O "site" oficial do futebol europeu

Bayern recebe Barcelona em duelo de estrelas

Publicado: Quarta-feira, 17 de Abril de 2013, 9.45CET
Duas equipas que ambicionam um quinto título europeu, Bayern de Munique e Barcelona, partem para uma meia-final recheada de estrelas, que terá a sua primeira mão em Munique.

rate galleryrate photo
1/0
counter
  • loading...

Estatísticas da prova

BayernBarcelona

Golos marcados31
 
18
à baliza113
 
102
para fora89
 
74
Cantos108
 
74
Foras-de-jogo31
 
26
Faltas cometidas173
 
110
Cartões amarelos30
 
25
Cartões Vermelhos1
 
1

Dossiers de Imprensa

  • Dossier de Imprensa (português)
 
Publicado: Quarta-feira, 17 de Abril de 2013, 9.45CET

Bayern recebe Barcelona em duelo de estrelas

Duas equipas que ambicionam um quinto título europeu, Bayern de Munique e Barcelona, partem para uma meia-final recheada de estrelas, que terá a sua primeira mão em Munique.

Pela segunda época consecutiva, o FC Bayern München defrontará um colosso espanhol nas meias-finais da UEFA Champions League. Na temporada passada, a equipa bávara ultrapassou o Real Madrid CF nesta fase da prova. Agora, tentará fazer o mesmo ao FC Barcelona. O Bayern, finalista vencido em 2012, perdeu somente uma vez em toda a sua história na recepção a adversários espanhóis, mas sabe que o aguarda um obstáculo bastante complicado de transpor no Barcelona, que competirá pela sexta vez consecutiva nas meias-finais da UEFA Champions League, marca que constitui um recorde.

• Ambos os clubes procuram um quinto título europeu para os respectivos palmarés e têm uma nova ligação em Josep Guardiola, um campeão continental tanto como jogador como enquanto treinador pelos catalães, que deixou o comando técnico do Barcelona no final da época passada, depois de ter levado o clube à conquista dos títulos da UEFA Champions League de 2009 e 2011. Assumirá o cargo de treinador do Bayern actualmente ocupado por Jupp Heynckes – um antigo técnico campeão europeu pelo Real Madrid – no arranque da próxima temporada.

Encontros anteriores
• O Barcelona saiu vencedor do duelo dos quartos-de-de-final da UEFA Champions League de 2008/09 por um total de 5-1. Os catalães decidiram o resultado da eliminatória logo na primeira mão ao marcarem quatro golos ao Bayern ainda no primeiro tempo, da autoria de Lionel Messi (9, 38), Samuel Eto'o (12) e Thierry Henry (43). No jogo da segunda mão, o Bayern conseguiu um empate 1-1 frente à equipa que, no final dessa campanha, conquistaria a prova, com Franck Ribéry (47) e Seydou Keita (73) a marcarem os golos. Guardiola cumpriu um jogo de castigo na segunda mão, com Tito Vilanova a sentar-se no jogo nesse encontro.

• As equipas desse jogo de 8 de Abril de 2009 alinharam da seguinte forma:
Bayern: Butt, Lell, Lúcio, Demichelis, Lahm, Sosa (Hamit Altıntop 78), Van Bommel, Ottl, Zé Roberto (Borowski 78), Ribéry, Toni.
Barcelona: Víctor Valdés, Daniel Alves, Puyol, Piqué, Abidal, Xavi, Touré, Keita, Messi, Eto'o, Iniesta (Hleb 78).

• O Bayern dirigido por Ottmar Hitzfeld derrotou o Barcelona orientado por Louis van Gaal, tanto em casa como fora, na fase de grupos de 1998/99, chegando à final dessa temporada. Um tento de Stefan Effenberg (45) valeu um triunfo por 1-0 em Munique, ao passo que Alexander Zickler (48) e Hasan Salihamidžić (87) deram a volta ao marcador em Camp Nou, após Giovanni ter aberto o activo para o Barça aos 29 minutos, de grande penalidade.

• O Bayern venceu a outra meia-final disputada entre as duas equipas por um total de 4-3, rumo à conquista da Taça UEFA de 1995/96. A primeira mão realizada na Alemanha terminou empatada 2-2, com Gheorghe Hagi a igualar aos 77 minutos um jogo que o Bayern esteve a vencer com golos de Marcel Witeczek (52) e Mehmet Scholl (57), depois de Óscar García ter colocado os "blaugrana" em vantagem (15). No entanto, a equipa dirigida por Otto Rehhagel venceria no Camp Nou, com Markus Babbel (39) e Witeczek (83) a marcarem antes de Iván de la Peña (88) ripostar pelo conjunto de Johan Cruyff. A constituição da equipa do Barcelona incluía Guardiola e Carles Busquets, pai do médio do clube catalão, Sergio Busquets.

