O "site" oficial do futebol europeu

Mourinho e Ferguson unânimes na análise

Publicado: Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2013
José Mourinho e Alex Ferguson deram uma visão positiva após o empate 1-1 entre Real e United e concordaram que as hipóteses de sucesso de cada uma são de "50-50".

O conteúdo é transmitido de forma a que seja protegido e apenas disponível no formato flash. O seu aparelho não parece ser compatível com o leitor vídeo de flash.

Estatísticas dos jogos

Real MadridMan. United

Golos marcados1
 
1
à baliza14
 
9
para fora14
 
4
Cantos12
 
8
Foras-de-jogo0
3
Faltas cometidas14
 
12
Cartões amarelos0
3
Cartões Vermelhos0
 
0
Posse de bola(%)55
 
45

Classificação

 
Publicado: Quinta-feira, 14 de Fevereiro de 2013

Mourinho e Ferguson unânimes na análise

José Mourinho e Alex Ferguson deram uma visão positiva após o empate 1-1 entre Real e United e concordaram que as hipóteses de sucesso de cada uma são de "50-50".

José Mourinho, treinador do Real Madrid
Não estou preocupado com o resultado ou o jogo. Decorreu como eu estava à espera. Para a segunda mão está tudo em aberto. O adversário alterou a sua forma de jogar, colocando 11 jogadores atrás da linha da bola e quase não atacou na segunda parte. Limitou-se a esperar por um lance de bola parada ou um contra-ataque, e para além disso defendeu bem. Creio que as hipóteses de sucesso são de 50 por cento para cada equipa. O golo fora não lhes confere vantagem, pois nós temos capacidade para marcar mais do que um na segunda mão.

Dispuseram de duas ocasiões flagrantes na segunda parte, mas isso está fora do contexto, já que procurávamos chegar à vitória. Foi difícil porque começámos muito bem, tivemos uma excelente oportunidade e, na primeira vez que foram à nossa baliza, marcaram.

Gosto de disputar o primeiro jogo em casa, porque quando é fora, existe a tendência a ficar insatisfeito com determinados resultados. Quando a segunda mão é fora, sabemos como abordar o jogo sem pensar muito nele. Em Old Trafford saberemos o que é preciso fazer. Precisamos de marcar e, se marcarmos, ficamos em vantagem na eliminatória. É fácil de perceber.

Alex Ferguson, treinador do United
Foi um jogo repleto de incidências, com oportunidades para as duas equipas. O David de Gea efectuou três ou quatro boas defesas, mas nós falhámos igual número de boas oportunidades. O guarda-redes adversário realizou uma defesa decisiva ao cair do pano, já para não falar do remate do Robin van Persie à barra.

O que me incomodou foi que na primeira parte fomos sujeitos a muita pressão. Mudámos isso na segunda parte, adiantando mais o Danny Welbeck, e isso fez a diferença. Tivemos boas oportunidades e, em certos períodos, praticámos bom futebol. Depois, aguentámos na defesa e alcançámos um bom resultado para o jogo em Old Trafford.

O cabeceamento do [Cristiano] Ronaldo foi algo de inacreditável. Aparte isso, acho que o contivemos muito bem, apesar da grande ameaça que ele representa.

Está tudo em aberto, sabemos que vão ser muito perigosos no contra-ataque. Temos uma tarefa complicada entre mãos, mas está ao nosso alcance. Penso que as hipóteses são de 50-50 para cada. A eliminatória pode cair para qualquer uma das equipas, depende de quem marcar primeiro.

Última actualização: 15-02-13 0.52CET

http://pt.uefa.com/uefachampionsleague/season=2013/matches/round=2000348/match=2009591/postmatch/quotes/index.html#mourinho+ferguson+confiantes

  • © 1998-2014 UEFA . Todos os direitos reservados.
  • As palavras CHAMPIONS LEAGUE e UEFA CHAMPIONS LEAGUE, o logótipo e o troféu da UEFA Champions League e o logótipo da Final da UEFA Champions League estão protegidas por marcas registadas e/ou direitos de autor da UEFA. As referidas marcas registadas não podem ser utilizadas para qualquer fim comercial. A utilização do UEFA.com implica o seu acordo com os Termos e Condições, e com a Política de Privacidade.