Ibrahimović (FC Barcelona 2009/10)
Alexis Sánchez (FC Barcelona 2011–14)

• Sánchez venceu os cinco jogos que disputou pelo Barcelona frente ao Sevilha, tendo marcado em casa (3-2) e fora (4-1) na Liga espanhola 2013/14.

• Tanto Roque Mesa como Sandro já foram derrotados pelo United esta época por 4-0. O primeiro estreou-se pelo Swansea num desaire pesado diante da equipa de Mourinho a 19 de Agosto, enquanto Sandro entrou na segunda parte quando o Everton saiu de derrotado de Old Trafford no dia 17 de Setembro.

• De Gea não conseguiu vencer o Sevilha em quatro encontros ao serviço do Atlético (E1 D3).

• O registo de Bailly frente ao Sevilha pelo Villarreal é de V1 D4. O defesa foi expulso no triunfo do Sevilha por 2-1 na segunda mão dos oitavos-de-final da UEFA Europa League de 2014/15 (total 5-2).

• Herrera marcou um golo em nove embates com o Sevilha com as camisolas de Saragoça e Athletic Club (V5 E1 D3).

• Mata marcou três golos em nove jogos frente ao Sevilha como jogador do Valência (V3 E1 D5).

• Ibrahimović marcou dois golos em quatro jogos frente ao Sevilha pelo Barcelona (V2 D2)

• Jogaram em Inglaterra:
Steven N'Zonzi (Blackburn Rovers FC 2009–12, Stoke City FC 2012–15)
Jesús Navas (Manchester City FC 2013–17)
Nolito (Manchester City FC 2016/17)
Daniel Carriço (Reading FC 2013)
Sandro Ramírez (Everton FC, 2017/18)
Roque Mesa (Swansea City AFC, 2017/18)

• N'Zonzi venceu um de nove encontros com o United ao serviço de Blackburn e Stoke (E2 D6).

• Jogaram juntos:
Sergio Romero e Luis Muriel (UC Sampdoria 2015)

• Jogaram juntos nas selecções:
Ander Herrera, David de Gea, Juan Mata e Nolito, Sergio Rico (Espanha)
Sergio Romero, Marcos Rojo e Gabriel Mercado, Nico Pareja, Éver Banega, Joaquín Correa, Guido Pizarro (Argentina)
Paul Pogba e Sébastien Corchia, Steven N'Zonzi (França)

Topo