Benfica estreia-se na fase de grupos com derrota caseira

O conjunto "encarnado" esteve a vencer mas o CSKA operou a reviravolta, num jogo em que os três golos foram apontados no segundo tempo.

O Benfica não começou da melhor forma a participação na UEFA Champions League 2017/18, já que perdeu em casa, por 2-1, diante do PFC CSKA Moskva, em partida da primeira jornada do Grupo A.

Com Grimaldo de regresso ao “onze” após lesão, o Benfica tentou pegar no jogo desde cedo mas a verdade é que o conjunto do CSKA entrou em campo personalizado e com pendor ofensivo, tendo criado alguns lances de apuro nos instantes iniciais.

Aos poucos o conjunto da casa foi tomando as rédeas do encontro e, aos dez minutos, Eduardo Salvio ficou perto de marcar, após passe em profundidade de Pizzi. O extremo argentino tentou o remate de primeira mas o esférico não saiu com a força e direcção desejadas.

Aos 25 minutos foi a vez de Andrija Živković - titular no corredor esquerdo - disparar uma “bomba” de fora da área, com Igor Akinfeev a afastar a bola com os punhos. Pouco depois Jonas tentou a sorte de cabeça, após cruzamento de André Almeida mas o desvio saiu ligeiramente ao lado. Aos 29, na resposta, o CSKA também ficou perto de marcar, na sequência de um remate de Aleksandr Golovin à entrada da área. Bruno Varela estirou-se e viu a bola passar muito perto do poste esquerdo.

Perto do descanso, aos 36, Grimaldo dispôs da melhor ocasião para os “encarnados” durante o primeiro tempo, graças a um remate forte e colocado de pé esquerdo. A bola levava “selo” de golo mas encontrou o poste da baliza russa, antes de sair pela linha de fundo.

No segundo tempo o Benfica continuou à procura do golo, algo que viria a acontecer aos 50 minutos. Živković foi lançado pelo lado esquerdo, foi à linha de fundo e cruzou para desvio primoroso de Haris Seferović, de pé esquerdo, ao primeiro poste.

O CSKA tentou naturalmente reagir e, aos 61 minutos dispôs de uma grande penalidade, após mão na bola de André Almeida no interior da área. Chamado a converter o castigo máximo, Vitinho atirou colocado, não dando hipótese de defesa a Bruno Varela.

Até final o campeão português tentou reverter o rumo dos acontecimentos mas o CSKA voltou a marcar aos 70 minutos, após um lance de insistência. Após uma primeira defesa de Varela para a zona central, Timur Zhamaletdinov, que tinha saltado o banco momentos antes, atirou a contar. O Benfica esforçou-se mas não conseguiu sequer chegar ao empate.

Figura: Grimaldo (Benfica)
Primeira parte em excelente plano do lateral espanhol, que recuperou de lesão. Um motor no lado esquerdo, tendo até pisado outros terrenos. Seguro a defender e perigoso a atacar. 

Momento: penalty para o CSKA
O Benfica estava por cima no jogo, tinha acabado de marcar, e o penalty teve o condão de galvanizar o conjunto russo, que depois viria mesmo a conseguir a reviravolta.