Bayern afunda Arsenal com segunda parte demolidora

O Arsenal ainda assustou a turma alemã, ao chegar ao intervalo com o resultado em 1-1, mas acabou por sair da Baviera com uma pesada derrota por 5-1, igual à que havia sofrido em Munique na época passada.

Highlights: Bayern 5-1 Arsenal

O FC Bayern Munchen deu um passo seguro rumo a nova presença nos quartos-de-final da UEFA Champions League ao bater em casa o Arsenal FC por 5-1. Num jogo em que Renato Sanches não saiu do banco, os visitantes ainda chegaram ao intervalo com o resultado em 1-1, mas foram derrubados por uma segunda parte demolidora dos campeões alemães.

O Bayern entrou dominador, com se esperava, e não tardou a ganhar vantagem. Igual a si mesmo, Arjen Robben recebeu a bola no flanco direito, flectiu para dentro e desferiu um magnífico remate de pé esquerdo, em arco, que fez a bola entrar no ângulo superior direito da baliza à guarda de David Ospina, sem hipóteses de defesa para o colombiano. O Arsenal parecia incapaz de reagir e a turma da casa continuou a mandar no encontro.

De repente, porém, os visitantes despertaram. De livre, Mesut Özil deixou um primeiro aviso e, instantes depois, Robert Lewandowski chegou atrasado numa tentativa de corte, acabando por derrubar Laurent Koscielny dentro da grande área bávara. Penalty a favor do Arsenal que Alexis Sánchez só conseguiu converter na recarga, à terceira. Motivada pelo golo da igualdade, a formação londrina ameaçou mesmo a reviravolta no marcador, mas o resultado não sofreu mais alterações até ao intervalo.

E, na segunda parte, o Bayern voltou a mostrar a sua melhor face, com Lewandowski a redimir-se da grande penalidade cometida no primeiro tempo. O avançado polaco começou por, de cabeça, corresponder da melhor forma a um cruzamento de Philipp Lahm para recolocar os anfitriões na frente e, pouco depois, com um sublime passe de calcanhar, assistiu Thiago Alcántara para o 3-1.

O domínio do Bayern tornou-se, então, avassalador e, depois de várias situações de golo desperdiçadas, Thiago Alcántara bisou na partida, colocando o resultado nuns já confortáveis 4-1, mas houve ainda tempo para Thomas Müller saltar do banco e fazer o 5-1 final, desfecho idêntico ao verificado no frente-a-frente da época passada em Munique entre as duas equipas.

Momento: Minuto 53
O Arsenal até parecia ter entrado melhor no segundo tempo, mas o instinto goleador de Lewandowski lançou em definitivo o Bayern para um triunfo seguro. Um excelente cruzamento do capitão Lahm encontrou o avançado polaco solto na área do Arsenal e este, como é hábito, não perdoou.

Figura: Lewandowski
Robben foi quem primeiro brilhou, com o seu espectacular golo logo aos minutos, mas foi Lewandowski quem decidiu a favor do Bayern um jogo que ameaçava complicar-se, primeiro com um cabeceamento certeiro e, depois, com uma assistência de classe para Thiago fazer o 3-1. O internacional polaco soma 31 golos em 34 jogos esta época, entre clube e selecção.

Thiago Alcántara (Bayern)
©AFP/Getty Images

Alexis Sánchez (Arsenal)
©AFP/Getty Images

Thiago Alcántara (Bayern)
©AFP/Getty Images

Arjen Robben (Bayern)
©Getty Images

Xabi Alonso (Bayern) & Granit Xhaka (Arsenal)
©Getty Images