Retrospectiva
• O Bayern venceu 11 dos últimos 13 jogos realizados em casa para a UEFA Champions League, incluindo um triunfo por 2-1 frente ao Real Madrid na primeira mão da meia-final da época passada.

• O Bayern bateu o Valencia CF por 2-1 na recepção ao clube espanhol na fase de grupos da presente temporada, mantendo assim um excelente registo caseiro frente a adversários espanhóis, que é de 14V 5E 1D. A única derrota sucedeu frente ao RC Deportivo La Coruña, por 3-2, em 2002/03.

• O Barcelona procurará ampliar a série a invencibilidade em solo alemão que vai em oito partidas, que se traduz por cinco vitórias e três empates. A sua mais recente viagem à Alemanha trouxe uma vitória por 3-1 no reduto do FC Bayer 04 Leverkusen, nos oitavos-de-final da época passada – a segunda mão saldar-se-ia por uma vitória dos catalães por 7-1. O Leverkusen foi a última equipa a ganhar ao Barcelona na Alemanha, tendo imposto um triunfo por 2-1 para a fase de grupos da edição de 2001/02. Foi também a sua última derrota caseira e no terreno de equipas da Bundesliga. Nos 17 jogos que se seguiram, o Barcelona venceu 14 e empatou três vezes. O registo do Barcelona em jogos realizados em solo alemão é de 9V 10E 5D.

• O Barcelona tem um registo de 13 vitórias e quatro derrotas frente a equipas alemãs em eliminatórias a duas mãos nas competições europeias. O registo do Bayern frente a adversários espanhóis é de 8-6.

• O registo do Bayern em meias-finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus é de nove vitórias e cinco derrotas:
2011/12 Real Madrid CF 3-3, vitória por 3-1 por grandes penalidades (2-1 c, 1-2 f)
2009/10 Olympique Lyonnais, vitória por 4-0 (1-0 c, 3-0 f)
2000/01 Real Madrid CF, vitória por 3-1 (1-0 f, 2-1 c)
1999/2000 Real Madrid CF, derrota por 2-3 (0-2 f, 2-1 c)
1998/99 FC Dynamo Kyiv, vitória por 4-3 (3-3 f, 1-0 f)
1994/95 AFC Ajax, derrota por 2-5 (0-0 c, 2-5 f)
1990/91 FK Crvena Zvezda, derrota por 3-4 (1-2 c, 2-2 f)
1989/90 AC Milan 2-2, derrota no desempate por golos marcados fora (0-1 f, 2-1 c)
1986/87 Real Madrid CF, vitória por 4-2 (4-1 c, 0-1 f)
1981/82 PFC CSKA Sofia, vitória por 7-4 (3-4 f, 4-0 c)
1980/81 Liverpool FC, 1-1, derrota no desempate por golos marcados fora (0-0 f, 1-1 c)
1975/76 Real Madrid CF, vitória por 3-1 (1-1 f, 2-0 c)
1974/75 AS Saint-Étienne, vitória por 2-0 (0-0 f, 2-0 c)
1973/74 Újpest FC, vitória por 4-1 (1-1 f, 3-0 c)

• O Barcelona venceu seis das 13 meias-finais que disputou anteriormente:
2011/12 Chelsea FC, perdeu por 2-3 (0-1 f, 2-2 c)
2010/11 Real Madrid CF, venceu por 3-1 (2-0 f, 1-1 c)
2009/10 FC Internazionale Milano, perdeu por 2-3 (1-3 f, 1-0 c)
2008/09 Chelsea 1-1, venceu no desempate por golos marcados fora de casa (0-0 c, 1-1 f)
2007/08 Manchester United FC, perdeu por 0-1 (0-0 c, 0-1 f)
2005/06 AC Milan, venceu por 1-0 (1-0 f, 0-0 c)
2001/02 Real Madrid CF, perdeu por 1-3 (0-2 c, 1-1 f)
1999/2000 Valencia CF, perdeu por 3-5 (1-4 f, 2-1 c)
1993/94 FC Porto, venceu por 3-0 (c)
1985/86 IFK Göteborg, 3-3, venceu por 5-4 no desempate por grandes penalidades (0-3 f, 3-0 c)
1974/75 Leeds United AFC, perdeu por 2-3 (1-2 f, 1-1 c)
1960/61 Hamburger SV, venceu por 1-0 (jogo de repetição) (1-0 c, 1-2 f)
1959/60 Real Madrid CF, perdeu por 2-6 (1-3 f, 1-3 c)
A equipa espanhola apurou-se para a final de 1991/92 como vencedora do grupo.

