Reacção do Tottenham anula vantagem madrugadora da Juventus

Os golos de Harry Kane e Christian Eriksen, após o bis de Gonzalo Higuaín pela Juventus nos primeiros nove minutos e que também falhou um penalty, abre boas perspectivas ao Tottenham.

Juventus e Tottenham empataram 2-2 em Turim num excelente espectáculo de futebol e o resultado deixa tudo em aberto para a segunda mão dos oitavos-de-final, a 7 de Março, no Estádio de Wembley.

Num jogo em que a Juventus marcou por duas vezes logo nos primeiros nove minutos do encontro, por Gonzalo Higuaín, mas não consegui suster a excelente reacção contrária. Harry Kane reduziu para os londrinos ainda na primeira parte e Christian Eriksen fixou a igualdade final de livre a meio do segundo tempo, com Higuaín, que já tinha marcado de penalty, a falhar perto do intervalo outra grande penalidade que se pode vir a revelar crucial para o desfecho da eliminatória.

A turma da casa entrou fortíssima no encontro. Na sequência de um livre bem trabalhado, Pjanic serviu Higuaín e este, com um espectacular remate de primeira, bateu Lloris para inaugurar o marcador. O Tottenham acusou o golo e, à passagem do minuto nove, na transformação de uma grande penalidade, Higuaín bisou na partida.

Temeu-se que a eliminatória começasse a ficar decidida já ali mas, ferido no orgulho, o Tottenham reagiu, começou a criar perigo e, depois de deixar um primeiro aviso, Kane, assistido por Dele Alli, reduziu mesmo a desvantagem visitante. A boa reacção dos "spurs" quase vinha, contudo, por água abaixo à beira do intervalo, com Aurier a cometer falta sobre Douglas Costa dentro da grande área e a oferecer a Higuaín a oportunidade de chegar ao "hat-trick" mas, desta feita, o argentino rematou à trave na transformação do castigo máximo.

No segundo tempo o meio-campo do Tottenham mostrou-se mais forte e coeso. A equipa inglesa, aos poucos, foi-se acercando da baliza de Buffon e, na transformação de um livre, ainda antes do quarto-de-hora final, Eriksen surpreendeu o guarda-redes italiano com um remate rasteiro e fixou o resultado final.

Jogador-chave: Christian Eriksen (Tottenham)

O médio dinamarquês esteve na recuperação de bola que levou ao primeiro golo da sua equipa e coroou, depois, uma exibição fantástica com o golo que permite aos londrinos entrarem em vantagem no jogo da segunda mão.

Momento: Higuaín desperdiça penalty

Estavam decorridos precisamente 45 minutos da primeira parte quando o argentino, que já tinha convertido uma grande penalidade, acertou com estrondo na trave na transformação de novo castigo máximo. A história do jogo - e quem sabe da eliminatória - teria certamente sido outra se a bola tivesse entrado...

Principais estatísticas

  • Juventus sofreu primeiro golo em 2018 e o dobro dos golos que havia sofrido nos seus anteriores 16 jogos
  • "Bianconeri" seguem sem derrotas em casa nas provas europeias desde 2 de Outubro de 2013
  • Kane tornou-se no primeiro jogador a marcar nove golos nos seus nove primeiros jogos na UEFA Champions League
  • Kane igualou recorde do maior número de golos alguma vez marcado por um jogador inglês numa só edição da UEFA Champions League (7), fixado por Steven Gerrard, do Liverpool, em 2008/09
  • Eriksen marcou o seu primeiro golo na UEFA Champions League desde um tento pelo Ajax num triunfo por 3-1 sobre o Manchester City a 24 de Outubro de 2012


Topo