• O Bayern derrotou equipas espanholas por duas vezes em finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus. Primeiro, em 1973/74, bateu o Club Atlético de Madrid numa finalíssima e, em 2000/01, venceu o Valência no desempate por grandes penalidades.

• O Barcelona derrotou o Fortuna Düsseldorf assim conquistando a Taça dos Vencedores das Taças de 1979 e venceu ainda Borussia Dortmund (1998) e SV Werder Bremen (1993) levantando a SuperTaça Europeia.

• O vencedor desta eliminatória defrontará Borussia Dortmund ou Real Madrid na final marcada para 25 de Maio, no Wembley Stadium, em Londres.

Ligações entre as equipas
• Heynckes sofreu duas derrotas frente ao Barcelona na sua única campanha como treinador do Real Madrid, em 1997/98, tendo perdido por 3-2 em casa e 3-0 em Camp Nou, numa época em que os "merengues" foram quarto classificados, ao passo que o Barcelona se sagrou campeão espanhol. Contudo, levou os madrilenos à conquista da UEFA Champions League dessa época, o seu primeiro título de campeão europeu em 32 anos. Heynckes também teve passagens como treinador do Athletic Club (1992-94 e 2001-03) e CD Tenerife (1996/97). O seu registo na Liga espanhola ao serviço desses três clubes frente ao Barcelona é de 12J 4V 3E 5D.

• A vitória do Bayern na meia-final de 2011/12 frente ao Real Madrid foi a primeira de Heynckes como treinador em eliminatórias a duas mãos frente a formações espanholas. As suas quatro derrotas incluem um desaire por 7-0 no terreno do RC Celta de Vigo ao serviço do SL Benfica, na Taça UEFA de 1999/2000, e uma incrível eliminatória onde o seu VfL Borussia Mönchengladbach bateu o Real Madrid por 5-1 em casa, mas ainda assim perderia a ronda no desempate por golos marcados fora de casa após uma derrota por 4-0 em Espanha.

• Como jogador do Borussia Mönchengladbach, Heynckes apontou quatro golos no triunfo total por 9-2 frente ao Real Zaragoza, na terceira eliminatória da Taça UEFA de 1974/75. Na época seguinte, nos quartos-de-final da Taça dos Clubes Campeões Europeus, marcou ao Real Madrid, mas, mesmo assim, a sua equipa perdeu no desempate por golos marcados fora de casa.

• Arjen Robben foi jogador do Real Madrid entre 2007 e 2009, tendo conquistado um título espanhol e marcado ao Barcelona num triunfo por 4-1 em jogo da Liga espanhola realizado a 7 de Maio de 2008. Ao serviço do Chelsea FC, o holandês foi eliminado pelo Barcelona nos oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2005/06.

• Robben fez parte da selecção da Holanda derrotada pela Espanha na final do Mundial de 2010. Gerard Piqué, Carles Puyol, Sergio Busquets, Xavi Hernández, Andrés Iniesta, David Villa, Pedro Rodríguez e Cesc Fàbregas jogaram todos pela Espanha.

• Puyol apontou de cabeça o único golo da Espanha (e do jogo) na meia-final com a Alemanha, batendo assim Manuel Neuer. A selecção germânica apresentou também Philipp Lahm, Mario Gomez, Bastian Schweinsteiger e Toni Kroos. Para os primeiros três, foi uma repetição indesejada da derrota na final do UEFA EURO 2008 frente a uma Espanha que incluía Puyol, Iniesta, Xavi e Fàbregas.

• Thomas Müller marcou no triunfo da Alemanha, por 4-0, frente à Argentina de Lionel Messi e Javier Mascherano, nos quartos-de-final do Mundial de 2010.

• Mario Mandžukić fez parte da selecção da Croácia eliminada do UEFA EURO 2012 após perder por 1-0 com a Espanha, na derradeira jornada da fase de grupos.

• Javi Martínez é companheiro na selecção de Espanha do contingente do Barcelona. Pelo Athletic, Javi Martínez defrontou o Barça em 15 ocasiões, sem ter conseguido qualquer vitória. Foi derrotado, entre outros encontros, nas finais da Taça de Espanha de 2009 e 2012.

Última actualização: 22-04-13 0.03CET

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/season=2013/matches/round=2000350/match=2009609/prematch/background/index.html#bayern+recebe+barcelona

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras CHAMPIONS LEAGUE e UEFA CHAMPIONS LEAGUE, o logótipo e o troféu da UEFA Champions League e o logótipo da Final da UEFA Champions League estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.